10
novembro
2014

Me queimei – e agora?

Postado por Ana em Saúde

Uma amiga minha foi para a praia e não protegeu as pernas propriamente e agora está sofrendo com queimaduras nas pernas, tadinha. Após discutirmos o tema na nossa MEDLINHA do whatsapp (somos 7 especialidades em um grupo, é o sonho de toda hipocondríaca \o/ hahaha) resolvi fazer mais um daqueles posts prestação de serviço para os internautas, que eram bem típicos no início do blog. Você se queimou – o que fazer agora?

dri

Apesar do motivo que me motivou a escrever, neste post me refiro principalmente às queimaduras clássicas por fogo ou coisas quentes, apesar que serve em parte para as solares também.

1) Use o bom-senso

A queimadura foi muito profunda? Foi em área nobre (mão, pé, rosto, genital, axila, áreas de dobras)? Foi causada por choque elétrico? Houve inalação de gás quente/tóxico? Foi em área grande do corpo? Você se queimou com banho de sol e está sentindo fraqueza, tendo vômitos e outros sintomas? Você é idoso ou criança ou tem algum outro problema de saúde grave? Se a resposta é sim a uma dessas perguntas, saia do Google e vá logo ao hospital.

2) Quão grave é a queimadura?

A título de curiosidade apenas, pois se você está se questionando se foi grave nem é pra estar lendo este post, mas sim procurar ajuda. :) A gravidade da queimadura está ligada à profundidade que ela atingiu, o local do corpo , à extensão e em quem ocorreu (a mesma queimadura em uma pessoa de 100 anos é mais grave do que em uma de 30 anos).

Em relação a profundidade, quanto maior o grau, mais grave ela é:


Queimadura de primeiro grau: apenas a camada mais superficial da pele foi atingida (epiderme) e a pele fica vermelha, dói no local. Em pessoas sem problemas de cicatrização, provavelmente não deixará cicatriz.

Queimadura de segundo grau tipo A: agora a segunda camada da pele (derme) foi atingida superficialmente – a pele fica vermelha e formam-se bolhas, dói muito no local. Em geral não deixa cicatriz mas a região poderá ficar mais pigmentada.

Queimadura de segundo grau tipo B: agora a derme foi atingida de forma mais profunda, de forma que dói menos pois várias terminações nervosas foram queimadas. Deixa cicatriz.

Queimadura de terceiro grau: a queimadura foi mais profunda e queimou totalmente a epiderme e a derme, de de forma que não há dor no local – cursa com necrose, tratamento mais complicado.

* Classificação variável, algumas fontes falam em quarto grau também.

Em relação à extensão, existe uma regra para estimar a superfície corporal envolvida, se chama Regra dos 9 de Wallace:

regra9

Em criança o cálculo é diferente, mas no geral, no adulto, calcula-se a porcentagem de superfície queimada de acordo com o esqueminha acima. Cada perna total equivale a 18%, cada braço a 9%, cada metade do tronco 18%. O períneo equivale a 1% e a cabeça 9%. A partir da superfície corporal queimada, pode-se estimar o risco de mortalidade com uma fórmula muito simples, que é somar a idade à superfície queimada. Se o valor for 100 ou mais o prognóstico é bem desfavorável.

Perigos da queimadura

Em caso de queimaduras mais graves, a estética é um mero detalhe. A queimadura é algo perigoso porque ela nos faz desidratar. Tanto pela superfície exposta (a água evapora) como pela agressão ao corpo, que faz com que líquido seja mobilizado para fora dos vasos sanguíneos (daí fica menos volume dentro dos mesmos). Em casos mais extensos, a agressão ao corpo pode ser tão importante que ele reage completamente, com inflamação geral e até mesmo uma falência respiratória. Existem aindaas complicações locais, como fibrose que dificultam movimentos ou mesmo que “apertam” os nervos e vasos do local, além do risco de infecções.

O que fazer em caso de queimadura leve?

Em caso de pequenas queimaduras, dessas bobinhas do dia-a-dia (que não se enquadram nas situações que escrevi acima), existem pequenos cuidados a serem tomados. A área queimada deverá ser deixada sob água corrente fria por 10 minutos , pois isso corta ou pelo menos diminui a transmissão do calor. Atenção: em áreas extensas (>30%) isso não deve ser feito pois há o risco de hipotermia (quando a temperatura do corpo cai muito). A partir daí existem vários cremes que se indicam para queimaduras. Você não deve usar cremes com corticóides ou demais anti-inflamatórios sem orientação médica, pois pode ser perigoso. O mesmo vale caso precise de remédio pra dor. Nada de produtos como pasta de dente e afins! Para as queimaduras pequenas e benignas eu amo o óleo Dersani, aquele pró-cicatrizante muito usado no Brasil para tratamento de escaras. Eu sou tão fã do óleo Dersani que trouxe 3 na mala. E não se esqueçam de hidratar-se “por dentro” também!

tratar

OBS: isso é uma dica pessoal; não é jabá; mesmo se eu fizesse jabá, vocês JAMAIS irão me ver recebendo dinheiro para divulgar produtos médicos no blog. Apesar que tem várias blogueiras de moda fazendo propaganda de melatonina (remédio!) e lente de contato por aí. ABAFA.

Beijos e juízo!

07
novembro
2014

Lavando roupas delicadas – o retorno

Postado por Ana em Ana de Casa

Eu já postei aqui uma vez que eu sempre lavava meus pullovers de inverno ou roupas delicadas à mão. Nos últimos tempos eu fiquei tão “protetora” com minhas roupas que a lavadeira lá de casa só lavava meus pijamas, jeans e jalecos, todo domingo de manhã era eu no tanque lerê, lerê. Isso porque ficava muito triste quando estragavam minhas roupas – eu sou uma pessoa de poucas roupas, gosto de repetir muito, por isso gosto que durem bastante. Na maioria das vezes deixava as roupas de molho no Ola! (quando podia), esfregava um pouquinho em pontos estratégicos e enxaguava no tanque. Pois eu espero que agora vocês estejam sentadas para essa notícia chocante: eu não tenho área de serviço aqui. Aqui é muito, mas muito comum mesmo que (nos apartamentos) os banheiros sejam enormes e as máquinas de lavar roupas fiquem nele.

maquina

Então obviamente não tenho tanque. Pelo menos até termos uma casa vai continuar sendo assim, então tive que desapegar do meu ex-método. Com esse pequeno tempo de prática reparei que não existe roupa que precise ser lavada à mão. Existe sim roupa que precisa ser lavada a seco, mas no geral são raras, daquelas que a gente leva à lavanderia de vez em quando (tipo trench coat caro, alguns casacos de inverno, vestidos de festa). Mas no resto: máquina com água fria + saquinhos protetores + centrifugação nula ou reduzida = suficiente para lavar coisas delicadas.

saquinho

Tinha trazido uns saquinhos de BH que comprei na Loja Oz e quebravam o galho. Mas depois comprei uns na Amazon aqui e puxa, qualidade infinitamente superior. Meu mantra atual é: tem dúvida? Vai no saquinho mesmo. Você coloca o que quiser no saquinho e o fecha escondendo o zíper e joga na máquina. Limpa normal e não arranca pedaço ! :)

European Way of Life, todo mundo se virando nos 30 nas atividades domésticas. Estou curada da Washing Machine Severe Disbelief Syndrome ! A gente se acostuma rapidinho!

Beijos real life!

06
novembro
2014

A viralização da minha ex-penteadeira

Postado por Ana em Coisas da Ana, Maquiagem

Em 2012 eu montei minha sonhada penteadeira em BH, do jeitinho que eu queria. Foi bom enquanto durou, mas infelizmente não deu pra trazê-la (nem valeria a pena) então o que tenho feito é dar uma boa recauchutada na minha ex-penteadeira improvisada. (que agora é a oficial). Agora ela está bem mais digna e quando tiver prontinha mostro pra vocês. Da última vez que fui pra BH usei minha ex-penteadeira para estudar, haha. E agora minha irmã disse que vai levá-la pra casa dela – melhor assim, muito triste uma coisa fofa daquelas sem uso.

penteadeiraEx-filhota, desenhada por minha irmã e feita pelo Valdeir! :)

Mas tem alguns arrependimentos que tenho em relação à minha penteadeira: um foi não ter feito um post mais caprichado na época, com bastante fotos de detalhes. Até pra eu ter de recordação mesmo, sabe? O outro foi ter feito um vídeo melequento sobre ela no celular em vez de um melhorzinho. O outro foi ter apagado o tal vídeo acidentalmente enquanto organizava meu canal no youtube (ele era super visitado e trazia visitas pro blog – alguém tem ele por acaso salvo aí ? hahahaha) Uma leitora tinha e me mandou \o/ Obrigada Inês! . E, o último foi não ter tacado o URL do blog na foto principal logo que eu postei. Não porque eu queira exclusividade nem algo assim – é pra se inspirar mesmo, fico super feliz de ver as meninas fazendo. Mas acho que é porque eu perdi uma chance boa de divulgar o meu blog mais entre o meu público-alvo = MULHERZINHAS. haha Falta de TINO é fueda. Lembro do susto que levei quando fiz uma busca por imagens com ela no google:

pentead

pentead2

Vejam com o seus próprios olhos. Ela viralizou em blogs e no pinterest naquela época e assim continua até hoje. Fico orgulhosa, é porque ficou linda, né? <3 Alguém repostou sem crédito e daí ela meio que se tornou "penteadeira de ninguém”, desses produtos sem rosto do Google Image. Nada contra, eu mesmo já devo ter feito coisa parecida. Às vezes vejo que alguém a linka ao meu blog, mas é raro. Até o marceneiro já agradeceu porque depois do meu post ele recebeu altas encomendas – fiquei me achando! hahaha

Depois eu marquei a foto com meu URL mas já era tarde demais. Se virem minha falecida por aí vocês comentem no site que ela é filha da blogueira de meia tigela LindaEcHeirosa.com!? #TEAM-ANA

Beijos da ex-mamãe orgulhosa!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 10 de 2276789101112131415