23
abril
2016

Mil e um paninhos

Postado por Ana em Ana de Casa

Ana-de-casa contra-ataca. Já falei pra vocês que ainda não tenho ajuda de fora para as atividades domésticas. Eu até estava planejando arrumar alguém pra maio. Mas fico enrolando… Tenho que colocar pelo menos umas trancas novas, eu sou muito neurada com essas coisas pois já fui muito roubada por “ajudantes”. E fora a privacidade invadida. Estou no dilema entre chegar em casa sexta à tarde e ficar aproveitando minha tarde livre de pernas pro ar (queria alguém na sexta de manhã) ou continuar fazendo faxinão eu mesma sexta mas sem ter um estranho aqui dentro. Sinceramente, ainda estou na dúvida!

Daí entre uma limpança e outra, estava dia desses reparando que sou a “maníaca dos paninhos” e eles são meus grandes ajudantes por aqui! Tenho paninhos com parte de couro para limpar/polir a mesa de vidro, tenho paninhos à la brazuca tipo perfex, paninhos super absorventes para a pia da cozinha (troco diariamente), paninhos para deixar no chão da cozinha para já enxaguar qualquer gota que caia, paninhos abrasivos de limpar a banheira, paninhos de limpar a pia, paninhos descartáveis de limpar móveis, paninhos descartáveis para limpar privada, paninhos de limpar mesa – paninhos, paninhos, paninhos! Eu reservo um gavetão da cômoda de roupa de cama só pra eles!

paninho2multif

paninho3

paninho4

paninho9

paninho5

paninho7descartamovelPaninho descartável para limpar móveis

paninho8vidroMeu velhinho de limpar mesa de vidro, amo

paninhos1umeÚmidos descartáveis variados.

Eu amo especialmente os paninhos descartáveis umedecidos e sempre tenho um em cada canto, uso pra tudo – e o melhor é que eles vão pro saco de lixo amarelo . Eu costumava não reaproveitar panos de limpeza geral, porque o custo da lavagem a 90 graus meio que ultrapassa o custo dos próprios. Atualmente, como tenho muitos que enchem um balaio, eu deixo acumular e lavo muitos de uma vez, daí vale a pena!

paninho6Espero juntar 50 sujos pra lavar a 90 graus

O fato de ter começado a usar descartáveis na privada meio que me economiza esses paninhos também (nem lavando a 90 graus, eu não conseguia reaproveitar os de privada, muita gastura, rs).

paninhobanheiroMelhor descoberta esses descartáveis pra limpar privada, hehehe

Mostrei acima alguns dos que tem por aqui para as donas-de-casa leitoras que também moram aqui. Dos umedecidos, o da DM é meu favorito. Os de chão compro mais no Aldi e os multiuso compro mais no Rewe! Mas varia… não posso ver um paninho especial que já levo!

Beijos da louca dos paninhos

22
abril
2016

O português mandou um abraço

Postado por Ana em Diário de uma expatriada newbie

Eu nunca tive dificuldade com o português. Tirando, as, vírgulas, que, sempre, usei demais e, levava, xingo da professora do colégio, sempre fui bem ok na área. Até mesmo no trabalho, era daquelas chatas com mini-ataques cardíacos ao ver certos erros dos outros, que corrigia coisas escritas erradas no prontuário. “A justiceira dos prontuários“, hahaha.

portugues1

Olha, isso foi inclusive uma grande lição de humildade pra mim ao mudar de país – fui de quem corrigia erros para quem mais errava. Ouch! Tive que calçar as sandálias da humildade linguísticas! E tem mais – a casa do português caiu. Há muitos anos parei de ler livros literários em português. Achava isso uma boa idéia – pra “matar dois coelhos em uma cajadada só”. E achei que meu português ia super passar imune à vida em outra língua. Faz dois anos que o blog é o único lugar onde escrevo em português. Whatsapp não conta, né? Sei que dois anos “não são nada” mas acreditem, fez diferença. :( Falo com meu pai no skype uma vez por dia, mas o resto do tempo todo não uso a língua. Tenho sentido infelizmente um leve impacto no meu português. Algumas dúvidas que nunca tive, alguns erros que nunca cometi. Anglicismos e alemanices contaminando o bom uso das palavras. Erros cabeludos – pretenCioso com “C” que o diga. Erros que me fazem dar um pulo de 3m quando por acaso os acho.

Mas também tento não pegar tão pesado comigo por aqui, afinal, é um blog. Algumas crases onde não deveriam estar e outros claros erros de digitação ou falta de espaço quando quis escrever “a fim de” são coisas que, se encontro, nem volto pra corrigir. Até porque, se o blog fosse pelo português impecável, eu não começaria esses tanto de frases com “Mas” como começo, mas acho bom pelo menos manter o nível razoável, né?

O que me incomoda de verdade são algumas dúvidas de combinações de palavras que me surgem quando estou simplesmente pensando, sozinha. E fico meio receosa pelo futuro mesmo. Semana passada queria usar a expressão “puxar a sardinha para o lado de“, mas não lembrava qual era o verbo que acompanhava a “sardinha“. Usei algo completamente nada a ver tipo “pegar sardinha”, bem louco, tive que googlar e daí a expressão voltou à minha cabeça. Olha, essa história da sardinha me deixou apavorada – diz meu marido que não tem nada a ver com o esquecimento de língua, mas sim com minha velhice! Ah bom! Sei que na próxima viagem ao Brasil voltarei cheia de livros literários de lá. Não quero ser dessas que dá desculpa esfarrapara do tipo “meu anjo foi alfabetizado em inglês“, rsrs!

portugues2

Algum expatriado teve experiência semelhante?

Beijos desesperados
!

21
abril
2016

O disco de esportes (“sport disc”)

Postado por Ana em Fitness

Diz minha irmã que isso é coisa de Mahamudra, mas eu juro que nunca tinha prestado atenção até o digníssimo aparecer com isso em casa. Ele pediu de aniversário para a mãe dele e, naquele final de semana, achei até engraçado a família toda tentando se equilibrar no negócio, inclusive eu tentei também. Achei tão difícil que afirmei que não tem como o negócio ser bom pra saúde, já que eu não parava um segundo em cima dele. O tempo fechou quando ele veio para nossa casinha e ficou ocupando um lugar bem no meio da sala. Trem horroroso! Mas tudo bem, não queria ser estraga-prazeres e o marido lá se divertindo todo dia – deixa, né?

sportdisc1o rei da sala

Até que teve um dia que a gente resolveu “brincar” de ver quem ficava mais tempo em cima dele. O meu primeiro alvo foi conseguir 10 segundos. Em algum momento naquele dia consegui 18! Acho que fiquei uns 40 minutos “brincando”. Não é que algumas horas depois MUITOS dos meus músculos estavam doloridos, igual após programa novo de academia, sabe? Barriga, bumbu, coxa frente e verso, panturrilha. Nossa, foi a primeira vez que fiz exercício na vida sem perceber que era exercício. Fiquei boba! Agora tento ver um pouco de TV em cima dele, uns 20 minutos por dia – quem sabe não ajuda com a boa forma? Ele tem vários níveis de dificuldade, dá pra ir ajustando, virando, ou seja, você nunca vai se entediar. Diz que é bom para melhorar o core, a postura, equilíbrio - e realmente trabalha os músculos também, pelo menos o tônus. Os mini-movimentos que você faz para não cair do disco são “o segredo”.

sportdisc2

Não é um “brinquedo” fácil de gostar de cara, eu que o diga, mas para quem está procurando novidades pode ser interessante. O daqui de casa é o “Sport Disc” da MFT. No site da MFT, aliás, tem vários “planos de treino” para vários objetivos diferentes. O disco nem é baratinho, custa uns 150 a 200 euros. Quem quiser comprar, não esqueça de consultar seu profissional de educação física, fisio ou médico do esporte antes!

Beijos fit-wannabe

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 10 de 2576789101112131415