01
agosto
2015

Quando a família vem

Postado por Ana em Diário de uma expatriada newbie

Acho que essa foi a maior teia de aranha virtual da história do blog. Eu não me preocupei muito em avisar que estava viva porque estava postando normal nas outras redes sociais – instagram, twitter, snapchat. Só que aí começaram os comentários perguntando se eu estava bem e daí achei por melhor voltar logo, hehe. Sim, estou ótima! :) É porque se sentar em frente ao computador já estava sendo um “luxo” para mim, no último mês foi mais difícil ainda. Boa parte da minha família, incluindo as bebês (ex-bebês, mas sempre chamarei de bebês) veio passar um mês aqui, bem pertinho de mim. Nas duas primeiras semanas eu não estava de férias – chegava do trabalho e ia ficar com eles. O resultado foi que fiquei 2 semanas igual a uma zumbi, dormindo 4 horas por noite. Achei que ia adoecer, pois estava muito cansada – mas estava feliz também, então compensou e continuei saudável! Daí entrei de férias e aí que eu queria mesmo ficar 100% do tempo com eles. Viajamos um pouco, nos divertimos muito neste verão que, olha – brilhou! Apesar do calor infernal do início, no mês todo só choviscou um dia.

familia1

familia2

familia3

familia4

familia6

familia7

Muita alegria, comilança, bebelança e bons 3kg a mais. Já estava mal acostumada tendo a família morando a 50m de mim. Que pena que agora eles foram embora e a rotina vai voltar ao normal. Bom, mas sem rotina não há aquela sensação gostosa de férias e quem sou eu pra reclamar de trabalho, né? E nos veremos em breve novamente, se Deus quiser. Ah, coloquei mais fotos das crianças porque os adultos não são fãs de internetices! :P

paristrip

familia5

raquRaquelzinha com sua nova amiguinha alemã, a linguagem da brincadeira! :)

jotaJoaninha e um dos cem sorvetes que tomou em julho , haha

Adendo: O drama da carteira

O melhor de tudo é que agora voltarei ao trabalho motorizada! Muito estranho celebrar isso na minha idade, mas mudar de país é um grande recomeço, como sempre digo. A gente se sente criança às vezes, às vezes completamente bocó, dependente… faz parte! Lembram da história da carteira de motorista? Acabei acidentalmente invertendo a ordem das coisas e começando a trabalhar antes de ter a carteira. Tinha feito as burocracias e a prova teórica antes de começar, mas depois disso foi um inferno. Pois partem do pressuposto de que quem está tirando carteira tem 17 anos e pode faltar a aula quando quiser – e cá estava eu na maior dificuldade do mundo para ter horário pra fazer minhas aulas. Tive quase que implorar na auto-escola (?) para ter aulas que custam 39 euros (136 reais!) a hora, levar bolo, esperar, esperar e me ver refém dessa situação (aqui rola meio que um monopólio de auto-escola uma vez que você se inscreve em uma… se quiser trocar, mais grana e mais espera) . E como a prova prática só acontece às terças feiras, tive que esperar entrar de férias pra fazer, morrendo de medo de não passar e esperar mil anos de novo. Bom, uns 800 euros depois (˜2800 reais pra TRANSCREVER), cá está minha carteira!

carteiraBUUUUUU!

Olha, eu comi o pão que o diabo amassou com a Deutsche Bahn (a cia alemã de trem). Os trens alemães são sim ótimos … quando funcionam, né? Saber a raiva que eles fazem passar só mesmo se depender deles para chegar pontualmente ao trabalho diariamente. Se envolver baldeação então, vixe. Fora as 2 greves que peguei! E a fortuna que trem custa! Eu não vou entrar em detalhes, mas com certeza essa questão da carteira de motorista foi a maior humilhação que já passei em terras teutas até hoje. As ecologicamente corretas que me perdoem, mas estou muito feliz em pegar meu carro na garagem e parar na porta do trabalho – sem greves, sem atraso, sem esperas, sem frio, vento, chuva, sol. E nem trânsito vou pegar, pois vou no sentido contrário. :) Fora que eu vou ganhar MUITO tempo livre diariamente, o que vai melhorar muito minha qualidade de vida! E vai até sobrar mais tempo pro blog! Por isso, um brinde à carteira de motorista! Para comemorar peguei minha tchurminha e levei para passear no Europa Park, já estreando em grande estilo na Autobahn. Iurru!

Agora vou aproveitar esse final de semana calminho para preparar novos posts, espero que não tenham esquecido de mim. Minha dica é assinar a lista de e-mails do blog ali no cantinho inferior direito, daí quando tem post novo vocês ficam sabendo.

Beijinhos revigorados, cheios de gratidão

17
junho
2015

Testei: “Soft” Nail Polish remover da P2

Postado por Ana em Unha

Vou dar hoje a dica do “Soft” Nail Polish Remover da P2! Desde que aprendi a fazer minhas unhas (2009) sou viciada nesses potinhos de por removedor de esmalte. Ninguém merece enfiar o palito com algodão no pote cheio de removedor, daí ele sai encharcado, estraga a unha, etc. Fora as vezes que derrubei o pote inteiro e foi aquela bagunça. Sempre comprava esses porta-acetona nas Lojas Rede, mas eles quebravam de 2/2 meses, um lixo. Daí antes de mudar pra cá, comprei um pequetito na Araújo – ele dura bem até hoje, mas sempre me deu um medinho de quebrar. Eu achava que isso era coisa exclusiva Brasilis! Que nada! Não é que achei um desses da P2? Melhor ainda: já vem com removedor!

p2d

p2a

p2b

A P2 é uma marca baratex exclusiva das Lojas DM, uma perfumaria que tem na Alemanha toda. Quem vier de viagem não pode deixar de passar na DM! Postei algumas comprinhas na DM neste vídeo aqui. O Polish Remover custou 1,75 euros (6 reais).

p26

Não tem muito segredo, né? Estou usando, o removedor é bom-normal, o potinho por enquanto funciona super bem! :)

Estão vendo, amigas expatriadas? A cada dia que passa, uma coisinha a menos para se preocupar. Só falta achar alguém que amole bem alicate, haha!


Beijos!

14
junho
2015

Diário: uns pequenos detalhes

Postado por Ana em Diário de uma expatriada newbie

Não tenho lá muitas novidades para contar – acho que vida real é assim mesmo, né? Tudo bem manso e paradinho, mas seguem algumas humildes highlights. :)

Agora que está tudo verdinho e florido parece que a vida fica mais fácil, viu?
anajardim

Já estou adaptada ao trabalho – sempre escuto a voz do meu pai dizendo “o ser humano se adapta a qualquer coisa“. Verdade verdadeiríssima. Às vezes esqueço que não estou no Brasil – outro dia entrou um português (que só falava português) e eu fui conversar com ele e eu ficava tacando frases alemãs, misturando tudo. Nem eu entendi o que aconteceu. EU HEIN!?!?! Sai fora, Maria Preá!! Obviamente não esqueci português, mas é que naquele ambiente meu cérebro fica condicionado. O mesmo acontece com inglês, que teoricamente falo melhor que alemão. Muito estranho, uma coisa meio pavloviana.

Eu vinha namorando essa almofada numa vitrine aqui perto de casa há tempos. É fofa e bizarra ao mesmo tempo. Só que sempre desistia de comprar pois pensava “ah, não tenho onde colocar“. Mas daí me deu a louca e comprei pra decidir depois. Tenho chaveiro de flamingo, meia de flamingo e agora essa almofada. Por acaso tenho visto várias coisas de flamingo recentemente, será que tá na moda? Trouxe pra casa e testei em vários lugares. Daí tchanannnn achei que deu uma alegria pra essa poltrona véia sem graça, vai ficar aí mesmo ! :)

rotina1

Foi dada a largada na temporada de churrasco. Até nós já compramos uma churrasqueirinha nova pro verão, porque vem minha família, incluindo as babies! :D Já fomos a “N” churrascos na casa de amigos, família … basta um solzinho. Churrasco aqui é aquele esquema: salsicha, frango, milho, cordeiro, porco, camarão .. bem diferente dos brazucas. Como eu não sou fã de carne vermelha, nem reclamo! Na verdade, minha comida de churrasco favorita é o milho! hahaha…

rotina2

Finalmente adquiri a “perfeição pãodequeijística” por aqui. Custou muito, viu? A cada receita eu anotava alguma coisa pra mudar na próxima. Daí aconteceu: meus últimos pães de queijo estão com gosto 100% de pão de queijo mesmo, fiquei super feliz. Faço a receita do Gui Poulain e misturo queijo feta com parmesão. O polvilho compro na Casa Portugal ou na Amazon! Congelo em saquinhos e quando dá vontade eu faço e me sinto em Beagá! Além disso congelei muito feijão e coxinha. Isso pra mim é luxo !

rotinaoaideque

Eu AMO tomar café quentinho no final de semana e, sei lá, numa caneca fofa me dá uma alegria especial. Psicológico, né? Só que, vejam vocês, eu só tinha uma caneca fofa (da Isaura do Snoopy) então comprei mais uma, pra eu continuar feliz quando a outra estiver na máquina de lavar louça.

rotina3

Tirando isso, estou muito viciada em passear de bicicleta. Quando voltar a esfriar acho que vou ficar deprê, porque bicicleta no frio é muuuuito desconfortável. Por isso, por mais que esteja com preguiça, se é final de semana e o dia está bonito, lá vou eu passear. Durante a semana uso alguns dias para ir trabalhar também – já estou ficando até meio atrevida igual aos Friburguenses. Tinha medo de andar de bicicleta no trânsito aqui (muitas vezes ao lado/frente dos carros) mas estou perdendo.

rotinabike

Fora isso, foi dada a largada dos carros conversíveis. Aqui carro é beeeeem mais barato que no Brasil e não precisa ser rico pra ter conversível. Pena que só dá pra usar assim na primavera/verão, porque é uma delícia. Andei à la Beverly Hills teens no carro de um amigo, fiquei descabelada mas achei o máximo. E o melhor é que não chama atenção, porque, como disse, não é coisa de rico e tem trocentos outros conversíveis na rua ao mesmo tempo.

anaconv

É isso, bora lá ! Desejo a vocês uma semana maravilhosa!

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 10 de 2466789101112131415