16
abril
2014

O ego é mau que nem o pica-pau (6), quer dizer …

Postado por Ana em Celebs

Digo, a Vogue é má igual a pica-pá! Rs Sério mesmo, super achei que estava lendo notícia do Ego. Caramba, não esperava uma notícia dessa da Vogue nunquinha.

Eu sempre lembro da Karen Carpenter, a vocalista de uma das minhas bandas favoritas (Os Carpenters). Ela morreu de anorexia e eu nunca entendi, porque ela sempre foi super magra, tipo, zero momento da vida sequer cheinha. Até que um dia eu li que tudo começou porque algum apresentador de TV brincou que ela era gordinha. Acho que pra porcaria do Ego as celebs e pseudo-celebs nem ligam muito, né? Mas quando uma coisa assim sai na Vogue, já imagino a artista fazendo dieta imediata, sei lá, deve ser muito difícil ser posto sob os holofotes assim por uma revista que é “ícone da chiqueza”.

voguema

Sim, eu já fui mais “má” também, não quero ser hipócrita, mas people change e ultimamente fico meio pensativa com essas coisas. E não acho que Fernanda Lima é mais digna de consideração que as mulheres-fruta, se a reportagem fosse sobre a mulher abacaxi (existe?) eu ia colocar aqui também. Eu concordo sim que a roupa não ficou boa, mas acho que pegaram meio pesado (igual o estagiário do Ego sempre faz).

O que vocês acham?

Beijos

14
abril
2014

Aprendiz de costureira

Postado por Ana em Ana de Casa

Tenho 15 dias “à toa” e estou aproveitando para fazer várias coisas: arrumar a casa, cozinhar, passear (primavera tá linda), estudar muito alemão, decorar protocolos do hospital, correr, estudar legislação de trânsito daqui (SNIF!) e… aprender a costurar!!! hahaha Pensa numa pessoa que não sabe pregar um botão! Soy yo! E morro de vergonha disso – minhas calças furam e não sei como fechar. Agora que estou em um lugar onde serviços humanos custam uma fortuna, vi a oportunidade perfeita. Coloquei essa máquina na minha lista de casamento porque achei FOFA, mas nunca imaginei que alguém fosse dar. Pois bem, alguém deu, e daí veio minha idéia.

maquina2

Estou começando pelo manual da própria, vídeos no YouTube, sites e esse livro fofo que minha sogra me “emprestou” (ela mal sabe que não vou devolver HAHA).

livro

Se nada disso funcionar, acho que vou procurar um curso básico por aqui. Mas vou tentar sozinha primeiro, até para não passar vergonha em um eventual curso – será que consigo?

maquina3

Bom, por enquanto ela “dorme” na estante junto com meus livros. Se eu dominar a arte algum dia, até compro daquelas mesas fofas de máquina de costura (#pensandolonge).

maquina

Já que estamos dentro da categoria “coisinhas de casa“, esta semana descobri uma coisa que talvez já seja óbvia para vocês – não dá para ter margaridas dentro de casa. Fui à feira de flores escolher um vasinho para a mesa de centro e amei as margaridas. Dei uma cheirada porque me lembrava vagamente do rumor a respeito do cheiro, mas lá ao ar livre não percebi qualquer cheiro ruim. Mas bastaram vinte minutinhos dentro de casa – puáaa! Que fedorzinho! Foram promovidas à varanda!! hehe

margaridas

Torçam por mim, a mais nova dona-de-casa do pedaço!

Beijos!

06
abril
2014

Os amados perler beads – passo a passo!

Postado por Ana em Fofo

Perler Beads (também chamados Hama beads) são tubinhos de plástico que você usa para fazer figuras com aspecto de pixel. Eles surgiram inicialmente nos anos 50, na Suécia! Ao serem passados com ferro (usando a técnica que vou mostrar abaixo) eles derretem e se unem. Daí você faz o que a imaginação mandar: ímã de geladeira, brinco, passador, decoração de caixas; ou simplesmente junta para colecionar porque é fófis mesmo.

perler1

perler2

Tem uns empolgados que ficam anos fazendo paredes inteiras de perler beads! Esse tipo diferente de arte eu conheci por acaso, no Pinterest. Mas achei tão fofo que abri uma pasta lá de inspirações e logo já estava fazendo os meus. Minha irmã fala que é a maior perda de tempo que ela já viu, e meu marido fala que isso é coisa de criança pequena hahahaha. Mas eu adoro e acho relaxante. Apesar que é também um desafio à paciência, é verdade. Você coloca pecinha por pecinha e às vezes dá uma tremedeira e elas saem do lugar, ou às vezes você estraga tudo bem na hora que você vai passar com o ferro, etc.

Material

Primeira coisa é comprar o material. No Brasil vale a pena comprar em sites como Beads Art Brasil; é mais caro que em sites gringos como Amazon, mas é o que tem. Já comprei lá um kit inicial e recebi direitinho. Você compra várias cores de pecinhas, dando preferência para preto e branco, que são as mais usadas.

meusbeads

Eu gosto de separar as minhas nessas caixas de colocar linhas para bordar. O tamanho é variável, se não me engano existem três (2,5mm, 5mm e 10 mm). Eu acho as de 5mm pra cima mais adequadas para crianças (crianças grandes, que não engolem peças). Eu mesma prefiro as pequeninas de 2,5mm. Você precisa também de uma plaquinha para montar seu desenho, a “pegboard”.

perlerplacas

Existem umas já com formatos, para a criança criar o desenho sobre elas. Mas eu gosto mesmo é das neutras sem recorte, só para servir de apoio mesmo. Se quiser fazer coisas maiores irá precisar de uma placona, claro. Além disso, precisa de um pedaço de papel manteiga (parchment paper) e um ferro de passar roupa.

manteiga

Como fazer

Primeira coisa é achar um modelo que queira fazer e vai colocando parte por parte. Existem apps (Perler) que transformam “qualquer desenho” em pixels para você fazer, mas eu particularmente nunca testei, pois já existem tantas inspirações no Pinterest!

*EDIT: esse é o fantasminha do Mario! Só eu era viciada em Mario Kart quando pequena??

pint

Eu acho mais fácil colocar as pecinhas com uma pinça de sobrancelha velha.

perlera

Quando o desenho estiver pronto, você leva com muito cuidado para a área de passar. Tipo, vai com passos leves, pra não sair tudo do lugar! Na hora de apoiar na superfície o cuidado é redobrado, às vezes uma batida mais forte faz todas as pecinhas pularem do lugar.

perlerb

Daí você esquenta o ferro na temperatura máxima, sem vapor, coloca o papel manteiga em cima das pecinhas.

semvapor

Neste meu exemplo, o papel tá menor que o ideal, ele fica dobrando sobre si mesmo, então é melhor um pedaço maior. Com muito cuidado, posicione o ferro sobre o papel, fazendo leve pressão. Daí você começa a passar em movimentos circulares, com delicadeza. O tempo varia, você mesmo vê que as peças começam a aparecer por transparência pelo papel.

antesdeps

Mas são mais ou menos 30 segundos. Tem gente que acha mais feio quando derretem demais, mas, por outro lado, se você passar pouco pode ver todo o seu trabalho indo por água abaixo quando for virar de lado. Já aconteceu comigo e é terrível!! kkk Por isso eu quase sempre peco pelo excesso! Terminado o primeiro lado, deixo um livro pesado sobre ele por alguns minutos. Daí tiro da plaquinha, viro de lado e repito tudo. Cuidado porque o papel fica bem quente após passar!

final

Tchanan! Prontinho!

Meus furinhos não ficaram muito homogêneos, mas bom, estou longe de ser perlerbeadeira profissional!! :)

E vocês, o que acharam? Hot or not?

Beijos!

Página 10 de 2076789101112131415