13
janeiro
2015

Três dicas para aumentar a produtividade

Postado por Ana em Coisas da Ana

Eu já falei aqui algumas vezes que adoro ler/aplicar life hacks. Life Hacks nada mais são do que “truques” para aumentar a efetividade e produção. Tudo começou quando conheci há uns anos o blog do Benny, the Irish Polyglot. Eu gosto tanto do Benny que quando ele esteve em BH em 2012 eu fui ao encontrinho com ele.

anabennyhahaha!

No caso do Benny, ele usa life hacks especialmente para o aprendizado de idiomas. As dicas, contudo, são muitas vezes extrapoláveis para várias outras coisas, por exemplo para a criação de hábitos. Se você domina a “arte” de criar hábitos você consegue fazer praticamente qualquer coisa. Através dele conheci “este maravilhoso” mundo de life hackers – destaque para o Vida Organizada e o Scott Young. Claro que uma mente absolutamente sã e disciplinada de nascença não precisa de truques. Mas pra quem é distraído por natureza (tipo eu), alguns truques podem ajudar. São especialmente úteis para atividades para as quais precisamos trabalhar muito em pouco período de tempo (um trabalho para entregar, estudar para uma prova, etc).

1) Criar um ambiente propício

produdu

Eu posso até zonear tudo ao estudar, mas ao começar gosto que esteja tudo organizado – é minha preferência, tem quem não ligue. Também gosto de ter coisas que me dão mais ânimo – como gosto muito de marcar/escrever, gosto de ter materiais assim, bem coloridos e kawaii. :)

2) Foco, foco, foco

Eu sempre estudo com os protetores de ouvido (“cenourinhas”) da Nexcare, daí fico muito mais voltada pro interno. Fora isso, o momento dedicado a uma atividade deve ser 100% dedicado a ela – se você se deixar levar por distrações, no fim não terá feito uma coisa nem outra direito e o tempo gasto será o mesmo. Jamais responda whatsapp, atenda telefone ou mexa no instagram enquanto estiver no tempo de trabalho (ver abaixo) e até mesmo coisas simples como beber água ou ir ao banheiro deverão ser encaixadas na pausa.

3) Técnica Pomodoro

pomomeu

Não uso essa estratégia toda hora pois,na minha opinião, se a gente organiza e compartimentaliza demais, o “prazer espontâneo” dos estudos vai embora. Mas foi a estratégia Pomodoro que me salvou nos momentos de maior aperto. É muito simples: você divide o tempo de atividade em intervalos de 25 minutos, cada pedaço desse se chama “Pomodoro” (tomate em italiano). Você pode usar um timer normal ou algum app. Tem vários apps de Pomodoro gratuitos, mas eu acabei comprando um baratinho que acho levemente melhor. Entre cada pomodoro você é obrigado a fazer um intervalo de 5 minutos e a cada 4 pomodoros você faz um intervalo maior, de 15 minutos. Você determina quantos pomodoros quer fazer num dia e voilà. Ao fim do seu dia você tem certeza que o tempo de estudo/trabalho foi totalmente dedicado ao estudo/trabalho. O “segredo” dessa estratégia é que 25 minutos passam rápido DEMAIS (dá vontade de ignorar as pausas às vezes), mas as pausas de 5 minutos também são rápidas. Essas pausas são fundamentais – seguindo esse método você consegue dedicar atenção total a uma atividade por muitas horas por dia, a mente não fica exausta rápido. Quem nunca ficou “o dia todo” fazendo uma coisa e não rendeu nada? É porque no fundo houve tanta pausa e distração que na verdade você dedicou muito menos tempo do que acha. O que acho mais legal do Pomodoro é que, uma vez cumprido o objetivo diário, você faz o que quiser com seu tempo. Sabe ir ao cinema à noite mesmo quando você está no meio de mil atribuições? Totalmente possível!

E com vocês, o que costuma funcionar?

p.s: Mudei de instagram –> o novo é anacris.lc :)

Beijos…. TRIIIIIM!!!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  1. Laura 13/01/2015 às 08:51

    Adorei a dica do Pomodoro! Vou adotar.

    • Ana 13/01/2015 às 11:16

      depois conta se foi bom pra vc ;)

  2. luciana 13/01/2015 às 09:36

    Esse texto tem tudo a ver com o meu momento. Faz pouco tempo que tive acesso aos métodos de organzação, estou super empolgada. Já estou usando o método pomodoro e rende muito. Ainda mais quando tem que ler por muitas horas, o que percebi que quando chega perto dos 25 min geralmente a atenção já está dimunindo, aí a pausa vem em boa hora para recuperá-la.

    • Ana 13/01/2015 às 11:16

      Verdade! A mágica dos 25 minutos é que você não se permite voar ou pensar em outras coisas, afinal sao só 25 minutos… a gente acaba se policiando mais! É todo um mundo de métodos – tem alguns extremos como o Iron Man, já ouviu falar? Eu nÃo tentaria, mas acho super divertido ler sobre… ;)

  3. Marcela 13/01/2015 às 09:44

    Essa estratégia Pomodoro foi responsável por eu conseguir fazer minha monografia em um tempo recorde, jamais vou esquecer desse app!!! Salvou minha vida, haha.

    beijos

    • Ana 13/01/2015 às 11:14

      tb já me salvou mto! da primeira vez que usei foi com timer de verdade, mas te falar que não suporto aquele TICTACTICTAC – hj em dia só com app… :)

  4. Debora 13/01/2015 às 11:37

    Ei Ana, dicas bem úteis em tempos de finalização de tese de mestrado! Tô nessa de passar o dia todo “trabalhando” e no fim não ter feito nada!
    Beijos

    • Ana 13/01/2015 às 13:49

      Pelo seu servidor, tá de volta à teutolândia, né? Boa sorte nessa última fase! ;))

      • Debora 14/01/2015 às 09:40

        Ei Ana, tecnologia fofoqueira né?! hehehe. Mas sim, estou de volta desde semana passada! ;)

  5. Sephora 13/01/2015 às 19:52

    Tina, amei seu post! Minha prova de titulo é esse ano! E a minha maior dificuldade é com a concentração e otimização do tempo! Tomara que me ajude!

    • Ana 14/01/2015 às 07:36

      opa!! boa sorte na prova, sephora! :))

  6. Laura 13/01/2015 às 20:10

    Hey Ana valeu pelas dicas!! ;****

  7. Ana Luiza 14/01/2015 às 09:49

    O irônico é encontrar estas dicas quando estou justamente matando tempo em vez de fazer o que precisa ser feito!!!

    • Ana 14/01/2015 às 11:03

      hahaha quem nunca, Ana? :)))
      ó eu aqui na internet fazendo o mesmo! kk

  8. Debora 15/01/2015 às 09:27

    Ei Ana, eu de novo.
    Queri fazer uma pergunta meio fora do contexto do post, mas nao do blog.
    Vc já comprou alicate de cuticula aqui na Alemanha? Testei uns numa Douglas, e achei bem ruins, quase cegos. Vc tem alguma dica? Tipo marca ou onde comprar..
    (se vc quiser só responder pro meu email e nao aceitar o comentario, sinta-se a vontade!)

    • Ana 15/01/2015 às 10:01

      Oi Debora! Olha, já vi mto alicatão bonito pra vender, mas até onde eu sei são pra tirar pelinha, sabe? Pq ninguem tira cuticula. E nao basta ter o alicate, ele tem q ser amolado e nenhum vem vem amolado. Nem em BH é qualquer um q amola bem. Eu tenho 3 alicates e sempre dou pra minha manicure em BH levar pra amolar, daí trago e dura mto, acho q dá pra fazer isso de boa 1x por ano. Acho que a comunidade brazuca q mora ha mais tempo aqui deve ter la suas dicas. Ou mesmo outras comunidades, pois eu tinha no hospital uma colega da síria e ela disse que la tb tiravam cuticulas. Entao imagino que as turcas, sírias, etc, sao “o canal”- se eu descobrir te falo. Bj

      • Debora 15/01/2015 às 10:11

        Pois é… eu sempre faço isso. trago os meus e eles me servem bem até voltar no Brasil. Mas o que eu tava caiu no chao, e eu esqueci de mandar consertar, de comprar outro, e de trazer um… agora to aqui agoniada com as cuticulas e não sei o que fazer. Mas obrigada! Vou tentar com as amigas turcas!! hihihihi!

  9. Merielli 24/01/2015 às 21:09

    Gostei dessa estratégia Pomodoro, vou experimentar! Ando precisando muito de um método para regrar melhor meus estudos nesse final de semestre!!!!

    • Ana 26/01/2015 às 07:38

      Legal Merielli, depois fala se te ajudou! Boa sorte! =**