10
julho
2016

O que achei do “Sit Tight” Saddlebags +

Postado por Ana em Corpo

Já faz anos que perdi minha inocência em relação a esse tipo de produto. Que prometem queimar gordura, acabar com a celulite, etc. Nos primórdios do blog acho que avaliei vários. Mas depois tornou-se claro como a água o tanto que eles não agem na gordura. É fisiologicamente impossível. A massagem que você faz quando aplica faz drenagem de líquido, eles podem dar uma hidratada na pele, melhorar o aspecto da pele e é só. Não há milagres! Isso ficou claro pra mim quando usei o Sit Tight da Soap & Glory há 3 anos e postei aqui. Ele deixa o aspecto da pele melhor, é produto pra “projeto” verão mesmo. Pra esse fim, achei bem ok na época. Mas era caro e não comprei de novo. Em abril, em Londres, os vi quase dados em uma promoção na Boots (tipo 5 libras) , dái levei já pensando no verão. Recomprei o Sit Tight e segui o usando à noite. O “Sit Tight” Saddle bags eu não conhecia e passei a usar de manhã, em áreas menores, tipo culotes. Ele seria para agir em áreas teimosas, como os culotes! Só tem que lembrar de passar e deixar agir uns 2 minutos antes de colocar a roupa. O efeito ardor mortal do meu primeiro uso há alguns anos não tive essa vez com nenhum dos dois, mas pra quem nunca usou, é bom saber que no início pode dar uma queimadinha local significativa por alguns minutos.

tight1

Especificamente para o Saddlebags+: tem que sacudir antes de cada uso, senão sai aos grumos. O cheiro é o mesmo do outro, a sensação depois é igual e parece ser o mesmo produto (mas deve ter uma diferença ou outra). A diferença é que este diz ter um “Energinsenf CF
Fat-Attack 360
” que, convenhamos, é linguajar organizações Tabajara pra pegar trouxa. Só tem uma diferença negativa: o aplicador é péssimo. Ele belisca. Onde já se viu isso? Eu jamais vou comprar esse de novo, e não recomendo, melhor ficar no classicão mesmo. Ah, essa rodelinha de “on” e “off” é um saco, chata de virar.

tight2
O resultado após 40 dias usando os dois (que parecem a mesma coisa) é igual descrevi antes: a pele das coxas/bumbum fica mais cheia de vida, dá pra entender? Hahahaha. Minha experiência atual foi totalmente cheia de viés, pois tem um bom tempo que estou me alimentando bem, emagreci e estou fazendo bastante exercício (assim, bastante pra uma pessoa comum como eu né). Mas, baseado no passado, não acredito que ele tenha ação direta na celulite. A quantidade de massagem que você faz, sim. Lembrar que retenção de líquido = aspecto piorado da celulite. Um ótimo paliativo pra celulite é a massagem – pra quem tem paciência, tempo e dimdim! Existem tratamentos estéticos específicos atualmente, mas não sei entrar em detalhes, tô super por fora.

Concluindo: se quiser melhorar o efeito da sua pele na viagem pra praia, use o Sit Tight clássico. Mas nada de criar muitas expectativas.

Beijos!

19
setembro
2013

Será que o glúten é tão malvado mesmo?

Postado por Ana em Corpo, Dieta

Esta moda de “ser saudável” que está tendo mundo afora é a melhor que já vi. Bem melhor do que cigarro entrar em moda igual nos anos 50, bem mais útil do que a moda dos sneakers, concordam? Várias pessoas estão aderindo a um estilo de vida saudável, fazendo exercício físico, se alimentando melhor … ótimo! Eu mesma aderi um pouco e estou super feliz assim ! Mas como nem tudo é perfeito, vários modismos nonsense aparecem. Não quer dizer que não fazem sentido sempre, sabe? Mas vai virando aquela lavagem cerebral: fulana repete o que fulana viu que fulana comprou e postou no instagram. Então… pensem! Pesquisem! Consultem profissionais BONS. Porque o que tem de doutor-marketing por aí … vixi!

gluten3

Sao inúmeros, inúmeros suplementos pipocando a cada dia. Tem gente por aí que toma mais comprimido e suplementos do que se alimenta. Sendo que, na maioria das vezes e na maioria dos casos, uma alimentação adequada irá suprir suas necessidades. E é SEMPRE melhor adquirir os nutrientes que você precisa através de alimentos. E, para a maioria das pessoas (não disse todas), aquele tanto de Whey, BCAA, L-carnitina, Centrum e blablabla serão apenas dinheiro jogado no lixo. Os trendsetters agradecem, porque é uma indústria que movimenta MUITO dinheiro. Nunca duvidem do poder da indústria em comprar idéias por aí …

Uma das modas agora é fazer dietas sem lactose e/ou sem glúten. Em relação à lactose, eu concordo que grande parte das pessoas têm algum grau de intolerância (postei sobre isso aqui), pode ter a digestão mais difícil, empachar, etc. Já em relação ao glúten: êta proteína injustiçada.

gluten1

O glúten é uma proteína encontrada em grande parte dos alimentos que consumimos, porque está presente no trigo, na aveia, na cevada. Existe uma doença, chamada Doença Celíaca, na qual há uma hiperssensibilidade a esta proteína. Atenção: o problema não é que a pessoa não consegue digerir o glúten. O problema é a reação: o intestino fica bem inflamado e diminui sua capacidade de absorção de outros nutrientes. Pessoas com doença celíaca devem abolir totalmente o glúten de sua dieta. Os sintomas da doença são muitos, mas podem permanecer frustros por muitos anos. E quanto mais rápido descobrir, melhor, já que neste caso, o contato com a proteína do glúten aumenta muito a chance de desenvolver câncer de intestino. Se seu médico desconfiar, ele vai pedir uma triagem de anticorpos (só um exame de sangue). Se alterado, outros exames serão necessários. Como boa hipocondríaca já fiz minha triagem há uns anos, pra ficar bem tranquila neste quesito.

Para quem não tem esta hiperssensibilidade, o consumo de glúten não causará mal algum ao organismo. Pelo menos ninguém nunca provou isso. É como você parar de comer amendoim porque existem outras pessoas com alergia a amendoim.

Em relação ao emagrecimento e bem-estar nessas dietas anti-glúten, não é necessariamente pela falta de glúten em si, mas porque os alimentos farinhentos gordinhos que o contém deixarão de ser consumidos (ver artigo). E, sinceramente, se você tem força de vontade para escapar do tanto de alimento com glúten, você vai ter força de vontade para um monte de coisa, né? A ingestão mais controlada de carboidratos e gorduras, isso sim causa um bem-estar maior. Mas não esqueçam que existem alimentos sem glúten tão calóricos quanto os com…

gluten2

O lado bom desta moda anti-glúten é que cada vez mais opções de alimentos estão surgindo para os celíacos, que eram bem esquecidos pela indústria. O lado ruim desta moda é criar neura na cabeça das pessoas, que ficam se sentindo “culpadinhas” por comerem alimento que o contém, já que a amiga falou que ela tá fazendo um “detox mara” de glúten.

A intolerância não-celíaca ao glúten (artigo aqui) é um conceito meio novo, e diz respeito a pessoas sem a doença celíaca e que, ainda assim, não se sentiriam bem após comer coisas com glúten. Este conceito, na verdade, se direciona principalmente a pessoas com outras condições de saúde: síndrome do intestino irritável, enteropatia por HIV, diabetes, artrite reumatóide, etc. Neste caso, o exame de sangue é normal, a biópsia intestinal é normal. Especialistas acreditam que isso é provavelmente por causa viés/fatores de confusão devido às próprias condições associadas (ver artigo). Achei um artigo vagabundinho falando que o glúten poderia piorar o quadro de pessoas com certo genótipo do intestino irritavel padrão-diarréia. Enfim… melhor preocupar com as radiações de telefone celular do que com isso. Mas claro, se você não come glúten e se sente bem assim, vá em frente! Só, por favor, não vire um desses catequizadores anti-glúten chatos que tenho visto por aí. Deixem-me ser feliz com meu glúten também, viu?

Desculpem se tiver ficado meio longo e complicado, mas com menos que isso eu não ia conseguir explicar meu ponto de vista.

Beijos

22
agosto
2013

Testei: Sit Tight da Soap & Glory

Postado por Ana em Corpo

Usei o gel “queima-gordura” Sit Tight da Soap & Glory por 40 dias! Vou então finalmente contar a minha experiência, ok?

sittight

Vocês sabem que sou mulher de malandro de “cremes milagrosos”, né? São caros, nunca funcionam, mas estou sempre comprando as novidades. Quando eu li resenhas mágicas sobre o mesmo (detalhe: a maioria das pessoas usa um dia e já posta resenha), resolvi embarcar mais nessa. Como sempre procuro fazer, adicionei o mínimo de viés possível. Não iniciei nenhum outro produto novo, mantive a mesma frequência na academia, os mesmos hábitos alimentares… e eu fotografei! Claro que foi só para eu mesma poder comparar os efeitos, não vou publicar foto do meu traseiro aqui, ok? Hoje não… kkkk

O Sit Tight é um gel que promete ter mais efeito ainda enquanto você está sentada. As partículas da rebimboca da parafuseta seriam ativadas pela pressão. Seria ótimo para as estudiosas de plantão. Eu pretendia usar por uns meses, mas como ele durou 40 dias e não quero comprar de novo, vai assim mesmo. Eu apliquei religiosamente todos os dias, em geral depois do banho com a pele bem enxuta. Deixava 2 minutos antes de vestir a roupa, como diz na embalagem. Se eu não sentava um pouquinho logo a seguir, ia trabalhar e já sentava no trabalho. Paguei 29 euros (~90 reais) na Amazon.de Usei somente no bumbum e na transição/raiz da coxa, que aliás é a área que mais me incomoda. Então, se você usar na coxa toda vai durar beeem menos!

Uma coisa importante de saber é que ele dá uma sensação de calor local muito grande. Realmente nunca tive isso com creme nenhum… Recomendo testar em áreas pequenas, porque você pode se assustar. Se eu não tivesse lido isso antes, com certeza ia achar que estava tendo uma reação ao produto e ir correndo lavar. Pode dar uma pequena coceirinha também. Porque queima muuuuito, tipo desenho animado com fogo no rabo, sabe? kkkk

cart

Tem dia que queima mais, outros menos. Pode ser devido a quantidade de produto, não sei! Mas me chamou atenção mais nos primeiros dias, depois acostumei!

O que eu notei de vantagem foi realmente uma pele mais tonificada. O toque fica melhor, sabe? O aplicador são uns rolinhos que você pode usar para massagear o produto. Quanto mais, melhor! Não sujar a mão é uma vantagem enorme para mim. Porque nesse aplica-aplica de produtos, após o banho eu já tenho que lavar a mão umas 4 vezes, então enche a paciência. Mas de qualquer forma, eu aplico meus produtos de rosto ANTES, vai que fica algo na mão né? Em relação às desvantagens, achei o preço. Nada se comparado a um Lancôme da vida, mas comprar um deste por mês pesa um pouco pra mim. Principalmente porque não cumpriu o propósito (nó, que novidade). As gordurinhas chatas continuaram intocadas.

Conclusão: como eu me adaptei a usá-lo na minha rotina pós-banho, se eu ganhasse de graça eu ia continuar usando. Mas que não funcionou no combate à celulite/gordura localizada, não funcionou. Mas entre os produtos não-funcionantes esse foi meu favorito. Faz sentido?? haha Se você entrar num projeto verão pra impressionar aquele gatinho na praia, talvez valha a pena associá-lo a massagens, exercício e dieta. Mas para uso contínuo acho que não vale a pena, a não ser que dinheiro não faça diferença para você.

table

sittightnota

Devo dizer que gostei da mensagem realista da embalagem! Pelo menos foram sinceros…

true


Beijos!

21
fevereiro
2013

Desejos-fitness

Postado por Ana em Corpo, Saúde

O lado bom de começar a ler/seguir coisas de universo fitness e vida saudável é que até vocabulário novo a gente aprende. :laugh: Tem todo um universo paralelo de gente saudável, muito engraçado!! E, claro, a gente adquire alguns desejos comuns aos dessas pessoas. Os meus blogs/instagrams favoritos são o @gabrielapugliesi (site: tips4life) e o @fabulousfit (da fabulous vivian). Já que sonhar é de graça, os Everests a serem conquistados são:

1) Abdome tanquinho

Óbvio, né? Um tanquinho bem feminino, quem nunca quis um? Se aparecer o músculo oblíquo, a mulherada malhada vai à loucura!

2) Cova

Gente, essa cova no bumbum é o desejo de 10 em cada 10 malhadeiras. Eu nem sabia que ela podia existir, kkkk ! Mas não é que é bonitinho? Quer dizer que tá tudo durinho e em cima. Quero a cova!

3) Baguette

Haja banco flexor. Mas quem se dedica muito consegue a hipertrofia dos músculos posteriores da coxa (bíceps e semitendíneo, confere?) , conhecida como “baguete“. Essa baguete não dá pra comprar, tem que ralar muuuuuito!!!

4) Vão

Quando você fica em pé com uma perna do lado da outra e olha no espelho você vê um vão entre as coxas? Nem eu! Quero um vão pra ontem! :laugh:

Apesar de estar disciplinada, acho meio difícill conseguir isso enquanto não tiver os horários certinhos pra marcar com personal. Snif… Mas quem sabe, né?

Quem aí tem isso tudo?

Beijos

03
agosto
2012

Fotodepilação, um ano depois – minha experiência

Postado por Ana em Corpo, Saúde

pouco mais de um ano iniciei sessões de fotodepilação, que é uma depilação ‘duradoura’ feita não com laser, mas com luz intensa pulsada (IPL). Como sou inimiga número 1 de sites de compra coletiva, claro que não fiz em clínicas picaretas. Escolhi uma famosa franquia que cobra R$60 por parte do corpo, por sessão, que ao menos em suas propagandas diz contar com consultoria dermatológica. Vou dar minha opinião bem sincera sobre o que achei, lembrando que se até entre as partes do meu corpo o resultado foi variável (ler abaixo), quem dirá de pessoa para pessoa. Então é a minha experiência, ok?

Nunca fui das mais incomodadas com pelos, até porque tenho menos que a média (tataravô índio :laugh:), mas também chega uma hora que depilação enche a paciência, né? Fui seduzida pela presença de uma unidade dessa franquia perto da minha casa, pelo preço (aparentemente barato) e pela promessa de ser “quase indolor”. Muita gente reclama que laser dói demais, e isso me assustava um pouco.

Antes de eu começar, fiz uma pesquisa por alto e vi alguns lugares falando mal da luz intensa pulsada, que é inferior ao laser para depilar e tal. Inclusive, os sites que oferecem fotodepilação sempre têm um asterisco minúsculo falando que esse tipo de depilação é “semi-definitiva” ou “duradoura”, e exige a manutenção anual. Já o laser age direto na célula germinativa, mas é importante saber que mesmo ele pode não ser totalmente definitivo, em geral requer manutenção após alguns anos (5 a 10). O sucesso dos dois métodos está muito relacionado ao tipo de pelo e pele. Em geral, quanto maior o contraste entre a cor de ambos (ex: pelo muito escuro e pele muito clara), bem como a espessura, mais fácil é o tratamento.

O que eu fiz?

No total, fiz 6 sessões nas axilas, 3 na linha do biquini e 2 nas pernas. Na verdade o preço é separado para cada perna (e isso não achei bem indicado nos anúncios), então se você vai pra sessão das pernas desembolsa 120 reais. No meu caso, achei meio sacanagem não ganhar desconto, já que esse é o valor da perna total e não tenho pelo nas coxas.

Durante a sessão

Realmente é só um sustinho, não dá pra falar que dói. A sessão é rápida, no meu caso uns 10 minutos pras 2 axilas, cerca de 40 para duas meia-pernas. Após a sessão os pelos crescem normalmente e caem após 3 semanas. Depois de um tempo variável recomeçam a crescer, teoricamente cada vez em menor quantidade.

Resultados:

Minha perna (que já era toda falha de pelo) respondeu bem, não tive mais pelo após apenas 2 sessões! Fiquei decepcionada com os resultados da axila, já que não só o número de pelo se manteve, como passaram a crescer mais finos. Isso é aparentemente bom, mas me deixou preocupada por saber que um pelo fino responde pior às depilações definitivas, se por exemplo eu quiser fazer laser depois. Na linha do biquini fiz menos sessões, mas resolvi parar por estar com efeito semelhante ao das axilas. E no fim das contas não ficou tão barato assim.

Opinião da especialista

Para não falar besteira fora da minha área, consultei uma competente dermatologista, Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Dra. Isabela Gomide. O que ela me explicou é que a tecnologia da IPL é boa sim, mas como ela tem mais variáveis a serem ajustadas, exige bons conhecimentos para um resultado bom e seguro (o que inclui a análise da pele e perfil hormonal). O pessoal dessas clínicas costuma manter um parâmetro fixo, geralmente com baixa energia, para evitar queimaduras. Isso acaba não removendo o pelo efetivamente e até deixando mais resistente a futura abordagem.

Ou seja: a vilã não é a IPL, mas o seu manuseio sem conhecimento adequado.

À medida que vou ficando velha e levando as pancadas vou vendo o tanto de situações em que o barato sai caro, incrível! Só aqui no blog, já foram quantas? :laugh: Não podemos ser seduzidas por isso. Se alguém gostou do resultado da IPL dessas clínicas (como eu gostei na perna), que bom! Mas, se eu estava empolgada há um ano, hoje eu não recomendo para amiga nenhuma, e se pudesse voltar no tempo teria feito no dermatologista, provavelmente com laser mesmo.

Contem suas experiências?

Contato Dra. Isabela Gomide (31 32417122) dermatologista membro titular da SBD – ela disse que prefere usar laser diodo em seu consultório.

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 1 de 512345