09
fevereiro
2017

Dica de restaurante maravilhoso na Floresta Negra

Postado por Ana em Alemanha, Dicas

Adoro quando crio tradições sem nem perceber! :) Pois foi o terceiro ano seguido que fomos ao hotel Sonne Post para encher a barriga na semana gourmet “Schlemmerwoche“. O hotel é da família de uma conhecida e, curiosos, foi por isso que fomos da primeira vez. Mas não tem como não querer voltar.

sonnepostentrada

Uma a duas vezes por ano tem esse evento especial em que você pede o Menu “Schlemmermenu” e daí inclui vários pratos. São sete partes para falar a verdade. As porções são pequenas, após cada uma você sempre pensa “QUE DELÍCIA, poderia comer mais”. Mas no prato principal você já tem que lutar um bocado para terminar. Daí, como boa mineira, no final não resisto ao prato de queijo e castanhas (no caso, você pega num buffet). E a sobremesa, sempre deliciosa. Tudo é de produção caseira. Acho o menu de lá sempre uma boa amostra de comida alemã. Ela vai além do chucrute e pão com salsicha. :)

sonnepostmenu1

sonnepostmenu2

O hotel é de propriedade da família desde 1870 e uma das coisas que mais AMO é o quanto é aconchegante. As paredes do restaurante são de madeirinha, desenhos antigos. Cheirinho bom em todos os ambientes. As garçonetes vestidas em traje típico e todas muito educadas. A comida é slow food. Você come um, espera um pouquinho, daí chega o próximo. Antes de tudo começar chega um “aperitivo” – uma bebida alcóolica, geralmente champagne misturado a alguma coisa. VEM COMIGO nessa comilança:

entradasorbet“Cumprimentos da cozinha” era uma coisa maravilhosa e que tinha bacon dentro. O sorbet era de maçã verde e batizado com alguma bebida alcóolica.

sonnepostcogumelosopa A outra entrada era uma espécie de panqueca com molho de cogumelos divino e uma salada. Além disso, uma espécie de caldo de carne com bolinhas “Klößchhen”.

sonnepoststeakPrato principal: filé de costeleta (?) bovino que estava DIVINO e olha que nem gosto dessas coisas. Junto com aspargos ao molho hollandaise e aquelas batatinhas no fundo, até elas estavam acima da média.

sonnepostqueijosobremesaÉ uma mineira com certeza! Enchi o prato de queijo e depois repeti hihihi. A sobremesa era uma torta de cereja floresta negra mas com sorvete dentro.

sonnepostvinhocasaSempre escolho a sugestão de vinho do dia

É daqueles restaurantes com guardanapo de pano, vários talheres à mesa. Coisa que não pertence muito ao meu dia-a-dia gastronômico aqui na Alemanha. Está localizado em Waldau – bem no meio da Floresta Negra. É um ótimo lugar para se hospedar em um final de semana romântico também, as paisagens ali são maravilhosas. Você sobe as montanhas – então lá é sempre bem mais frio que aqui, sempre tem mais neve também.

Acho o preço bem ok para o que oferece. O nosso jantar para 2 pessoas com vinho para mim (250mL), duas cervejas sem álcool pro marido e água com gás deu 88 euros dessa última vez. Daí, claro, você deixa uma gostejinha e dá uns 100. Um restaurante desse nível em área turística de cidade grande pode ter certeza que ficaria o dobro. A título de comparação, no rodízio japonês que gostamos aqui na cidade, deixamos 70 euros geralmente pra nós dois (com bebida e gorjeta). Já em um restaurante normalzão você desembolsa entre 8-20 euros por prato (se não for filé e tals). Não é coisa para toda hora, mas muito gostoso separar um dia de fevereiro para ir lá! O resto dos dias do ano tem um menu a la carte, que só pode ser muito sensacional porque nunca comi nenhum prato que não fosse além da média, sensacional mesmo. Fica a uns 25 minutos de Freiburg, caso alguém more/esteja por essa região.

Endereço para colocar no GPS: Landstraße 13, 79822 Titisee-Neustadt Ah, recomendo reservar antes, principalmente na semana gourmet! Reservas no telefone Tel.: +49 (0) 7669 91020 ou email info@sonne-post.de. Duas vezes por ano o hotel fica fechado em férias coletivas!

Ps: não é jabá, até porque não faço jabá! E a conhecida provavelmente nunca nem vai saber da existência desse post. Quis só compartilhar a dica mesmo! Coisa boa precisa ser compartilhada :)

Beijos!

11
junho
2015

Tangle teezer: a compacta é muito melhor

Postado por Ana em Cabelo, Dicas

Postei aqui em 2013 sobre minha então recente aquisição: a famosa escova Tangle Teezer, que desembaraça os fios com facilidade e sem quebrar tanto! Acho que já mencionei essa dica em outro post, mas para não passar despercebida, lá vai de novo: se forem comprar, prefiram a compacta. Nossa, eu achei TÃO melhor que nem uso a tradicional mais – fora que pra pentear o cabelo molhado é muito superior! Aliás, acabei comprando outra compacta, porque ficava “roubando” da nécessaire de viagem toda hora!

tangle1

E, olha, já estou ensaiando comprar a terceira só para não correr o risco de ficar sem. Minhas escovas têm mania de visitar o universo paralelo (mas sempre reaparecem). Na Douglas vi uma de oncinha, acho que vai ser a próxima.

O amor é tanto que fiz uma tatuagem em homenagem à escova no meu pé, como vocês podem ver abaixo:

tangle2

Aqui custa cerca de 15 euros (52 reais) a compacta e vale cada centavo! Na Sephora brazuca custa 88 reais.


Ajude-me apoiando o blog em algum lugar

Fanpage no Facebook

Instagram anacris.lc

SnapChat anacris.lc

♥ Twitter: tinabeatles

♥ Inscreva-se no meu Canal no Youtube – já viram os últimos vídeos?

Bloglovin’!

Ou assinar a lista de e-mails ali no cantinho inferior direito… agora o post chega completo até o e-mail!

Beijos da LOUCA_DA_TANGLE_TEEZER

15
janeiro
2015

Limpando anel de ouro com batom

Postado por Ana em Dicas

Eu sempre sou a última a ter acesso a essas dicas clássicas de mãe/vó. Acabo obtendo muitas com as mães alheias! :) Minha amiga Aninha contou há um tempo como salvou um anel de ouro que estava totalmente preto/velho apenas com batom – dica de sua mãe. Fiquei curiosa e fui testar também. A receita é simples: você escolhe um batom de qualquer cor (escolhi o SNOB, que não uso mais) e passa no anel. Daí passa um algodão removendo o batom e voilà: a sujeira fica toda no algodão. Fica limpinho! Testei com um anel ˜de gosto duvidoso˜ que era no mínimo da minha bisavó e que estava mega encardido.

anel1
anel3
anel4Esse preto é tudo sujeira que estava grudada no anel!
anel5

Não sou das melhores fotógrafas, mas quem fizer vai ver com os próprios olhos. Se eu irei usá-lo agora são outros quinhentos. Anel de agiota, cafetão, por aí vai… kkk

Claro que tem outras formas de limpar ouro, mas achei isso tão prático e rápido …

p.s: troquei de instagram –> http://www.instagram.com/anacris.lc :)

Beijos da blogueira-mãezona!

08
outubro
2014

Dica: Yankee Candle

Postado por Ana em Ana de Casa, Dicas

Lembro do tanto que estranhei quando, na minha primeira visita à terra da salsicha, a senhora em cuja casa eu morei acendeu duas velas na hora do jantar. Ué, velinha não é só para criar um clima romântico? :) Depois percebi que era uma mania nacional, muito forte aliás. Até os restaurantes normais costumam ter velas à noite – e o engraçado é que quando a vela da sua mesa está apagada, os alemães acabam pedindo pro garçom acendê-la. Eita povo velófilo! ;) Mas é uma mania fofa, e acabei pegando um pouco. Sempre compro velas cheirosas na Ikea. Acho que velas cheirosas fazem muita diferença, pois aqui as janelas se fecham quase hermeticamente – até por isso que pelo menos na minha cidade fico de boa sem ligar aquecedor mesmo fazendo temperatura negativa do lado de fora. Então também é uma ajuda sutil contra o cheiro de “fechado” em épocas de frio.

yankeehaupt

Eu já tinha ouvido falar das Yankee Candles, que são velas perfumadas dos EUA super famosas. Mas resolvi comprar quando o Amazon me “sugeriu” (que medo desses sites). Fui na fragrância Soft Blanket e não me arrependi – docinha como gosto. Existe nos tamanhos mini, pequeno, médio e grande – eu comprei a grande e ela é gigante (dura mais de 100 horas) e super bem acabada – a gente apaga não soprando, mas colocando a tampona de vidro.

yankeeonoff

yankeeapagar

Não precisa de colocar nada embaixo da vela, porque não vaza cera. O preço que me pareceu salgado à primeira vista (paguei +/- 50 reais) acabou não sendo tão absurdo assim. É ótima opção de presente também! Fora que ela é tão fofa que, quando não estou usando, deixo no meu móvel da sala para decorar; até por isso já estou querendo comprar outra(s) para ficar do lado dela. Estou de olho na que se chama Buttercream, dizem que é ótima! Tem YankeeCandle no Brasil também – por alto, sei das lojas físicas da Camicado e da sugerida pela própria Yankee Candle – a Netvelas – mas, infelizmente, é bem mais caro do que comprar no exterior.

yankeesala

Claro, existem várias marcas de velas perfumadas. Tenho vontade de experimentar também as da Bath & Body Works e L’Occitane, mas estou sempre aberta a novas possibilidades velísticas!

Ah, a Yankee Candle tem outros produtos cheirosos (até pra colocar no carro), mas ainda não experimentei.

Beijos da blogueira sumida porque anda meio em apuros

07
setembro
2014

Protegendo as malas de viagem (contra furto e perdas)

Postado por Ana em Dicas, Viagens da Ana

No quesito “malas” eu dei uma sorte danada nesta vida. Já viajei bastante e nunca fui roubada, e olha que na maioria das vezes eu viajava com mala sem cadeado. Já aconteceu de minha mala ficar pra trás duas vezes, mas sempre chegaram com tudo dentro. Acho que é porque era uma mala mais velha que a outra, então os ladrões nem ligavam. hahaha Se você me acha doida por ter viajado sem cadeado na mala, veja o vídeo abaixo:

Ou seja: cadeadinho ou cadeadão em zíper solto não protege nada não. Eu testei aqui em casa antes de fazer o post e é MUITO fácil fazer isso. Foi quando vi este vídeo que resolvi comprar o único tipo de mala “imune” à chamada “cesariana”: são essas com cadeado embutido. Porque os fechos são presos ao cadeado, então se alguém faz uma cesariana não consegue puxar para fechar de novo. Todas essas malas têm também um dispositivo que permite que a segurança dos aeroportos abra sua mala se precisar (ninguém vai deixar de abri-la se houver suspeita, ainda que signifique estragá-la).

samso1Essa minha mala é uma simples da Samsonite, não sei o modelo mais.

Seguem as principais coisas que faço atualmente para aumentar a chance que minhas coisas cheguem em segurança:

1) Claro, identificar sua mala com um tag contendo nome e endereço.

2) Como várias pessoas têm malas parecidas, a primeira coisa é identificar sua mala com coisa única. Fitas, adesivos, etc. Eu tenho mania de pregar adesivos tanto na alça principal quanto na frente (e eles nem descolam). Na última viagem um senhor pegou minha mala da esteira, olhou, olhou e custou a colocar de volta. Quase baixou um Sheldon em mim e deu vontade de ir até ele perguntar: “Com licença senhor, você está confundindo com a SUA mala com adesivos da Hello Kitty?“.

maladesiv

3) Outra coisa importante é tirar uma foto das malas antes de viajar. Eu fazia isso primeiramente porque eu mesma às vezes esquecia quais eram minhas malas. Viajava às vezes com três malas diferentes, emprestadas da irmã, etc. E, em segundo lugar, se sua mala não chegar ao destino vão pedir para você descrevê-la. Já aconteceu comigo. Tudo bem que tem o código da bagagem colado ao seu cartão de embarque (tire foto dele também, assim que receber). Mas vai que você perde? Então, melhor que descrever é mostrar as fotos.

4) Envolver de plástico tem seus poréns: Eu já usei muitas vezes aqueles serviços no aeroporto de envolver a mala toda de plástico. É realmente um estímulo a menos para um eventual ladrão, pois dá um trabalho danado abrir. Só que, se a mala cair na triagem do raio X ou se acharem algo com aspecto suspeito, eles vão abrir no aeroporto mesmo sem a menor parcimônia e ela vai percorrer o trajeto todo desprotegida. E por que um ladrão não poderia fazer o mesmo no meio do caminho? Não tem como você saber quem abriu. Acho que só vale a pena se for para proteger a própria mala (vai que você tem uma mala-xodó).

5) Pense como um ladrão: qual mala tem maior chance de ter coisas de valor dentro: uma Louis Vuitton ou uma mala velha surrada? Se você quer segurança mesmo, evite malas que demonstram muito status sem oferecer o mesmo em termos de segurança. Se quer uma mala boa e cara, escolha algum modelo mais resistente e seguro. Exemplo: modelos duros da Samsonite, Rimowa, Delsey, etc. Mas sabendo que tudo que é mais caro chama mais atenção de ladrão, óbvio.

paris

rimowa1Da Rimowa eu tenho uma pequena, Salsa Air. A melhor compra envolvendo viagem que já fiz. Mas sempre vai comigo na cabine.

6) Atenção na esteira: Também existe ladrão em forma de passageiro. Infelizmente não é exigido comprovante de bagagem para deixar a sala de desembarque e eu acho isso um absurdo! Então só vá para o free-shop depois de pegar sua mala!

7) O óbvio: coloque coisas pequenas de valor (jóias, relógio, dinheiro, tablet) na mala de mão. Tudo bem que você pode ter uma Hermés de 30 mil reais na mala, mas você concorda que é muito mais difícil de alguém roubar uma coisa grande na surdina?

8) Se pegar a mala na esteira e ela estiver com aspecto estranho, adulterado, confira tudo antes de deixar a sala de desembarque. Sem medo de parecer farofão, abra ali no saguão mesmo e confira. Se notar a falta de alguma coisa reclame ali mesmo. Saiu, perdeu!

É isso! Espero que vocês tenham gostado das dicas!

Beijos e Auf Wiedersehen!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 1 de 9123456789