30
dezembro
2016

5 resoluções de ano novo

Postado por Ana em Coisas da Ana

Ano-novo é aquele sentimento de segunda-feira multiplicado umas 50 vezes! Pelo menos eu sempre resolvo “mudar” algo às segundas e, em maior grau, a cada ano novo. Cada época da vida é diferente. Lembro que durante os anos de escola, abria um caderno novo e pensava “agora, vai!!!”. Mas a verdade é que, à medida que os dias e meses iam passando, a letra ia virando um garrancho e o caderno aquela zona. Nunca tive caderno bonitinho na escola, rs! Mas o lado bom é que aprendi e, depois na faculdade consegui vez ou outra. A vida é assim: a gente tenta, tenta, tenta e uma hora vai!!!

newyearcoroa

Para 2017 tenho, na verdade, cerca de 15 páginas de resoluções, umas mais realistas e outras menos. Algumas já tentei outras vezes e falhei, enfim! Sei que cada uma tem as suas, mas caso queiram ter uma idéia de coisas para mudar, separei 5 resoluções minhas para 2017 para tentarmos realizar juntas – conceitualmente simples mas de potencial impactante!

1) Não usar celular na cama nem à mesa

newyearcel

Isso tenho feito há um tempo, com eventuais falhas, é verdade. Tem alguns efeitos colaterais interessantes: você acaba lendo mais à noite, acaba conversando mais com as pessoas… Até mesmo celular em cima da mesa do restaurante acho que tem que ser abolido – a não ser que estejamos esperando uma ligação importante, não faz o menor sentido!

2) Prestar mais atenção no branding pessoal

Depois conto mais sobre isso, mas em 2016 por acaso eu me interessei por esse assunto. Mas o pior é não coloquei muito em prática o que aprendi – só li muito a respeito. Mas acho que cada um de nós é uma marca, independente do que fazemos, e temos que cuidar dela com carinho. Por exemplo: cuidar da aparência (ao menos um asseio), reclamar menos, não fofocar, mais atenção ao que publica na internet (guilty! Meu twitter é um desastre pro meu branding rsrsrsrs).

3) Ouvir mais música

Durante a maior parte da minha vida eu tinha simplesmente o hábito de colocar músicas para ouvir. Comprava um CD e ouvia até quase furar! Atualmente, a música tornou-se mais um pano de fundo – geralmente ouvida no carro ou enquanto se faz outra coisa. Parece não sobrar tempo para ela. Um domingo há uns três meses coloquei um CD (no caso, era Guns n Roses) para tocar na sala e não fiz nada além de ouví-lo. E pude dessa forma boba recordar da alegria que a música traz e como esse hábito se perde no dia-a-dia. E tenho sempre parado para ouvir algum CD ou mesmo artistas novos – sentada numa poltrona de casa na qual eu não sentava há séculos. :) Então em 2017 quero talvez ver menos Netflix no tempo livre e ouvir mais música!

4) Revelar fotos

newyearalbum

Essa eu já comentei! :) Estava pensando no quanto é imperdoável termos álbuns de fotos dos anos 80 mas não termos dos anos 2010+. A gente tinha que comprar aquele filme Kodak amarelo, enfiar na máquina, fazer mil fotos às cegas, levar para revelar e esperar, pagar caro. E ainda montava o álbum de bom grado. Eu tive meus momentos áureos com scrapbooks de fotos de algumas viagens na época da faculdade, mas depois nunca mais fiz. Chega! Agora vou ter um álbum por ano! Não precisa ter trocentas fotos. Mas o the best of mesmo. Até para lembrarmos do que fizemos e do que aconteceu esse ano. Melhor que só ter registros nos timehops da vida! Comprei para 2017 esse no Amazon e gostei bastante! É grandão, de pregar as fotos (comprei umas fitas adesivas pra foto junto) e dá para escrever, fazer meio scrapbook se quiser!

5) Acumular menos

Eu nunca comprei tão pouca coisa supérflua em minha vida adulta como em 2016! Doei muito mais do que comprei, meu armário e penteadeira ficam vazios, bem arrumados e só com o que preciso. Pensei 10x antes de comprar cacarecos novos. Ficou claro para mim que não preciso de 50 pares de sapatos, 100 esmaltes e 30 calças. E que repetir roupas (limpas hehehe) é tudo de bom! Mas ainda posso fazer melhor e quero, em 2017, acumular menos ainda!

E aí? Gostaram de alguma? Por fim, desejo a vocês um 2017 maravilhoso!

Beijos de Stuttgart

27
dezembro
2016

Meu Natal na Alemanha

Postado por Ana em Alemanha, Coisas da Ana

Aqui o feriado de Natal inclui o dia 26 e devo dizer que fiquei 72 horas comendo sem parar. Daí hoje já voltei à labuta e daquela temida forma que assombra feriados e dias entre feriados: você trabalha o dobro porque o mundo todo está de férias e daí você tem que dar conta de tudo. Não me refiro só aos colegas, mas aos outros profissionais da região. Mas enfim, sobrevivi e estou aqui para contar a história do Natal! :)

Resumão das tradições de Dezembro

O Natal aqui tem muitas particularidades – para começar, todo o mês de Dezembro é cheio de coisinhas natalinas. Tem a Coroa de Advento – em que você acende uma vela por domingo de Advento- eu adoro, mas esse ano só fiquei 1 domingo de dezembro em casa e acabamos não comprando. :(

natalkranzAdventskranz

Tem o Calendário de Advento, onde você abre uma janelinha por dia de dezembro até o Natal e ganha uma surpresa (pode ser chocolate, chá, qualquer coisa). Mandei pros meus sobrinhos mas ainda não chegou em BH, snif! :( Tem o dia de Sankt Nikolaus (06/12), em que ganhamos chocolates (sim, eu ganhei MTO chocolate) geralmente em formato de papai Noel. Tem as festas de Natal de todas as firrrrrmas que, aprendi a duras penas, ao contrário do Brasil, é tipo coisa séria mesmo, não pode faltar! hahahaha Tem os biscoitinhos natalinos, que esse ano não assei porque já tava muita gordice na minha vida e desisti.

natalplatzchenPlätzchen

Tem a incansável troca de presentes. Disso aí não sou muito fã não, mas trocar presente aqui é coisa séria. Nem sempre a gente precisa trocar, acabamos simplesmente recebendo muita coisa também. Tenho aqui, para confirmar, a geladeira cheia de birita que ganhei de pacientes – e altas muito interessantes, coisas típicas de países, tipo um cachação da Polônia. Daí tem os Mercados de Natal também, com souvenirs, comida deliciosa e os famosos vinhos quentes (“Glühwein“, amooo) – infelizmente foram manchados nesse ano pelo que ocorreu em Berlim. Sem querer pagar de Mãe Anacristinah, eu super estava prevendo algo assim, tanto que nem fiz muita questão de ir no Mercado aqui esse ano. E nem deu muito tempo, porque eles fecham 20:30 da noite. Fui um dia, peguei um Glühwein e saí correndo, ainda comentei com meu marido que não me sentia bem em aglomerações nessa época em que estamos vivendo. Devo ser sincera que esperava que fosse ter algo assim na França, pois vira e mexe frustaram planos de atentados nos mercados franceses – mas acabou sendo em Berlim mesmo. Freiburg, em sua rota internacional, cidade muito multicultural – apesar de pequena, não coloco muita fé em sua imunidade não.

Como costuma ser o nosso Natal aqui

Claro que, tal como no Brasil, cada família tem sua tradição, mas pode-se traçar uma tendência geral. A maioria das famílias aqui faz fondue ou raclette na noite do dia 24. Devo dizer que sou fãzona de fondue, não só por ser delicioso mas porque consigo ficar 4 horas comendo sem parar (no nosso caso, tem carne de boi, porco, frango, salmão, bacalhau, camarão e cogumelo – tudo isso para mergulhar no óleo ou numa espécie de sopão fervendo, nham nham nham). Eu prefiro assim porque na ceia normal, faço um prato e já estou satisfeita. Ou, no Brasil, nem isso – ano passado estava tão quente em BH que minha irmã cozinhou maravilhosamente bem e eu não tive vontade de comer nada. Outra coisa típica aqui é que a árvore de Natal é “de verdade” em 99% dos casos, de forma que são montadas um pouco mais tarde – se encontram pinheiros para comprar geralmente a partir da segunda quinzena de dezembro. Elas trazem o dito “cheiro de Natal”, hahaha…

natalarvore

Meus sogros montam no dia 24 e desmontam no dia 06! Ah, costuma ter um dia específico para desovar os pinheiros velhos na calçada. Uma parte que eu amo em passar o Natal aqui é a cantoria. Isso na nossa família, viu, sei que não é em todas. A gente geralmente canta “Oh du fröhliche” e “Stille Nacht” (Noite Feliz). Aqui, a dita “ceia aos moldes brazucas” costuma ser o almoço do dia 25. Mas não é lá muito aos moldes brazucas. Para começar, nunca vi família fazendo peru (pode ser que tenha). Tanto os alemães quanto os meus três professores de italiano acharam muito engraçado quando contei que no Brasil tem peru no Natal. Principalmente os italianos, deram gargalhada. Não consegui entender o porquê, mas imagino que é por não ser uma carne considerada especial. Sei lá! Aqui as mais comuns são pato, ganso ou outra qualquer diferente. Dessas duas aves eu não gosto, credooo detesto ganso – sou mil vezes mais o peruuuuu! Dessa vez tivemos carne de veado – eu sou muito fechada pra carnes, principalmente carnes novas – a de veado foi comível, tipo uma carne boa sim. Mas eu sinceramente sou mais do time dos acompanhamentos.

natalceia

Os acompanhamentos, aliás, foram mais alemães impossível: couve-de-bruxelas, repolho roxo ao suco de maçã, essas bolotas de batata (se chamam Klöße ou Knödel) com molho . Tinha também umas peras com geléia. Aqui, o dia 26 é também feriado e fica todo mundo jiboiando pela casa. Minha sogra, que é típica alemã do pós-guerra, se orgulha em criar novos pratos com os restos dos dias anteriores – e ela faz isso muito bem – estava uma delícia.

Já colocando a resolução em prática

As fotos para ilustrar esse post foram um feliz acaso. Uma das minhas resoluções para 2017 é tirar mais fotos – e revelá-las. Minha câmera principal estava até com teia de aranha, mas peguei e levei. :) Já até comprei o álbum para 2017 na Amazon – não vou revelar centenas de fotos, mas quero algumas que representem bem o ano.

O “culo” do gato

natalgato

Para terminar, tenho que dividir com vocês o que era para ser a “minha foto do Natal 2016″ – falei “tira uma foto minha com a Mitzi”. E daí deu nisso – como diz minha irmã, “só vejo fiofó* nessa foto”.

*a palavra fiofó foi usada aqui como eufemismo para a palavra mais adequada à situação.

E como foi o Natal de vocês?

Beijos

25
dezembro
2016

L&C retrô: o melhor e o pior de 2016

Postado por Ana em Coisas do blog

Olá! Sim, estou de volta! E já sabendo o que terei que fazer diferente, mas isso vocês perceberão aos poucos! :) Resolvi voltar justamente com esse post porque eu detesto quebrar uma boa tradição! :) Pessoalmente, 2016 foi um ano de continuidade, sem muitas novidades, mas bom para recuperar as energias psíquicas. Não tive muito tempo para mim, é verdade, mas desafios extremos não tive não! E, o melhor, eu e minha família tivemos muita saúde. Foi bom ser um ano mais parado, porque 2014 e 2015 foram completamente fora da minha zona de conforto e 2017 será também um ano com muitos desafios.

retro2016

O post mais badalado

lasik2

Tivemos um ano de calmaria aqui no blog! :( Quer dizer, em abril eu brilhei com o PEDA e teve post todo dia, putz, não foi fácil! O post mais comentado do ano foi o “Dez coisas a saber sobre a cirurgia de miopia” – e se eu não tivesse fechado os comentários seriam muitos mais, hehe (fechei dos antigos porque não tenho condição de seguir aprovando/respondendo post de 7 anos etc).

O post mais abandonado

master1

Acheeei um post abandonado com zero comentários: sobre o delineador Master precise curvy da Maybelline. Clássico tipo de post abandonado – quando escrevo sobre produtos específicos – mas através deles conquisto novos leitores via google.

Maior bafão de celeb

2016 foi o ano das separações, né? Cacildis! A mais chocante, sem dúvidas: BRANGELINA! Como assim, depois de 1038197231 capas da InTouch anuciando a separação durante anos, finalmete aconteceu de verdade. E, em nível nacional, do William Bonner e da Fátima Bernardes. Mas não classificaria como bafão, foram separações meio normais.

retrolochte

Mas de bafãão, bafão mesmo, achei o ano fraco. Um bafão do qual me recordo foi aquele nadador Ryan Lochte, que mentiu que tinha sido assaltado no Rio e depois foi desmentido. Ai, que mico. Para mim, pior ainda foi a tentativa de controle de danos, pintando o cabelinho e dando entrevista como bom moço no Fantástico. Me lembrou a Susanne Richthofen de pantufa e xuquinha. Subestimam a nossa inteligência, não é?

Melhor meme

gloriaopinar

Lembro que na noite do Oscar eu estava gripadaça, sofrendo no sofá sem conseguir dormir, e acabei vendo a cerimônia todinha (e aqui é transmitida ainda mais tarde que no Brasil). Como sempre faço em eventos assim, assisto com o Twitter na mão – twitter é a melhor rede social. Eu não sigo muita gente, mas sigo bons “curadores de RT”, de forma que a timeline vira uma comédia em eventos grandes. Eu obviamente não vi pela Globo, mas quando tive notícias da Glória Pires e seu respectivo meme “não sei opinar“, eu simplesmente não conseguia parar de rir. Ela foi convidada para opinar sobre a cerimônia do Oscar e não tinha visto altos filmes, não sabia nada, hahahhaha! Essa é a diferença entre uma alma RELAX no planeta Terra e uma neurótica como eu. Se fosse eu, teria visto cada filme 10 vezes, lido tudo a respeito. Foi mais que um meme para mim, foi uma lição de vida: em 2017 quero ser mais Glória Pires e menos Ana! Vida leve!

Pior moda

retropantacourt

A moda da calça pantacourt! Vi pouquíssimas pessoas que vestiram isso sem ficarem muito estranhas. Fizeram as calças saruel parecerem lindas!

Melhor moda

retroquimono

Não achei que esse ano teve modas muito marcantes não, viu? Vi que o quimono meio que voltou com força na primavera/verão e, apesar de não ser meu estilo (muito boho pra mim) acho que , dependendo do modelo, é uma moda bem interessante e com potencial de deixar o look chique.

Melhor compra fashion

Seguindo a minha tendência de acumular cada vez menos tralha na minha vida, 2016 foi muito zerola de compras fashion por aqui. Não comprei nenhuma bolsa, nada muito especial. Só mesmo alguns pullovers para trabalhar, uns cachecóis … mas me desfiz de muito mais coisas do que comprei – meu guarda-roupas está fazendo eco! <3 Mas trouxe um sapatinho do Brasil que tenho usado à doidado. É esse da Arezzo:

retroarezzoComo sempre, já alargado pelo meu pezão.

E pior que virei trendsetter acidental, kkk. Todo mundo aqui amou meu sapatinho – minha sogra e meu cunhado acharam tão legal que copiaram e compraram sapatos parecidos. Adoro esse loafer, só enfiar o pé e pronto. E ainda estou usando no inverno quando saio na rua, porque ele não é tão aberto e uso com meia mesmo!

Pior compra fashion

Foram dois pullovers lindos e não-baratos que comprei mas que ficaram grandes demais. Eu nunca experimento, só levo o XS e pronto – sempre funcionou, mas esses tinham a modelagem enorme. Bom, pelo menos deixei separadinho aqui para quando minha irmã vier me visitar no frio.

Pior compra de beauté

footner2

Não gostei do Footner (as meias esfoliantes). Usei justamente no início de janeiro – a gastura antes do pé descascar foi uma coisa de louco – e depois que descascou, não vi vantagem nenhuma. E me pareceu meio agressivo pros pés – não gostei.

Melhor compra de beauté

sally2

O mesmo que fiz com meu guarda-roupas fiz com minha penteadeira. Me desfiz de muita coisa que não usava – os novinhos até doei. Está bem mais vazia e só com coisas que realmente uso. Estou esvaziando o máximo de coisas possíveis, usando tudo até o talo – até batons que não gosto muito, gloss. Ou seja: quase não comprei maquiagem nova esse ano. Maaaaaas gostei muito dos esmaltes “Miracle gel” da Sally Hansen“. Não são gel coisa nenhuma, nada ver com gel, mas achei a durabilidade bem boa.

Melhor viagem

veronaflores

Em 2016 não conheci muita coisa nova, até porque fui 3 vezes pro Brasil e isso meio que consumiu quase todas minhas férias. Mas a dobradinha italiana Verona + Milão em maio foi sensacional. Aliás, eu me sinto muito em casa na Itália, a cada dia gosto mais do país, da cultura, dos italianos. E finalmente matei meu desejo de comer polenta mole em Verona! :) Esse ano não teve pior viagem, gostei de todas as micro e macro viagens que fiz. Mas se não tivesse chovido tanto em Milão ia ter sido melhor, viu? kkkk

Melhor momento pessoal

celular

A coisa pessoal da qual eu mais me orgulhei em 2016 foi conseguir ficar o ano todo não-sedentária. Não tive grandes avanços fit até porque fiz pouca musculação e minha alimentação não foi boa. Mas fiz aeróbico em média 3-5 vezes por semana, mesmo chegando quase desmaiada de cansaço na academia. De forma que emagreci e mantive. Se não fosse pelo exercício físico eu estava terminando o ano com 10kg ma mais! E, bom, meu coração agradece! :) E, como consequência, ouvi muitos audiolivros – esse foi aliás, o melhor novo hábito de 2016!

Pior momento pessoal

retrokevin

Nada de grave, mas teve uma época em que dei uma estressada boa, quando percebi que não estava sobrando tempo pros meus hobbies (incluindo o blog), pra estudar, pra ler, pra ficar de boas com meu marido. Ele também trabalhou muito esse ano, chegamos a ficar uma semana sem nos ver morando na mesma casa. Foi realmente muito trabalho em 2016, e entre obrigações de casa e tudo mais, eu saía de casa cedo e sentava a bunda no sofá pra finalmente relaxar e já eram 22:30. Às vezes ficava (fico) muito nervosa com essa situação e tenho que respirar 20 vezes bem fundo para não ficar muito ansiosa. Acabei sofridamente riscando algumas coisas que queria fazer, uns planos. E nessa rodou o blog também.

Planos para 2017:

Esse ano estou colocando minha listinha de resoluções no papel, e em 10 categorias, kkkk! A categoria mais importante são comportamentos e coisas internas que quero melhorar, mas muito pessoal para dividir aqui (ou com qualquer pessoa, na verdade). De resto: quero manter o hábito de esportes mas melhorar a minha alimentação, evitar as altas porcarias tipo pizza à noite no meio da semana, chips e biscoitos. Quero incluir alguma musculação mais focada e em algum momento começar a frequentar aulas de pilates na academia. Quero passar em uma prova difícil que tenho planejada, quero continuar firme nos meus estudos de língua e nos relacionados à minha profissão. Quero concretizar duas viagens que quero muito fazer em 2017! Quero no segundo semestre começar aulas de piano. E tirar mais fotos, minhas inclusive, porque fico MESES sem um registro da minha cara, kkkk. E revelar mais fotos! E tirar a cidadania alemã em 2017! E, quem sabe (eu disse “quem sabe”) em algum momento começar a pensar no bebê l&c! E, principalmente, ser mais justa comigo caso eu não consiga fazer tudo o que quero. Eita, muita audácia minha, mas veremos o quanto disso eu consigo fazer. No fim das contas, o que realmente quero é ter saúde. Saúde, saúde, saúde!


Brincadeiras e besteirinhas à parte, ficam meus votos de força para todos nós, saúde, amor e felicidade em 2017! E, para o mundo, desejo paz, estamos precisando muito de paz. E me contem os seus planos para 2017!

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...