30
abril
2016

Ranzinza, in a cute way

Postado por Ana em Coisas da Ana, Moda

Tudo começou com uma mudança na minha academia. Lembram que eu falei que academia aqui não tem muita supervisão? Bom, rolou alguma coisa, sei lá, algum controle de qualidade e DO NADA os instrutores começaram a ficar igual mariposa ao redor da lâmpada. E de um jeito não agradável: parece que eles corrigem cada coisinha, e não importa como eu faça sempre vem o próximo e fala alguma outra coisa. Tem um mocinho lá que deve achar que eu tenho 20 anos e fica pagando de engraçadinho e aumentando meus pesos toda hora (sem o menor critério,sabe?). Sei lá o porquê resolveram “mostrar” serviço. Isso obviamente está desagradando minha personalidade ranzinza. Cheguei resmungando em casa outro dia, meu marido deu um google, achou umas t-shirts e disse “sua cara”.

fox6

Hahahha Nossa, sei que foi brincadeira mas rolou identificação instantânea e fui correndo comprar. Fiquei fã da linha “rude fox” inteira, que na verdade é de uma artista independente e vende num site que não conhecia, se chama red bubble. Escolhi uns modelos, o tamanho e as cores.

fox3
fox4
fox1
fox2

Acho que veio do UK, demorou uma semana pra chegar aqui. Eu ainda tenho habilidade social suficiente então, apesar da vontade, não posso usar essas blusas na maioria das situações, é mais t-shirt pra ficar em casa. :) Mas que estou criando coragem pra pelo menos ir pra academia assim, ah isso estou! kkk

Bom, esse foi o fim do PEDA, minha alternativa mais realista ao VEDA (vlog everyday in April). Foi um desafio pra mim e fico feliz que consegui – mas realmente foi bem difícil. Eu vi com isso que até conseguiria postar todo dia se quisesse, mas também não quero ficar refém do blog, que é um espaço para eu me divertir. Não consigo absolutamente postar nada durante a semana, e acho meio puxado ficar umas 5 horas sentada postando no final de semana. Espero que meu esforço tenha valido a pena e que vocês tenham se entretido um pouco com meu blog em abril! Quem puder, me faça um favor? Marquem até três posts que vocês mais gostaram de ler nesse mês. Obrigada a todas as pessoas que tiraram um tempinho pra comentar e em especial à Karol que fez o “CEDA” e comentou todo dia em abril! ♥♥♥♥

Beijos e até a próxima!

29
abril
2016

Fazendo as unhas em casa – meus produtos queridinhos

Postado por Ana em Unha

Eu não faço as unhas tão bem quanto minha manicure em BH, mas estou bem satisfeita com minhas habilidades adquiridas. Comecei a tentar em 2009 e até então eu era zerola total. Me esforcei muito! Teve épocas em que até mesmo em BH eu parei de fazer no salão. Atualmente, ir pra BH e não aproveitar a “Grazi” é quase uma blasfêmia. Mas aqui na Alemanha eu nunca fiz unha no salão e acho que só iria pro caso de tentar em gel. Marcar horário, lixadas esquisitas, sem tirar cutícula, talvez sem limpar direito e pagando pelo menos 10 euros? Tô fora! Dependendo do esmalte não gasto nem uma hora pra pé e mão. E em casa eu otimizo meu tempo, ou seja, muitas vezes já saio do banho e tiro as cutículas para aproveitar que estão molinhas. Às vezes faço quase tudo num dia e deixo pra pintar no seguinte e por aí vai. :) A seguir os produtinhos que me auxiliam em cada etapa nesse processo.

1) Tenho deixado as unhas relativamente curtas por causa do trabalho, então não estou usando o Mavala. Mas quando me dá vibe de unhas grandes (a.k.a férias, rs) ele continua sendo meu queridinho após anos! Uma vez por semana é o suficiente. Daí, depois eu lixo com as lixas da Ricca. Trago do Brasil mesmo, esse tipo de dois lados é minha favorita. Diminuo o tamanho com a parte amarela e finalizo com a branca!

esmaltelixaepalito

esmaltesallymavalaapricot

2) Daí pra amolecer as cutículas, meu produto favorito é o Instant Cuticle Remover da Sally Hansen (post aqui) – principalmente quando o tempo tá curto. Age uns segundos e já amolece bem. Se estou com mais tempo coloco algum creminho da p2 (vende nas lojas DM na Alemanha) e deixo na água morninha! Mas, sinceramente, qualquer creminho é a mesma coisa.

3) Então vem uma parte muito importante que às vezes é subestimada: empurrar bem as cutículas. Ainda que você não vá tirá-las, já fica beeeem melhor se fizer isso ao menos. Se usei o Sally Hansen, só de empurrar já sai um monte. Tem uns 6 meses que uso esse da Tweezerman, acho ele muito bom – e tem um lado rombo pra tirar sujeitinhas de baixo da unha também, hehehe.

esmalteempurrador

4) Daí é a hora de tirar as cutículas. Eu bem que tentei há uns anos ficar sem mas desculpem, não consigo! :( Tenho sorte de ir com frequência boa ao Brasil, então rola um escambo de alicates amolados. Minha irmã deixa dois amolando pra mim e daí eu levo dois cegos ! A amolação dura 6 meses tranquilamente! Ah, just for the record, a maioria dos alicates daqui, inclusive os caros da Tweezerman (já comprei) não são adequados pra nossa manicure cuticulófaga brasileira, a ponta é diferente, mais pra tirar pelinha sabe? Levei pra minha manicure amolar e ela disse que ele era imprestável. hehehhe Se não me engano, esses são da Mundial.

esmaltealicate

5) Depois, uma coisa que recentemente descobri ser crucial: tirar qualquer resíduo de qualquer coisa antes de passar o esmalte. Isso aumenta a durabilidade! Pra isso uso esse cleanser da Essence que veio naquele fracassado kit de esmalte em gel. Acho que qualquer álcool cumpre esse papel!

esmaltecleanser

6) A base eu sempre tenho da Risqué ou Colorama brazucas. Sou apegada, hehe. Uma opção boa que tem por aqui é essa fortalecedora da Maybelline. Às vezes o tipo de esmalte faz pular esse processo, igual os da Sally Hansen que tenho usado muito atualmente!

esmaltebases

7) A seguir passo o esmalte, sempre duas camadas. Aliás, olha como tenho poucos esmaltes atualmente! :) #orgulhodenãoseracumuladora Após cada “passada” eu já passo o palito nos cantinhos. Os palitos são da Ricca de madeira escura (bananeira).. Aqui tem palitos também pra vender, claro. Os que comprei até então não gostei muito (não comprem os fraquinhos de madeira clara!) então trago do Brasil, já que não ocupa espaço quase nenhum!

esmalteesmaltes

8) Depois que secou um pouquinho, passo o top coat. Há anos uso os “roxinhos” para essa função. Pode ser da Colorama, Risqué, Avon… amo ! Tento acertar a mira com o top coat, pra não ficar difícil de limpar os cantos. Se eu não passo top coat meu esmalte não dura nem 24h!

esmalteroxinhos

9) Daí limpo os cantinhos com pauzinho de bananeira + algodão + removedor. Ultimamente tenho usado esse removedor da p2 - é ótimo e já vem com esse porta-removedor prático.

esmalteremovedor

10) Etapa fundamental, até porque faço as unhas à noite com certa frequência: SPRAY secante! Olha, aqui tem uns pra vender, mas nenhum se compara em custo-benefício com os nossos do Brasilsilsil! Tenho esses (e outras unidades estocadas hahaha). O da Risqué um trem de bão, acho que só comprarei ele agora.

esmaltesecante

E vocês, também têm o hábito de fazer as próprias unhas? Quais produtos gostam?

PS: Gente, o post das espadrilhas que saiu erroneamente depois desse era rascunho e pra outro dia, tá?! hahaha

Beijos!

28
abril
2016

Molinha depiladora da tweezerman

Postado por Ana em Beleza, Geral

Comprei a “teezerman facial hair remover”, a.k.a “molinha depiladora da tweezerman”. Essa é da categoria “coisas que a gente nem sabe que existe e quando vê os olhos saltam igual olho de mola de desenho animado“. Eu sou fã da molinha depiladora de buço e sou fã da Tweezerman - as duas coisas juntas, então! O timing foi ótimo, porque minha molinha xing-ling de 1,99 está começando a ficar caduca. E andei tão sem tempo pra mim nas últimas semanas que foi o suficiente pro bigodón crescer hahha.

mola1

Ela é mais diferente da xing-ling do que eu achava, é bem mais dura e menos maleável e você fica girando e contorcendo não a mola em si , mas uns rolinhos entre a mola e o cabo.

mola2

Pra quem não conseguiu usar a molinha xing-ling, a chance é agora. Acho que com essa não tem curva de aprendizado. Você gira os rolinhos e ela vai removendo os pelos. Puxa, achei ótimo! Em relação à dor e resultado é a mesma coisa. Mas foi mais rápido, não tem que ficar acertando as angulações, não tem segredo. Ah, a molinha veio com um pinça “tweezerett” e da Tweezerman junto – não é exatamente igual às que eu tenho mas achei ótima! Custou 20 libras na Boots!

Pra quem não gostou da molinha pioneira, quem sabe agora? Give molinha a chance!

Beijos da fã da molinha

27
abril
2016

O melhor esfoliante do mundo, mas …

Postado por Ana em Beleza, Geral

Alegria de pobre dura pouco mesmo. Nas passadinhas por algumas Boots em Londres meu olho cresceu pra esse pote esfoliante “Sugar Crush Body Scrub” da “Soap and Glory” pois ele me pareceu bem potente!

scrub1

Não esfolio a pele todos os dias, mas umas duas vezes por semana. E prefiro os bens potentes. Atualmente tenho aquele da Nivea basicão no banho e um da Body Shop que também é bom, mas não é muito forte. Esses de açúcar costumam ser bem fortinhos, então já estava sonhando em chegar em casa e tomar um banho quentinho com meu esfoliante novo. E olha que isso era 23h do domingo! Durante o banho eu estava lá toda feliz, completamente maravilhada com o esfoliante. O cheiro achei muito gostoso – independente da mistureba de ingredientes, o cheiro me pareceu uma mistura cítrica com biscoito. E esfoliou tão bem… Passei nos braços, pernas, barriga e caprichei bastante nos joelhos e cotovelos.

scrub2

Amei! Saí do banho flutuando, mas aí olho pra baixo e minha perna tá cheia de manchas rosa-choque. Começou a arder, coçar. Nossa, voei pro chuveiro de novo e enxaguei mais uma vez com água gelada “pra fechar os vasos”. Eu nunca tinha tido nenhum tipo de alergia pra produtos do corpo. Me segurei uns 10 minutos pra não coçar e depois melhorou. Sinceramente, não sei se foi uma “alergia verdadeira” ou alguma reação por eu talvez ter esfregado muito, afinal nos braços quase não deu nada. Ainda estou considerando dar uma chance mas numa área pequena, sei lá. Seria uma pena jogar um potão maravilhoso desse fora. No google não encontrei facilmente nenhum relato de hipersensibilidade a ele – e no Make Up Alley a avaliação é ótima, nota quase máxima. Por causa da reação, no dia seguinte as pernas ficaram mais ressecadas do que nunca. Uma pena – o produto em si parece excelente, mas não deu certo pra mim. :( Portanto nem sei qual “Lc-Rate” seria justa pra esse produto, então fica sem! Paguei umas 8 libras nele (x5 reais)

Beijos

26
abril
2016

Projeto: italiano

Postado por Ana em Coisas da Ana, Livros

Sempre que pedi sugestão de posts no snap alguém me pediu pra falar dos estudos de italiano. Achei interessante porque parece que as pessoas se interessam mais pelo italiano do que pelo alemão! Então vamos lá !;) Eu estudei italiano bem irregularmente na vida. Fiz dois semestres de Fundação Torino, depois em algumas épocas empolgava e estudava sozinha com Curso Globo de idiomas, com gramáticas de exercício, etc. Desde 2011 não tinha feito mais nada, então esqueci muita coisa (quando a gente abandona língua em nível básico corre o risco de esquecer tudo). No início do ano passado tomei a decisão de focar no italiano. Trabalhando em tempo integral, vi que não seria uma boa idéia aprender mais de uma língua ao mesmo tempo. “O segredo” para aprender língua mais rápido é estudar um pouco todo dia, que sejam vinte minutos. Resolvi então ser paciente e focar - até lancei o meu objetivo: Exame de Perugia nível C1 em Setembro de 2016. Olha, o prazo não acabou mas acho que fui meio otimista, hahaha.
ita1

Comecei primeiro fazendo Assimil nas longas viagens de trem na época pré-carteira junto com gramática de exercícios. O Assimil é um método feito para auto-estudo, onde você vai adquirindo vocabulário com doses de gramática por repetição, vai assimilando o conteúdo. Ele é realmente muito bom, mas mesmo eu tendo feito tudo como manda o protocolo, inclusive usando flashcards (uso o Anki), ao terminar passei longe do B2 que é prometido na capa, viu? Fiz paralelamente uma gramática de exercícios para assimilar a gramática.

ita2

Procurei muitas opções de aulas particulares, mas nenhuma se adequava ao meu horário, até porque aqui as pessoas tentem a não trabalhar sábado. Em setembro resolvi fazer aulas particulares no skype. Me “encontrei” no italki, que é um site onde você pode praticar de graça se também ensinar em troca ou então contratar professores particulares via skype. O meu primeiro professor era meio novo e bem enrolado, atrasado, por isso após 5 aulas desisti dele. Depois disso, achei a melhor professora de italiano do mundo, na minha opinião. :) E desde então faço com ela uma vez por semana no skype. Paralelamente comecei um curso “em grupo” na Volkshochschule daqui, que frequento terças à noite. Como não posso todos os dias à noite e pra mim tem que ser mais tarde, acabei escolhendo um nível mais baixo que o meu, e sinceramente atualmente frequento pelo lado social da coisa. Gosto dos colegas, gosto dos “eventinhos”, e claro que sempre aprendo algum vocabulário na aula, mas é com certeza a minha pior fonte de aprendizado atualmente. Continuo estudando sozinha diariamente na hora do almoço – povo do trabalho deve me achar meio estranha. Bom, o que não faltam são materiais de exercício para fazer, adoro livros pra treinar vocabulário! Também imprimo as lições que a professora manda, sempre faço as redaçõezinhas de dever de casa, etc.

Eu já falei que gosto de língua, então isso tudo pra mim é um esforço não dolorido. Faço com o maior prazer, acordo feliz sábado cedo pra minha aula, vou cansada pero saltitando pra VHS à noite depois do trabalho. É meio catártico, sabe? Eu desligo de tudo e isso me dá a sensação de que estou fazendo outra coisa da vida. E quando consigo fazer uma consulta em italiano então, morro de alegria. É a recompensa mais palpável atualmente das horas investidas. Mas o caminho ainda é longo! Se eu fosse me avaliar hoje, diria que estou “agarrada” no nível B1 ainda, e pular para o B2 exigirá um esforço ainda maior. Eu acho que subestimei a língua, achei que ia aprender mais rápido – bom, faz parte! Mas o legal está por vir : agora em maio “vou me dar uma ajudinha” e passarei 10 dias na Itália – primeiro irei a um casamento em Verona e depois farei um intensivão de italiano em Milão. Vou adorar compartilhar com vocês, então me sigam no snap ou insta : anacris.lc!

E as leitoras da Itália, que dicas me dão?!

Baci!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 1 de 6123456