29
outubro
2015

Testei “Chubby Stick” sombra da Clinique

Postado por Ana em Maquiagem

… e achei um (insira aqui emoji de cocô) ! Vocês sabem que eu AMO o Chubby Stick para os lábios. Tanto que guardei todos meus batons há meses e só uso Chubby Stick. Todos os meus antigos já esvaziaram 100% e comprei outros … Por isso que resolvi testar uma sombra da linha – eu até gostava de sombras cremosas (vide as da Benefit) mas parei porque acaba desperdiçando. Comprei há uns 40 dias na Douglas por 20 euros (cerca de 75 reais) Escolhi a “bountiful bege”, uma cor do jeito que gosto e que, em si, é ótima.

chubby1

chubby3

Achei difícil de passar, de deixar homogênea, de relacionar com outras cores, de esfumar (impossível)… Fora isso, o dosador nunca funcionou, o bastão cai de uma vez. A sombra também é menos cremosa do que deveria ser, e a pressão para passá-la meio que me incomoda/dói. Não gostei da pigmentação também.

chubby2hahahaha!

chubby4

lcrate0

Credo, detestei! Alguém aí gostou?

Beijos!

28
outubro
2015

As cores do outono e as estações

Postado por Ana em Diário de uma expatriada newbie

Sempre escuto de pessoas que moram no hemisfério norte que o outono é sua estação do ano favorita. Eu realmente posso entender – é uma explosão incrível de cores.

outono3

outono6

Há umas 3 semanas a paisagem por dentro da Floresta Negra estava tão maravilhosa que estava meio com medinho de dirigir, porque estava realmente muito distrativo. Mas não, o outono não é minha estação favorita. Eu não gosto dessa sensação de que está mais escuro (e/ou frio) a cada dia. Não dura muito e as árvores ficam todas peladas – e assim permanecem até abril. Minha estação favorita aqui é a primavera. Talvez pelo mesmo motivo que o meu dia favorito da semana é sexta-feira. Gosto mais da primavera simplesmente porque logo atrás dela está o verão. Nunca gostei muito do ápice das coisas, pois logo em seguida vem o declínio – eu gosto dos momentos antes do auge! Fez sentido?

outono4

outono9

E logo atrás do outono está o inverno com todas suas desvantagens. Eu não gosto de neve. Para falar a verdade, eu tenho pânico de neve. E olha que tenho o privilégio relativo de morar em uma cidade em que neva ano sim, ano não e nem tanto assim. Quando passei 3 meses em Kiel no norte (e nem era inverno ainda) e eu tinha que enfrentar montanhas de neve para ir ao supermercado ou desatolar o carro debaixo da neve, foi quando eu vi que neve no dia-a-dia não é para mim. A minha “única” exigência ao mudar para cá é que teríamos que permanecer no sul do país.

outonob

outonoa

outono8

outono7

Lembro em janeiro passado, quando eu estava em casa logo após voltar de férias no Brasil, um dia começou a nevar bastante pros padrões daqui. Estava quentinho aqui dentro, eu tomava um chá e não tinha que sair de casa, pois ainda não trabalhava. Tudo o que “eu tinha” que fazer era ler um livro, ver seriados e observar a neve caindo pela janela … Me deu uma sensação tão boa de ver aquela neve caindo pela janela que logo liguei a música na voz do Frank Sinatra – let it snow, let it snow, let it snow, que sensação boa. Mas aí no dia seeguinte eu tive que ir ao centro resolver burocracias – pisando na neve começando a derreter, aquele cheiro de peixe podre, BLOSH… BLOSH…. e putz! Neve só é boa para esquiar e olhar da janela mesmo, viu? Espero que este ano não traga neve para a cidade, mas de qualquer forma sei que não vou conseguir escapar dela em algumas cidadezinhas em que trabalho perto daqui.

Enquanto isso vou me distraindo com as belas cores do outono e me despedindo da luz do dia em horário útil.

Beijos com saudades da primavera

27
outubro
2015

Os perfumes da minha bandejinha

Postado por Ana em Geral

Apesar do nome do blog, quase nunca postei sobre perfumes aqui. Na verdade, eu AMO perfumes sim. Eu uso todo dia – inclusive se estou em casa sozinha e sem planos de sair – a única regra é que tem que ser depois do banho! :) Mas sou praticamente aquela de “um perfume só“. Ou quase isso, explico: se saio para trabalhar, se tenho festa, e vou logo ali casar – daí é sempre o mesmo – o Idylle, da Guerlain. Troquei de “perfume oficial” em 2010 e até postei aqui. Mas tenho alguns poucos outros que uso pra ficar em casa ou vez ou outra no final de semana mesmo.

idylleEssa foto é do meu perfume #1, no dia do meu casamento (Agência Uai) :)

bande1

Fora ele, tem o Nina da Nina Ricci que, por acaso notei que é o que meu marido mais gosta. Sempre que eu usava/uso ele comenta “nossa, que cheirosa“. Então, ele nem sabe disso, mas uso essa informação quando quero conquistá-lo pelo nariz, hahaha. E, não, tem uns 3 anos que ele não lê meu blog. :)

bandenina

Tem o Daisy do Marc Jacobs, que também amo. Comprei um kit que veio com esse perfuminho mais um tubinho pra viagem. Então, é o perfume que uso quando viajo! Ah, se não estou enganada, todos esses perfumes são meio adocicados. Isso é meio pessoal né! Mas eu gosto assim.

bandemarcjacobs

E, por fim, uns 3 da linha Harajuku Lovers da Gwen Stefani, que comprei há uns 2 anos só pra enfeitar, porque são cute as hell. Esse, esse e o de sereia que não achei pra linkar. O de sereia eu adoro e é bem doce.

bandesereia

Os outros não chegam a ser ruins, mas costumo usar quando saio do banho e sei que vou ficar 100% em casa mesmo. O interessante é que, apesar de sofrer de rinite alérgica extrema (hoje super bem controlada, graças às maravilhas da medicina) eu nunca tive problema com cheiro de perfume. Não suporto hidratante com cheiro, mas perfumes parecem conviver em harmonia com as células problemáticas do meu nariz. Para a falar a verdade eu queria ter uma prateleira imensa com vários perfumes de embalagem linda, mas no momento só tenho a bandejinha mesmo – que aliás acaba sendo ocupada por produtos diversos, então não há espaço para nenhum outro, infelizmente!

E vocês, quais perfumes usam?

Beijos!

26
outubro
2015

Latisse – o teste interrompido

Postado por Ana em Olhos

Resolvi escrever esse post por causa de alguns e-mails/comentários que recebo perguntando o que acho do Latisse. Para quem não conhece, Latisse é uma substância chamada Bimatoprosta que sempre foi usada no tratamento do glaucoma. Daí, como um dos efeitos colaterais é o crescimento de cílios, logo começou a ser usado pra esse fim. A diferença é que o Latisse vem com pincelzinho para aplicar, mas o potinho é o mesmo colírio, só muda o nome. Eu recebi há uns 3 anos uma amostra no hospital que trabalhava em BH e na época comecei a testar e fotografar, pra postar aqui no blog. A cada semana eu media/fotografava os cílios. Eles estavam crescendo cerca de 1mm por semana. Na verdade, nem tinha dúvida de que funcionava para alongar os cílios. E para constatar isso eu nem precisaria fazer meu teste – basta ver os usuários crônicos de Bimatoprosta com aqueles cílios enormes. Na época, contudo, abandonei o teste por três motivose acabei não fazendo o post. Aliás, todas as fotos são antigas, o que explica o esmalte azul. hehehe

latisse1

latisse2

latisse3

O primeiro motivo é que, vocês sabem, minhas olheiras pigmentam terrivelmente. E pigmentação de pele é um efeito possível extra do Latisse. E como você aplica antes de dormir e daí fecha os olhos, é claro que fica líquido tocando as suas olheiras. Então, após umas 3 semanas eu estava virando um guaxinim e isso foi o motivo número um para que eu parasse com os testes.

O motivo #2 é que minha pele reagiu também nas pálpebras – a linha onde eu passava o Latisse engrossou e ficou escura – dava até um aspecto de delineado. O motivo #3 foi uma infeliz coincidência – naquela época, resolvi testar um produto para olheiras que me deu um edema alérgico horroroso (contei aqui). E tive que parar com o Latisse porque a Bimatoprosta é um pró-inflamatório (é análogo de prostaglandinas). Portanto, se você tem qualquer inflamação nos olhos ela tem o potencial de potencializá-la. Não é à toa que suspendemos/trocamos esse medicamento quando um paciente vai ser operado de catarata, por exemplo. Por isso, suspendi imediatamente e nunca mais retomei os testes porque, para mim, o benefício não estava valendo a pena.

latisseabandonado

Tendo dito isso, gostaria de comentar um fato extra sobre o uso de Latisse: não adianta falar que é “só para os cílios”. Isso é renegar a ciência: a água tem uma propriedade que aprendemos na escola, chamada “adesão e coesão“. Não adianta, produtos líquidos sempre irão ir um pouco “adiante”. Nas proporções milimétricas do olho, isso significa que: se você usa Latisse, você deve estar ciente que sim, ele vai entrar no seu olho e tocar algumas partes da pele. O pincel, para o tamanho do olho, é enorme – se você passa mais perto do comprimento dos cílios, ele transfere mais pro olho. Se você, como eu, é mais medrosa e passa mais perto da base (como é mais indicado) ele transfere mais para a pele.

Conclusão: Ana, devo usar Latisse?

Claro que alonga os cílios, isso é fato. Se eu recomendo? Quem sou eu pra julgar sem conhecer suas prioridades e/ou examinar seus olhos antes, né? Depende o que vem em primeiro lugar para você, depende do custo/benefício. Se você tiver uma blefarite (inflamação crônica das pálpebras) , por exemplo, eu já não recomendaria. Se você tem pânico de suas olheiras aumentarem ou de seu olho azul escurecer em uns pontos (raro, mas pode ocorrer) também não recomendaria. Na verdade, minha única recomendação é ir no oftalmologista primeiro e ver se ele contra-indica no seu caso (algumas inflamações só são visíveis com a lâmpada de fenda, por isso minha recomendação de ir ao oftalmo). Resumo: Façam o que vocês quiserem e sejam felizes!

Beijos!

25
outubro
2015

Xampus que estou amando: Guhl

Postado por Ana em Cabelo

Eu nem posto muito sobre xampus aqui, porque cada cabelo é diferente – não dá pra falar que um xampu é realmente bom ou ruim. Por exemplo, há tempos já vi que o preço do xampu não faz diferença nenhuma pra mim. Os de marcas caras não me trazem vantagem nenhuma simplesmente por ser de linha professional, etc etc! A título de exemplo, estava usando um da linha Frizz Ease do John Frieda que deixava meu cabelo terrível, pesado. E o pior é que usei até o fim porque odeio desperdício, haha!! Daí reparei que um xampu baratinho que comprei a versão mini pra nécéssaire primeiro super funciona pro meu cabelo. E praticamente a linha toda! Detalhe que meu cabelo é pouco, finíssimo e oleoso – se você também tiver cabelos assim, vale experimentar (comece com as mini pra ver se gosta). Eu testei 4 já, e meus favoritos são esses dois cor-de-rosa e esse roxinho de dar volume. Deixam meu cabelo soltinho!

xampuguhl

A marca é Guhl, aqui da Alemanha. Tem nas lojas DM e custa 2,95 (uns 12 reais) o que é um preço bem ok por aqui. Aliás, pro meu cabelo, no geral quando o xampu tem um aspecto transparente é que funciona mais. Os de aspecto opaco/cremoso/perolado pesam muito. Eles têm vários outros, incluindo pra cabelos louros e vi também um xampu roxinho ao estilo do Silver da L’óreal, mas não sei se é tão bom porque ele mantém essa cor roxa meio transparente.

No mais, espero que esteja tudo bem com vocês. Aqui está tudo ótimo, exceto pela falta de tempo – pra variar!

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...