30
agosto
2015

Veet Spawax – depilação brasileira sozinha em casa

Postado por Ana em Beleza, Geral

Sabe quando você gosta tanto de um negócio que não aguenta e quer logo dividir a novidade? Pois é, lembram que eu estava relativamente “resolvida” na questão da depilação aqui na Alemanha? Como eu já falei, “meu problema” aqui é só a parte do biquini (pequeno eufemismo, me refiro à depilação brazuca padrão de bikini hehe). Estava até conformada em ficar pagando uma pequena fortuna de tempos em tempos… Só que aconteceu algo com o qual eu não contava. O tempo esquentou e quando eu entrava no site para marcar horário estava lá lista de espera de 6-8 semanas. Fiquei na mão!! E essa espera absurda continua… Por isso que saí atrás de alguma coisa Do-It-Yourself há umas semanas. Escolhi essa SpaWax da Veet na DM e paguei 25,95 euros (tipo uns 104 reais, putz que câmbio é esse).

spa1

spa2

Cabe um adendo: eu NUNCA tinha me auto-depilado com cera. NUNCA! Nem nunca vi mãe/tia/irmã nem ninguém fazendo isso em casa. Preparar cera então? Zero experiência. Digo, aquelas mini tirinhas pro bigode da Veet contam? E lá fui eu me aventurar com esse produto novo na região mais difícil de depilar…

Como funciona

spa3

spa4

É uma maquininha que já vem com 6 discos de cera na caixa. Claro que quando acaba você compra o refil com mais discos (6 discos = 9 euros). O que achei fantástico é que você liga na tomada e coloca a quantidade de disquinhos que precisa (exemplo: virinha à brasileira gastei dois e sobrou um tiquinho) e eles derretem em uns minutos e fica numa temperatura quente, mas estável e do jeito que você precisa (coloca já direto na pele com a espátula). Não tem tira de papel, é igual a de muitos salões – a cera esfria e fica dura e você a puxa pela bordinha. O melhor é que quando acaba nem precisa limpar a máquina (até porque seria impossível, rs). Na próxima vez é só ligar que a cera restante derrete e você continua usando. Zero desperdício.

spa6

Doeu?

Claro que doeu. Gente, foi um show de horrores. Tipo, eu dava gritos … Mas no salão dói também, uai. Se não doer é porque não está arrancando pelo da raiz. Arrancar pelo da raiz dói! Claro que, como não tenho a experiência de uma depiladora, às vezes eu não puxava certinho, às vezes a tira partia ao meio e eu tinha que “retomar”, o que era uma dor insuportável (recomeçar a puxar a fita no meio de uma área peluda).

Minhas dicas para iniciantes como eu

spa5

1) Tente começar a tira de cera em uma área livre de pelos. Isso porque elevar a abinha pra puxar em uma área que tem pelos é extremamente sofrido.
2) Lembre de deixar a maquininha ao seu lado, ao alcance das suas mãoes E ligada a tomada enquanto você depila. Porque você está naquela posição, cheia de cera e não dá pra sair caminhando a cada espatulada. Tem que estar prontinha ao alcance da mão. Ah, deite na cama e separe uma toalha só para isso …
3) Eu não tive muita atenção com a espátula e ela foi acumulando cera ao longo do processo e depois é impossível tirar. A cada passada, limpe a espátula no canto da maquininha.
4) Eles falam pra tira ficar da espessura de casca de laranja. Eu notei que quando ela fica fina acaba partindo no meio na hora que você vai puxar, e daí vide o show de horrores a qual me referi anteriormente!
5) Um espelho a postos é altamente indicado…. A gente fica naquela posição horrorosa, né? Usei de dons malabaristas que nem eu sabia que tinha HAHAHA

O produto (ou depilar-se com cera) tem uma curva de aprendizado. A primeira tira deu tão errado que pensei “MEU DEUS O QUE FOI QUE EU FIZ?” e já estava pensando em desistir. Mas ao longo do processo eu mesma fui percebendo o que dava certo ou não. Da próxima vez vai ser mais rápido, menos dolorido e farei menos bagunça, com certeza.

Resultado

Quando eu terminei estava simplesmente com o MESMO RESULTADO que tenho no salão. Tudo bem que gastei uns 50 minutos… afinal, foi minha primeira vez! Me refiro à depilação de virilha padrão nos salões brasileiros, acho que as mulheres entenderão bem o que quero dizer. Imaginem meu orgulho de mim mesma nessa hora? hahaha… Sendo que sou totalmente desajeitada com essas coisas e foi a minha primeira auto-depilação com cera! E nesse lugar ainda! E com certeza arrancou tudo da raiz, de forma que vai demorar o mesmo tempo pra crescer que no salão, zero dúvidas quanto a isso. O que eu quero dizer é: se eu consigo, você consegue. No final ficou meio vermelho, normal … daí passei o meu amado Óleo Dersani, que tira restinhos de cera e dá uma acalmada na pele.

É pra todo mundo?

Acho que o único pré-requisito é ter sangue frio pra dor – afinal, aquela dor horrorosa a cada puxada no salão é você mesmo que terá que provocar! Senão, contra-indico a compra. A dor é incluída no pacote, pois é nada mais que uma depilação com cera. Nunca recebi uma depilação de virilha com cera sem dor … A técnica sugaring que fiz aqui dói sim um pouco menos.

Recomendo?

Resposta óbvia, né? Claro que recomendo! Fiquei maravilhada! Sério, eu nem acreditei! Não preciso mais ir no salão pra isso, oi? Fora que o refil sai a 9 euros por seis disquinhos, o que significa que vou gastar TRÊS euros por depilação em vez dos cinquenta de antes! Fora que tem a vantagem de não precisar deixar crescer tudo de novo “pra valer a pena ir ao salão”, dá pra ir fazendo aos poucos. :) Ah, Se o seu alvo for só a tirinha do biquini, daí é MUITO mais fácil, claro. Não testei na perna/axilas porque praticamente não preciso depilar essas regiões, mas com certeza não vai deixar a desejar.

Antes que role cagação de regra

Ah, só uma coisa óbvia: cada um sabe como prefere seu corpitcho. E essa coisa de depilacão de biquini é algo que me incomoda MUITO quando está “vencida”. Independente se eu for usar biquini, ser inverno ou verão, ou das imposições do patriarcado (HEHEHEHE) é realmente algo importante pra mim, me sinto bem melhor. Cada um na sua! :)

lcrate5


Beijos, feliz com a melhor compra do ano!

28
agosto
2015

Pore Minimizer da Maybelline, contra poros abertos

Postado por Ana em Maquiagem

Como eu disse aqui – sempre brinquei que se preocupar com poros abertos é “problema” de quem tem a pele boa demais. Afinal, se preocupar com POROS, né? Alou olheiras, espinhas, manchas. Enfim, mas mesmo assim experimentei há mil anos o POREfessional da Benefit e achei o efeito super bom. Só que reparava que alguns dias apareciam mini erupções novas no lugar, pelo preço padrão-Benefit ainda … Parei de usar o produto e não comprei mais. Quando vi que a Maybelline tem um fiquei muito curiosa e comprei. Se chama “Pore Minimizer” da linha “Baby Skin“. Comprei na DM por 8,95 euros (uns 40 reais). Parece que faço jabá da DM né? Mas moro entre duas e infelizmente nunca ganhei nada de presente, sou uma humilde habituée mesmo.

pore1

pore3

Gente, achei melhor que o da Benefit! Ele diz que não entope os poros e é verdade mesmo. O fato de ser mais ralo e transparente também me deixou mais sossegada. E o efeito minimizador de poros não deixou nada a desejar! Não é nada que muda a vida mas se você observar (independente da diferença de iluminação) vários dos poros abertos ficaram fechados:

poreantesdepoisParece até que passei um blur no Photoshop, né?

É o que eu achamo de “maquiagem” psicológica, placebão – além de você, ninguém repara a diferença! Mas você usa naqueles dias que quer se sentir diva e fazer tudo ao seu alcance, hehe…

Meninas da pele perfeita que ligam pros portos abertos, não deixem de experimentar esse!! Alternativa bem mais em conta que o da Benefit!

Beijos

24
agosto
2015

Micro beauty blender, coisa fofa

Postado por Ana em Fofo, Maquiagem

Quem me viu, quem me vê. Quando fui para a Sephora da Champs-Élysées pela primeira vez em 2010 eu parecia uma morta de fome. Ou seu equivalente maquiagenzístico. Daí, sei lá, amadureci. Estou bem mais consciente com minhas compras, tentando usar meu dinheiro para coisas mais importantes. Quando fui dessa vez, cheguei pra gastar X, mas aí pensava “nossa, 30 euros o pincel? Com isso almoço uma semana” e por aí vai. Acabei gastando X dividido por 5. Alguém se identifica? hahaha Mas enfim, não fiquei 100% ilesa às tentações da Sephora.

Tipo a micro Beauty Blender. Estrategicamente colocada no caixa, enquanto você aguarda uma loooonga fila. Uma palavra? NHOIN!!!!

beauty1

beauty2

beauty3

beauty4

Perdoem o “ensaio do Paparazzo” acima. Quem precisa disso? Ninguém, né? Mas é a coisa mais FÓFIS! Eu só uso (às vezes) pra ajeitar o corretivo, mas a verdade é que a caudinha da Beauty Blender normal faz o mesmo. Quem for mais criativa/habilidosa consegue esfumar sombras também, passar iluminador em pó no C das têmporas…

Precisa? Não! Vale a compra? Talvez, é muito bonitinha, rs! A bicha nem é barata, paguei uns 20 euros (cerca de 70 reais) na caixinha com duas.

Beijos fofólatras

22
agosto
2015

A ironia da penteadeira, ou : maquiagens do dia a dia

Postado por Ana em Crônicas cosméticas, Maquiagem

Quem me acompanha há algum tempo lembra da saga da penteadeira. Primeiro, o enorme desejo de ter uma penteadeira após uns 15 anos. Depois, a penteadeira improvisada aqui na Alemanha enquanto ainda morava no Brasil. Depois, a alegria de ter a penteadeira dos meus sonhos em BH. E, por fim, a etapa que acho que não mencionei: a antiga improvisada, obviamente, virou a oficial de novo. Após 3 anos de ter comprado esta penteadeira (na verdade uma escrivaninha) na Ikea eu me arrependi ! Primeiro, porque a gaveta é a coisa mais portuguesa (força da expressão, amigos portugueses) que já vi. Ela não abre toda, a perda de espaço é uns 40%. Coloquei umas divisões de acrílico mas mesmo assim não é prático. Segundo, há cerca de 18 meses comprei uns bulbos num suporte metálico na Ikea e um espelho separado. Foram caros (50 euros o set de bulbos) e depois descobri que é um sistema mais complicado que eu imaginava. Ou fica um cabo descendo a parede ou você precisa praticamente abrir e reconstruir o negócio de novo. Resultado? Bulbos e espelho acumulando poeira no quarto e eu ainda sem um espelho decente. Além disso, eu não contava com certos “problemas” da vida de casada. Desde o ano passado quando fiz um estágio eu comecei a me maquiar no meu escritório, porque acordava/saía de casa antes do meu marido e não sou cruel de ligar luz na cara dele. Até hoje é assim, e o resultado é que eu me maquiava no escritório 90% do tempo. Daí passei a deixar todas as coisas que eu preciso pela manhã nesta caixinha (da Ikea), a maioria das maquiagens/acessórios são coisa que tenho mais de uma, então ficam no meu móvel direto mesmo.

caixinha1

caixinha2

Abaixo são as coisas que uso no dia-a-dia, o legal é já postei sobre quase tudo:

caixinhaitens

1) Pincel de blush, um de sombra e o de passar base sem sujar a mão.
2) Beauty Blender - no iníco achava inútil, hoje não vivo sem. Guilty!
3) Sombra “Paint Pot” cor Painterly da MAC que uso como primer. Se não usar, a sombra sai em 10 minutos.
4) Tangle teezer, escova amada de cabelo.
5) Corretivo Studio Finish NW25 da MAC. Dispensa apresentações.
6) Curvex Shu Uemura. Não estou usando curvex + máscara todos os dias, uso tipo 1x por semana.
7) Meu protetor solar diário pro rosto, Minesol ROC Actif Unify. Não acho na Alemanha, trago (ou trazem) do Brasil.
8) Lápis de sobrancelha da Yes, meu favorito. Tá mini porque comprei 5 na internet pro meu pai trazer na mala e ele esqueceu. Valeu, pai!
9) Apontador pro lápis de sobrancelha. Se não uso apontado me deixa com sobrancelha-tribufu, sabem?
10) Delineador Linerefine da Maybelline, meu atual favorito. Sobreviveu à prova dos 38 grausssss! E, sim, uso todo dia no trabalho, porque me envelhece. Longa história, depois eu explico melhor.
11) Chubby Stick da Clinique. Acabei com quase todos, que orgulho. Esse é o honeycomb, meu favorito (já é o segundo e acho que saiu de linha, argh).
12) Cat eyes, a única máscara que não mancha/transfere em mim e ainda é solúvel em água! :)
13) Blush da Dior, cor 829 – troco o blush da caixinha a cada semana.
14) Sombra da MAC cor “sand”- essa meio alaranjada. Comprei há 4 anos no BH Shopping, pedi pra vendedora me ajudar a montar uma paletinha. Uso quase todo dia e até hoje não acabou, é incrível.
15) Cotonete pra ajustar trapalhadas com o delineador.
16) Blemish e A.G.E da Skinceuticals - passo após o banho de manhã.
17) Base “Dream Satin Liquid” da Maybelline, cor Sand! Uso todo dia, senão o corretivo fica bizarro e a maquiagem sai com 5 minutos.

O engraçado é que isso me fez perceber que eu realmente não preciso do tanto de tralha que tenho na penteadeira. Na verdade, nem da penteadeira eu preciso. Eu uso essas coisas 99% do tempo e comecei inclusive a pegar o estranho hábito de me maquiar inclusive em outros horários (final de semana, etc) no meu escritório mesmo, passando a usar ZERO a penteadeira.

caixinha3reallifeMinha atual “penteadeira”! Ainda uso a luz do computador pra maquiar, hahaha!

Mas realmente queria ter uma pentadeira funcional novamente, que seja para os finais de semana. Semana passada peguei o contato de um marceneiro que faz as coisas na casa de um colega. Só fico imaginando a fortuna que um marceneiro cobra nessas terras. Minha idéia é dar a foto da minha penteadeira antiga e ver se ele faz. Vai demorar um pouco, mas eu realmente desisti da improvisada. Queria ser blogueira e ter um quartinho/closet/penteadeira só pra mim, pra não ter que lidar com esse pequeno problema da vida a dois. Oh, wait!

P.s: tem alguém aí? Amanhã vou ter tempo de gravar vídeo(s), mas estou sem idéia. De preferência relacionado à vida na Alemanha e/ou beleza, alguém me dá uma sugestão? Ah, tenho estado bem assídua no Snapchat, no momento é minha rede social favorita! :) Segue lá, anacris.lc.

Beijos!

11
agosto
2015

Meu Top 10 do Museu d’Orsay

Postado por Ana em Viagens da Ana

Quando fiz aquele post do Top 10 do Louvre, a intenção era fazer do Musée D’Orsay também, mas ia ficar muito grande. Acabou que enrolei tanto que voltei ao Orsay antes de escrever este post, e aproveitei para reparar bem nos meus favoritos. É quase um clichê ouvir de quem já foi à Paris falar que prefere o D’Orsay ao Louvre. Eu mesma já afirmei isso. Hoje, acho a comparação injusta, não dá para comparar os dois. O D’Orsay é um museu compacto com obras lindas. Lá dentro você não se perde e dá aquela sensação de “missão cumprida” algumas horas depois. O Louvre dá um certo desespero – é completamente gigantesco, mesmo os maiores “leitores de mapa” se perdem lá dentro. Dá uma certa angústia e frustração. Mas se me perguntarem, apesar do conforto maior proporcionado pelo D’Orsay, o Louvre é o Louvre … Segue meu TOP 10 – em ordem meio aleatória – seguindo aquele mesmo critério de gosto pessoal, nada de entendimento profissional das artes, viu? espero que lembrem-se de mim quando virem algumas obras abaixo! :)

1) Slaapkamer te Arles (Quarto em Arles), van Gogh

lachambre

O meu gosto é obviamente muito influenciado pelas coisas que via ao longo da vida. Tinha aula de artes no colégio, a professora era uma bruxa, mas algumas coisas me marcaram positivamente. Como não lembrar da quinta série ao ver esse quadro do Van Gogh? O quadro representa o próprio quarto do van Gogh em Arles (na França), e o que eu acho mais interessante é que a portinha à esquerda era pro quarto de hóspedes que ele preparou pro seu amiguinho Gauguin. Na verdade, a versão que está no D’Orsay é a terceira que ele fez, uma espécie de “best of” de suas obras favoritas, mas em tamanho menor. A primeira e segunda versão estão respectivamente em Amsterdam (justo) e Chicago.

Clique aqui para continuar lendo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 1 de 212