29
outubro
2014

Luvas hidratantes de mãos e unhas

Postado por Ana em Geral, Unha

A Kiko é uma marca italiana bem famosa (e boa), mas eu não tinha nada de lá. Fiquei bastante surpresa ao visitar uma de suas lojas em Roma porque: 1) eu não sabia que as lojas eram tipo paraíso à la Sephora e 2) eu não imaginava que os preços eram tão bons! Isso explica bem a lotação e mulherada insana dentro da loja, haha! Eu estava com o orçamento limitado para coisas de beleza e entrei lá para comprar um pincel. No caminho para o caixa acabei levando essas luvas hidratantes para testar, porque nunca tinha tido!

kikogloves1

Já tinha lido posts sobre meias hidratantes, no geral para dormir. Como eu nem consigo dormir com meias normais, sem chance de dormir com plástico nos pés. Mas uma luvinha com hidratante antes da manicure - por que não testar? :) Ironicamente, na loja da Kiko, tudo a preços tão bons, achei as luvas caras no fim das contas. Custaram uns 5 euros, mas sendo descartável achei bem carinho. São luvas de plástico que têm creme dentro.

kikobig

Até pensei em lavar e reaproveitar depois colocando hidratante dentro, mas pensei comigo mesma: Larga de ser miserável, Ana Cristina. E joguei fora após o uso. Funciona assim: você deixa as luvas (pra mim: mega ultra luvões) nas mãos uns 15 minutos, massageia bem para absover o hidratante. Logo depois tirei as cutículas e fiz as unhas. É gostosinho, um agrado, mas nada que me fez ver o resultado de uma hidratação power. Ou nada que valha +/- 15 reais. Dá para fazer a mesma coisa em casa com luvas descartáveis e hidratante dentro! Talvez na secura do inverno europeu, quando as mãos até descascam de secura, daí sim possa ser que eu veja alguma diferença.

kikobe4
É tamanho único, mas achei giga! A título de referência meu tamanho de luva cirúrgica é 6,5/7,0.
Alguém já usou um produto assim?

Beijos!

24
outubro
2014

Xampus pró-volume

Postado por Ana em Cabelo

Eu sempre fui meio cética com xampus que prometem dar volume, porque nunca me deram volume extra algum. Simples assim. Mas com o tempo fui notando que, pelo menos pra mim, os xampus pró-volume têm a pequena mas importante função de simplesmente não ferrar com meu cabelo.

“Mandamento do xampu”: Primum non nocere :)

Ou seja: são xampus que eu sei que não vão deixar meu cabelo mais pesado e grudado na cabeça ainda. O que já tive de surpresa desagradável com xampu novo aparentemente inofensivo (“cabelos normais”, etc)… Portanto, ultimamente só uso xampus assim, mesmo sabendo que não vão me dar nada perto da minha tão sonhada juba de leão!

xampu

Faz uns 3-4 meses que alterno entre esses dois e o instant clear da L’Oreal (este no máximo 2x por semana). São o Luxurious Volum do John Frieda e o My Big Fat Healthy Hair (quem deraaaa hahaha) do Lee Stafford. Gosto sempre de alternar xampus, nunca uso o mesmo dois dias seguidos; daí um funciona como anti-resíduo do outro, sabe como? Eles já estão no final, e gostei bastante . São leves, têm cheiro bom (principalmente o do Lee Stafford, que tem um cheiro maravilhoso) e claro – o cabelo fica soltinho e sem pesar. Comprei os dois na Müller, mas sei que as duas marcas tem no Brasil também (na Sephora, por exemplo).

Para dar mais volume na raiz (ao secar com secador) tenho usado um produto do Lee Stafford também, se chama My Big Fat Root Boost – estou gostando médio, posso postar sobre ele depois. Ah! A maré negra capilar já deu uma melhorada (cabelo cresce) – agora é só maré cinza!

E você? Já se deparou com algum produto que revolucionou o volume do cabelo (pra mais, no caso)? Se sim, não amarre a dica! :)

Beijos e bom fim-de-semana!

23
outubro
2014

5 formas de machucar os olhos dentro de casa (que talvez você nem imagine)

Postado por Ana em Olhos

Acidentes domésticos não podem ser subestimados. Quem tem criança em casa sabe muito bem do que estou falando. Mas muitas vezes não paramos para pensar nos perigos que existem para nós, adultos, também. Hoje vou falar especificamente de perigos para os olhos no nosso dia-a-dia. Abaixo, alguns exemplos de coisas comuns que podem colocar nossa visão seriamente em risco.

1) Água Sanitária

aguasanitaria
Eu sempre tenho água sanitária em casa, adoro principalmente para limpar banheiro e jogar no ralo. Além de mantê-la MUITO longe das crianças, se você também gosta, lembre de ter cuidado triplicado ao usá-la. Ela tem um sal que em solução se torna uma substância fortemente básica – e queimaduras com base nos olhos são bem piores do que com ácido, pois a base tem a capacidade de ir atravessando todas as camadas do olho. Ao usar, o ideal é que seja com luvas e com muito cuidado com os respingos (não lançar à distância). Se tiver óculos de proteção, melhor ainda. Para lembrar: qualquer coisa que caia no olho, o ideal é lavar muito o mais rápido possível – se dirija ao médico imediatamente, mas jogando soro fisiológico (ou água filtrada porque nessas horas não dá pra escolher muito) nos olhos durante todo o trajeto.

2) Estourar espumante igual corredor de Fórmula 1

rennfahrer

Hahaha Quem nunca?! Pois muito cuidado com a rolha que sai voando a uma velocidade grande. Neste caso a vítima costuma ser outra pessoa e a pancada de uma rolha no olho pode gerar traumas que vão de leves inflamações até descolamento de retina. O melhor é abrir sem cachoalhar, só puxando a rolha mesmo.

3) Abrir garrafa com faca

knife

Por que diabos homem tem mania de abrir garrafa de cerveja com faca? Pra mostrar que é machão ou algo assim? :) Bom, esqueçam as facas para este fim. Usem o bom e velho abridor de garrafa. Não subestimem o poder de um segundo de distração. Não vou nem entrar em detalhes, but you have GOT to believe me.

4) Cortar as unhas com alicate de cutícula

alicate

Isso eu não faço nunca (ou lixo ou corto com trim/tesoura). Vocês já viram a velocidade que voam as unhas (principalmente do pé) quando são cortadas com alicate? Além de estragar o corte do alicate.. Pior é que manicure tem mania de fazer isso. Eu no salão fecho olho a cada cortada. Unhas são pontiagudas e carregadas de bactérias – podem machucar o olho e dar infecções sérias também.

5) Partir folha de lasanha

lasanha

Enquanto os números de 1 a 4 eu já vi várias vezes acontecerem, esta número 5 é totalmente por minha conta – eu nunca vi algo parecido. Mas como outro dia quase tive problema com isso, tive que acrescentar. Sabe quando você quer fazer uma lasanha mas a sua forma não cabe o número exato de folhas? Pois é, fui partir uma folha de lasanha levando cada extremidade para um lado e o que aconteceu? Um pedaço pontiagudo de lasanha saiu voando numa velocidade incrível. Peguei e era triangular com a ponta finíssima. Na hora agradeci pela sorte e pensei “eis aí uma forma de furar o olho na qual nunca tinha pensado”. Pois é, eu oficialmente pirei de vez. kk

É isso, amanhã volto com dicas de xampu!!!! #blogueiraversátil :) :) :)

Beijos

22
outubro
2014

Minha primeira vez

Postado por Ana em Crônicas cosméticas

Eu tinha 21 anos. Nunca me esquecerei dos seus olhos mais negros que as asas da graúna, daquele sorriso tão largo e gracioso. Daqueles cabelos tão lindos e bem-tratados, que se orgulhavam de suas raizes afro e exalavam um maravilhoso perfume francês. Enquanto o toque delicado de suas mãos passava por minha glabela dando início àquele momento, eu pensava em como era agradável estar ali. Tudo cheio de flores recém-compradas na Feirinha do Arnaldo, ao som da voz marcante de Ella Fitzgerald. Eu pensava: “vai doer um pouquinho, mas vale a pena”.

florahlg

Então, após fazer minhas sobrancelhas maravilhosamente bem, como ela sempre fazia, olhou pra minha cara e disse: “Tina, que olheiras são essas?“. Daí ela puxou um corretivo e começou a preencher minhas olheiras. Passou um blush delicado e ainda completou com um gloss rosinha da Trucco. Ainda me disse onde eu conseguiria comprar corretivo barato e recomendou que eu manipulasse na Amphora. Assim o fiz por muitos anos! Quando eu cheguei em casa fiquei me olhando no espelho e pensava “nossa, quer dizer então que eu consigo pelo menos ficar bonitinha?“. No dia seguinte já manipulei o corretivo, comprei um blush e o mesmo gloss da Trucco. Auto-estima vem primeiramente de dentro, mas pode receber um baita empurrão de maquiagem e afins. Assim comecei a dar valor a esta indústria e a todos que com ela trabalham. Trabalham, por que não, deixando mulheres mais felizes e confiantes.

Lembro de uma vez em que, quando tinha 14 anos, escutei uns meninos da escola rindo da minha feiúra nas minhas costas. Ninguém tinha coragem de falar na minha cara porque eu era amiga das meninas mais lindas e populares (oh, well). Cheguei em casa, olhei no espelho e fiquei pensando no que dava pra melhorar. Tinha acabado de furar as orelhas, os aparelhos nos dentes eu teria infelizmente que esperar o efeito, e as unhas estavam pintadas. “O que mais dá pra fazer? Nada!”. Eu não conseguia enxergar que existiam mais coisas.

Obrigada, Cidoca!

E vocês, como foi a primeira vez maquiagenzística de vocês?

P.S: vocês não estavam achando que era outra coisa não, né? #pegadinhadomalandro

Beijos!

21
outubro
2014

Mulher de uma caneta só

Postado por Ana em Fofo

Não sei como é com vocês, mas se tem um negócio que me sempre me deixou maluca nos anos de faculdade e trabalho é a perda desenfreada de canetas. Por “perda”, eu me refiro em 99% das vezes quando a caneta mudava de dono, haha! Aliás, eu já não comprava BIC há um século porque detesto caneta que a tinta vai ficando fraca progressivamente, prefiro que falhe e acabe de uma vez. Também evitava canetas com tampa, porque sempre perdia. A minha favorita há anos era esta Pilot aqui. Sempre que comprava uma nova, colocava uma etiquetinha na parte de dentro com meu nome para evitar enganos e isso ajudou um bocado, mas não totalmente. Só que, para quem escreve muito como eu, elas não duram nada e lá se vai aquela carapuça de plástico para o lixo. Até ambientalmente falando isso é péssimo.

svaro2

Por isso, tinha resolvido ser mulher de uma caneta só, que desse para trocar só o refil! :) Eu vinha namorando nas revistas do freeshop há anos a caneta da Swarovski mas enrolava. Comprei a primeira em julho – ela é linda, perua na medida certa e permite trocar de refil. O refil durou exatos 3 meses (ele é do tipo que acaba de uma vez) e olha que eu uso muito !

mine

Gostei tanto da nova vida que de cara já comprei um conjuntinho de refis na Amazon pra deixar na gaveta e não correr risco de ficar sem minha baby! É o Schmidt 635 M e neste link sai a menos de um euro cada um!

O preço dela acho bem justo, 29 dólares (que é tipo um lanche na Easy Jet). É o suficiente mais cara que as outras para ser durável, mas não tão cara como uma de grife tipo Montblanc (mais de 300 dólares) que passa a ser um real alvo de ladrões e você vai ficar triste se perder. Considerando que eu comprava cerca de 4(!) Pilots por mês, ela já está quase se pagando. E não quebra fácil – a minha cai no chão pelo menos uma vez ao dia! :)

Infelizmente preciso mudar uma coisa para dar mais beleza à minha escrita: a forma de segurar a caneta. hahaha A tia do pré pegava no meu pé diariamente, mas eu nunca consegui segurar daquele jeito “certo” e classudo.

australo

Obs: eu achava que era perua na medida certa; pois comecei a fazer um curso e eu notei meus colegas (alemães) encarando demais minha caneta. Então, pelo menos pro Brasil é somente perua na medida certa. Aqui talvez seja um pouco “além da conta”. kkkk

Alguém também adora coisas de papelaria (e fofinhas) mesmo em “alta idade”, como eu? XD Essa fofolatria é algo incurável!

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 1 de 212