26
junho
2014

Pão de alho com queijo delicioso

Postado por Ana em Alemanha, Ana de Casa

Antes de passar essa receita (que está mais para uma “mistura”), vou falar um pouquinho dos churrascos alemães. Dá pra imaginar que são BEM diferentes dos nossos, né? Pra começar, carne vermelha sem chance ($$$). Pra mim isso foi zero problema, porque eu não curto carne vermelha. O que é muito comum é os amigos chamarem para um “grill“, onde cada um leva o que for comer e coloca na churrasqueira (nada de espeto, é tipo um george foremann). É o que faremos pela enésima vez esse mês (calor + copa) hoje à noite, pois logo mais tem jogo ALE x EUA! O nosso “menu-casal” que eu montei pra hoje foi esse:

churras1

- salsichinhas temperadas
- frango marinado sabor páprica
- camarões
- e minhas deliciosas baguetes de alho com queijo!

Segue a receita das baguetes:

receita

Ingredientes
- Uma a duas baguetes (depende do tamanho, aqui rende para 1 baguete e meia)
- 250 g de muçarela ralada no ralador grosso (a minha na foto tá esquisita porque usei de búfala, fica ótima tb).
- meia xícara de chá de maionese
- 5 dentes de alho tamanho médio espremidos (se quiser tirar o gosto forte do alho, abra o dente no meio e retire o filete esverdeado).

Modo de Preparo
- Misture os ingredientes acima com a ajuda de uma colher. O meu ficou parecendo um patê por causa do queijo molhado que usei, em geral dá pra você ver os pedaços do queijo.
- Corte a baguete no meio, e faça cortes em cada pedaço até quase o fim da espessura
- Com uma colherzinha de sobremesa, coloque uma quantidade generosa de recheio em cada espaço
- Pré-aqueça o forno (200 graus) ou a churrasqueira
- Leve os pães ao forno até o queijo estar derretido! Se for na churrasqueira, aguarde aqueles queimadinhos deliciosos que marcam o pão.

Se não for preparar imediatamente, deixar na geladeira até o consumo (no mesmo dia, porque tem maionese!). Atenção: se chama pão de alho porque, claro, TEM GOSTO de alho!!! Quem não gosta de alho, não vai gostar, claro! Não vai comer se estiver paquerando alguém no churrasco, rs!!! Se você achar que ficou muito forte, além de retirar o filetinho verde como expliquei acima, pode diminuir ou aumentar a quantidade de alho conforme seu gosto.

Na verdade essas baguetes de alho com queijo são uma variação de uma receita que aprendi na casa de uma amiga, que tem uma cozinheira-maga. Eu era criança ainda e foi a primeira coisa que eu “cozinhei” ever! Na receita original, são mini-pães de sal recheados dessa pasta de alho com queijo. Não tem um lanchinho lá em BH em que não fazemos isso. Basta encomendar mini-pão (mini mesmo, 1/4 do tamanho) na padaria, pedir pra ser mais branquinho. Eu faço o dobro da receita abaixo e peço 1kg de mini-pão. Você tira um pouco do miolo e coloca a mistura dentro. Vai ao forno pré-aquecido até o queijo derreter e “pular pra fora”. O que você não quiser assar, só congelar! Para tudo para o momento-relíquia. Para ilustrar usei uma foto de minha primeira homepage, de 1999:

minipao

Na última copa , na falta do mini-pão, eu tive a idéia de colocar esse recheio delicioso em uma baguette para churrasco, e foi o maior HIT!

* não tirei foto dele pronto porque estava escuro. :( Só pra lembrar: dependendo da churrasqueira , se estiver muito tempo e em contato direto, o pão pode queimar, então é melhor até fincar em um espeto.

Muito fácil, né? Sempre recebo elogios pelos pãezinhos. Façam aí e me digam!

Beijos!

25
junho
2014

Produtos-delícia da The Body Shop

Postado por Ana em Dicas, Usei e gostei

Vocês devem ter lido por aí que a famosa “The Body Shop” (propriedade da L’Oréal) comprou parte da “Empório Body Store” e chegará com tudo ao Brasil no segundo semestre. Senti vontade então de escrever sobre esses produtinhos que ganhei no meu aniversário (abril) e estou amando. Na verdade, manifestei aqui há anos a minha curiosidade em relação aos body butter da marca, e só fui matar a vontade agora, vê se pode! :) Ganhei um kit de coco contendo um esfoliante de banho, um creme para o banho e … uma body butter! Eu não uso todo dia, até porque o banho no dia-a-dia é super corrido e também tenho outros produtos do estilo para alternar (amo), mas prefiro usar naqueles dias que posso “fazer hora” debaixo do chuveiro.

body1

O cheiro dos três produtos é uma delícia, bem delicado. Não é aquele cheiro intenso de Victoria’s Secret, sabe? Um cheirinho de coco bem ao fundo e suave.

O esfoliante / shea body scrub

bodyscrub

É o meu favorito dos três. Pra usar no banho! Cheiro bom, uma delícia de passar, esfolia bem! Pra falar a verdade dá vontade de comer. E o interessante é que ele funciona como hidratante também, a pele fica super macia depois! Ele é para pele seca e tem óleo na composição, então eu evito passar no colo e nas costas.

O creme de banho / shea shower cream

bodyshower

É muito bom também, tem manteiga de karité, deixa a pele perfumada e macia após o banho. Em teoria é para substituir o sabonete, mas eu não me sinto limpa sem usar sabonete em barra, então uso mais como um complemento (se já não usei o esfoliante antes). Ele também é para pele seca, então não passo no colo e nas costas.


Body butter

bodybutter

Body butter é um hidratante com consistência mais firme! Eu só uso body butter após banhos noturnos ou para ficar em casa mesmo. Ou se usar saia e quiser exibir pernas bem lustrosas! Em dias comuns uso hidratante da Nivea mesmo. Não faz muito sentido, é só uma mania minha. :) Mas enfim, de todos é o que deixa a pele mais macia, e tem um cheiro delicioso e não é melequento. Um segredinho: homem adora esse trem, fica achando que você está especialmente macia, mas nem faz idéia que é tudo artificial. kkkk

Cuidado :

Para quem, como eu, tem chuveiro acima de uma banheira ou ainda boxe escorregadiço, muito cuidado ao usar produtos desse estilo. Eles deixam o chão mega escorregadio, eu mesma já quase tomei levei tombos por causa deles, haha. Lembra de dar uma enxaguada boa no chão após usar.

Me deu vontade de experimentar os outros cheirinhos…

Beijos!

23
junho
2014

Testei: máscara Colossal Go Extreme!

Postado por Ana em Maquiagem

A_Louca_das_resenhas ataca novamente! :) Atualmente só tenho máscaras para cílios da Maybelline. A minha preferida é a Cat Eyes. Uso a The Rocket em ocasiões especiais, porque é mais difícil de tirar. A primeira que amei foi a The Colossal, mas foi abandonada porque vira e mexe manchava um bocado após alguns horas. Daí vi que lançaram a The Colossal Go extreme e não resisti!

goextreme1

O pincel é bem gordinho e não-curvado. A embalagem contém 9,5 mL do produto e validade de 6 meses. Portanto, apesar da embalagem ser um pouco maior por fora, não se enganem porque não vem mais produto!

rocket3

goextreme2

É daquelas máscaras que, pelo menos em mim, juntam os cílios. Como não tenho muitos cílios eu prefiro separadinhos, sabe? Fica, sei lá, uma coisa meio estrelada, meio ouriço do mar! Não notei muita diferença passando uma ou duas camadas, como costumo notar com os outros.

maybell

Aff, que raiva de mim por ter passado 24 anos da minha vida sem usar maquiagem. Ah, apesar de não estar assim nas fotos, finalmente tenho usado máscara nos cílios inferiores também! Mas daí uso outra máscara, à prova d’água, senão mancha mesmo, até porque vira e mexe retoco o corretivo.

Para remover: com um pouquinho de paciência ele sai 100% só com água, daquele jeito que expliquei aqui. Isso para mim é uma vantagem!

Durabilidade: sempre durou bem comigo e até hoje não manchou nem transferiu para a pálpebra inferior! Mas com a ressalva de que não testei em nenhum dia com mais de 25 graus!

lcrate4

Conclusão: É uma boa máscara, difícil se arrepender de comprar! Só acho que a própria Maybelline tem melhores!

Beijos!

21
junho
2014

Testei: kit “gel nails at home” da Essence

Postado por Ana em Unha

Eu postei aqui que o custo-benefício de fazer unha por aqui tá valendo zero a pena. Mas vou confessar que quando vejo unhas feitinhas no instagram me dá uma invejinha! E minha irmã ainda me manda as unhas dela recém feitas na minha manicure favorita só pra fazer bullying. É chutar cachorro morto isso ! hehe

Fiquei aqui pensando e resolvi experimentar algo novo. Então pensei em um daqueles kits gel-like, de fazer em casa. A promessa é que as unhas duram uns 7 dias, o que é bem mais do que as minhas têm durado. Escolhi o kit da Essence, que é uma marca acessível por aqui, mas várias outras têm um parecido (como Sally Hansen).

O kit consiste de

essencegelglobal

- um cleanser (nada mais que um lcool líquido com cheirinho)
- um primer
- uma base em gel
- a maquininha para secar de LED (cabo é USB)
- top coat gel

essencegelmaq

Daí você usa um esmalte normal mesmo, sem ser em gel. Eles falam pra ser qda Essence, claro, mas é conhecimento geral que na verdade pode ser de qualquer marca.

Preço: No fim das contas nem ficou barato, não lembro ao certo mas deu uns 40 euros (˜120 dilmas) essas coisas todas. Mas fazer o quê, fui atraída como uma mariposa em direção à luz no fim do túnel.

Primeira tentativa & Passo-a-Passo

Esmalte: Renda da Risqué
Técnica: “mista”, tentando acertar a unha o máximo possível e tirando eventual excesso com palito + acetona.

O passo-a-passo:

1) Lixar e tirar (ou não) cutículas como de costume

essencegelpasso1

2) Remover gorduras e impurezas das unhas com o cleanser.
3) Passar uma camada fina do primer. Ele seca muito rápido
4) Passar uma camada generosa da base em gel. Limpar excessos que possam ter saído a unha.
5) Secar com a maquininha.

unhasgeluv
6) Passar o esmalte e limpar eventuais sobras
7) Com o esmalte seco, passar o cleanser de novo
8) Passar o top coat em gel
9) Secar com a maquininha
10) Com tudo seco, passar o cleanser de novo

Sensação inicial? Quem inventou “fazer unhas em gel” ODEIA mulher, só pode. Parece brincadeira esse tanto de etapa, sério!

Agora uma parte menos emotiva da análise:

Esse kit novo da Essence vem com a maquininha de LED/UV menor que da geração anterior. O tempo de cada secagem é só 10 segundos, MAS é dedo por dedo. Zzzzzzz … E minha experiência mostrou que os 10 segundos não secam não. Tinha que deixar pelo menos 3 ciclos em cada unha para poder secar (secar ao ponto de você encostar na polpa do dado sem estragar). Achei melhor e mais fácil fazer uma mão de cada vez, como li nos tutoriais.

Resultado: gastei uma hora e meia pra fazer as unhas, que é tempo pra caramba ao meu ver. Mas valeria a pena se durasse mais. Mas o que aconteceu foi que achei que ficou tão mal-feito que preferia minha unha ao natural, não aguentei e retirei tudo duas horas depois.

essence1try

Retirei do jeito que eles sugerem, que é simplesmente puxando. Foi tranquilo, mas imagino que não seja o melhor jeito de tirar o gel das unhas. Mas tava com preguiça e foi assim mesmo.

A segunda tentativa

Esmalte: Croché da Impala
Técnica: brasileira, passando esmalte sem preocupar em respeitar a unha e limpando com palito + acetona depois

Fiquei horrorizada e envergonhada com o resultado – novamente, arranquei tudo assim que secou. Não antes sem humildemente tirar uma foto horrenda para colocar aqui.

second

Foi uma trabalheira tão grande que pensei em nunca mais testar. Mas… precisava fazer pelo menos uma vez para deixar na unha e ver quanto tempo ia durar.

A terceira tentativa

Esmalte : warm & toasty turttleneck da Essie.
Técnica: européia, tentanto MUITO só acertar a unha com os produtos e tirando eventual sobra com caneta “color correcting pen da P2″.

Ficou razoável o bastante para que eu *aguentasse* não tirar e ver se dura mesmo. Mas sinceramente, esteticamente muito pior do que a manicure clássica que eu costumo fazer. Um adendo é que o top coat encolhe após passar no LED, por mais que você mire nos cantinhos o efeito final é de uma camada final irregular.

Quem quiser ter esse kit, o importante para ter a maior chance de sucesso é:
1) não fazer a unha brasileiramente, ou seja, tentar acertar o máximo tudo só na unha, e o que passar tirar com canetinha de removedor
2) evitar ao máximo palito +algodão, parece que o gel tem um tropismo maior para fiapos
3) muita atenção ao passar a base e o topcoat em gel: se ficar irregular, as áreas onde a camada estava mais grossa se sobressaem muito.
4) não se esqueça de passar o cleanser (“álcool”) no final, pois senão fica preguento e estragável por horas.

A pergunta mais importante: quanto tempo durou?!

Bom, tomei banho, acordei no dia seguinte e estavam todas as unhas 10x mais feias, e algumas já descascadas.

finalnnail

Desisto! Um troféu joinha para quem consegue um bom resultado com esse kit!

lcrate0

Conclusão: não gostei, achei ruim de verdade e se eu visse uma amiga colocando o kit na cestinha eu pulava na frente e impedia a compra.

Beijos

18
junho
2014

Dica: biscoito de arroz integral

Postado por Ana em Dicas, Dieta

Já faz anos que tenho o hábito de comer de 3 em 3 horas. Todas sabemos que é mais saudável e ajuda a controlar impulsos comilões (prato de pedreiro nas refeições principais) mas para mim nem opção é. Eu MORRO de fome após três horas e começo até a tremer. :( Por isso, pra mim, lanche intermediário é obrigatório! Até há algum tempo eram só barrinha de cereal ou maçã mais ou menos Polenguinho (aqui substituo com uma fatia de queijo Feta, que amo e me lembra queijjjj minssss).

reis2

Em BH minha irmã sempre compra essas bolachas de arroz no Mundo Diet e de início eu achava uó, sem gosto de nada. Até que experimentei com geléia e gamei! Fica um gostinho de pipoca-guri!

reis

Tenho comprado pacotes de “Reis Waffeln” (bolacha/biscoito de arroz) desde que me mudei para cá, (ou então versões quase idênticas de milho/arroz) e dá para comer com o que a imaginação mandar, mas eu acho que combina mais com complementos doces! Idéias: geléias variadas, Nutella, mel ! Eu adoro com geléia de morango e essa geléia africana com pedacinhos de laranja:

reis3

Deixo na caixa de pão para ficar fresquinho e crocante e a validade é muito maior do que fatias de pão de forma, por exemplo. É um petisco rico em fibras, livre de glúten (não que eu ligue), aromatizantes, conservante etc!

E a novidade é que um dia tava com a barriga roncando e com preguiça de abrir a geladeira para passar geléia (SIM, olha o nível de preguiça) e comi a bolacha pura. Não é que comecei a achar “comível” pura também? Acostumei com o gosto (ou falta dele). Não é tão gostoso e necessita até de um pouco de costume, mas sem os complementos doces é uma versão ainda mais light e dieta-amigável!

Fica a dica de um lanchinho intermediário saudável! ;)

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 1 de 212