28
maio
2014

Top 10 acessórios de cozinha

Postado por Ana em Ana de Casa

Uma das minhas coisas favoritas da “nova vida” de Ana De Casa é que agora sou chefe soberana #1 absoluta ditadora da minha cozinha. Posso fazer as estripulias que eu quiser, sem ninguém surtando que tô fazendo bagunça (viu pai?) hahahahhaa E eu sou muito ciumenta com minhas coisinhas de casa, tomo o maior cuidado. Inclusive quando estou cozinhando e chega algum ser humano em translação para espiar eu solto um sonoro e carinhoso “CAI FORA”. :) Seguem alguns utensílios/coisas de cozinha que eu adoro ter e indico:

#1 Fervedor de água (WMF)

cozinhaboiler

Auto-explicativo, né? Ele fica ligado na tomada, eu coloco água, ligo e pronto! Quando a água ferve ele desliga sozinho. Eu nunca mais coloquei água para ferver no fogão. Usando isso é tipo mil vezes mais rápido. Uso pra tudo, fazer chá, café, arroz, enfim, qualquer coisa que precise de água fervendo. Muito prático e seguro … Só lembro de meus tempos no interior, que eu fervia água com um ebulidor, morrendo de medo (lembra, Bilu?). Amo tecnologia!

#2 Balança (Soehnle)

cozinhabalanc

Já dizia minha ídola Rita do Panelinha, o segredo de uma boa receita está nas medidas. E é verdade, nunca mais estraguei receita nenhuma depois que comecei a usar balança + medidores. Depois que comprei essa já achei um milhão melhores, mas enfim, foi minha primeira balança que funciona. Ela não tem recipiente, mas tem a função de tara, então quebra o galho e estou satisfeita.

#3 Tirador de miolo de maçã

cozinhamaca

One apple a day… Parece inútil, né? Mas aqui sempre tem maçã, e te falar que “desmiolada” dá mais vontade de comer. E é questão de 3 segundos, funciona super bem e você não desperdiça praticamente nada. Uso todo santo dia!

#4 Tirador de cheiro da mão

cozinhacheiro

Atire a primeira pedra quem nunca ficou dias com a mão cheirando a alho e cebola após cozinhar alguma coisa. Como eu amo estes ingredientes, já viu, né…! Existem várias coisas assim no mercado, inclusive sabões para tirar cheiro, mas não experimentei. Dizem que esfregar a mão na colher de aço funciona, mas pra mim não funciona tão bem. Então conheci esse ovinho e deu super certo pra mim, prático, higiênico e duradouro, só esfregar as mãos nele sob água corrente. Esse meu é da WMF, mas acho que todos devem funcionar igual.

#5 Luva térmica (Built)

luvabuilt

Fui trocar uns presentes de casamento e com o crédito final arrematei lá na ToolBox em BH. Estava cansada de luvas que são piores do que pano de prato, que não servem pra nada! Eu precisava de uma luva boa de verdade! E essa é incrível, você segura um metal saído do forno por um minuto e nem sente qualquer calor. Ela é simplesmente perfeita, recomendo de olhos fechados.

#6 Tábua de bambu (WMF)

Já dei a dica aqui. Eu realmente dei muito certo com tábua de bambu – é ótima, bonita, higiênica. A única coisa chata é que não pode ir na máquina de lavar. De vez em quando é bom passar um óleo para deixá-la lustrosa. Um cuidado que tomo é não preparar alimentos crus (ex: vegetais) em uma tábua onde cortei carne por exemplo. Por isso aqui em casa tenho mais de uma.

#7 Avental

cozinhaavental

No início do ano eu e minha irmã compramos cada uma um aventalzinho charmoso em Paris. Além de charmoso é ótimo, porque eu sou bagunceira e acabava colocando roupa velha para cozinhar, o que tirava totalmente o glamour “Ana chef” do momento! Agora posso estar apresentável e só colocar o avental por cima! Vocês vão achar engraçado, mas estou cobiçando um chapéu de chef. hahahaha Mas sério, tenho medo de servir comida com cabelo e aquelas toucas de hospital são 10x mais desglamourizantes do que roupa velha.

#8 Descascador de legumes

cozdescasc
Eu sou daquelas que quando vai descascar legume com faca acaba jogando 70% dele no lixo, levando muito mais do que a casca. haha Com descascador (coisa simples e barata) eu descasco cenoura, maçã, batata mil vezes mais rápido, sem desperdício e sem correr o risco de machucar. Quem não tem, pode correr pra comprar.

Dentro dessa categoria, uma aquisição recente foi o descascador tipo Julienne, para fazer spaguetti de legumes. Na foto abaixo eu preparava um spaguetti de abobrinha. Se é tão gostoso quanto uma massa beeeeem gorda, claro que não. Mas pra ficar em forma, tá valendo!

cozjulienne

#9 Espremedor de alho

garlic
Esse meu é velhiiiiinho (dos tempos de faculdade do meu marido), mas ainda funciona perfeitamente. Eu lembro que antes de conhecer isso eu ficava socando alho. Gente, ninguém merece socar alho em pleno século XXI!! E esse espremedor de alho tem em todo lugar, só que tem que ver direitinho que tem uns horríveis que não encaixam direito.

#10 Mini processador (Black & Decker)

cozinhablack

Esse eu tinha em BH e adorava, foi indicação de uma antiga manicure (?). Então eu já tinha comprado aqui há alguns anos também. Eu na verdade só uso para cebola e tempero (eu sempre faço esse tempero caseiro aqui). É bem pequeno e bem prático, tanto que deixo ele em um cantinho já na tomada, nem guardo. Dizem que em “toda família tem um chato que não gosta de cebola“, portanto ele é ótimo quando você quer cozinhar algo com cebola para alguém que odeia o CREC-CREC (viu pai? #2).

E o que não funciona…

cozinhanaofunfa

Enquanto preparava o post, me deparei com esse amiguinho aqui. Seria então uma dica do que não comprar. Teoricamente você coloca para ferver com o ovo e ele vai mudando a cor e mostra o “ponto” do mesmo. Nossa, mas pelo menos comigo nunca funcionou (por que ainda não joguei fora messssmo?). Hoje em dia sigo a regra dos 3, 6, 9 minutos para gema mole, média e bem cozida respectivamente. Muito mais prático e dá certo.

Calma, o próximo post vai ser de beleza, para quem não suporta esse papo de casinha, viu ? :) E vocês, têm algum acessório de cozinha que amam e eu não falei aqui?

Beijos da aspirante a mulher alfa

14
maio
2014

Meus cuidados com a pele à noite (v.3.0)

Postado por Ana em Pele

Desde 2011 que não dava um update nos meus cuidados noturnos com a pele, né? Algumas coisas mudaram, outras não:

Uma coisa interessante é que não tenho tido muitos problemas (cravinhos, acne) com a pele, e olha que nem estou usando ACO mais. Coincidência ou não, minha pele melhorou MUITO depois daquele tratamento que relatei aqui.

Demaquilar

demaq

Começo retirando a maquiagem do rosto com Bioderma. Como uso só o Cat Eyes no dia-a-dia, retiro a máscara com água morna e completo a higiene da região dos olhos com Blephagel (aqui não é caro, iurru). Um detalhe é que até tenho lencinhos da Bioderma, mas estes só uso pra quebrar galho em viagem mesmo. Os acho bem ardidos e bem piores para remover make do que o irmão líquido. Já falei por aqui algumas vezes, apesar de ter detestado o Bioderma no início, acabei gostando dele (do rosa, o azul não gosto) porque eu sou altamente dependente de produtos pro rosto sem cheiro, daí fui insistindo e aprendi a ver seu valor. Para máscara à prova d’água ele não é bom (só os oleosos são), mas como uso à prova d’água no máximo 1x por semana, não chega a ser um problema. O lugar mais barato que já encontrei o Bioderma foi na famosa mini-muvuquenta City Pharma em Paris, onde 2x 500 mL custam 15 euros. Ele não é fácil de achar no Brasil, só na internet mesmo. Maaas só para lembrar, apesar de eu não ter experimentado ainda, várias outras marcas têm sua versão de água micelar, que imagino, sejam mais ou menos a mesma coisa.

Limpar

limpar2

Acabei não trazendo meu sabonete vitalício da Clinique – então à noite estou usando o Gel de Limpeza refrescante da Nivea, que tem me servido muito bem. Umas duas vezes por semana, limpo usando o Clarisonic. No resto, vai com as mãos mesmo. A água, sempre a mais fria que eu aguento – é incrível como água quente destrói meu rosto, ressecando e por outro lado piorando a oleosidade

Cuidar/Hidratar

cuidar

Depois de estar com a pele limpinha, aplico o Serum – ainda tenho o Absolut Night Repair da Estée Lauder. Deixo agir enquanto vou fazer alguma coisa, sei lá, escovar os dentes. Quando ele acabar vou comprar um mais barato (acho que o da L’oréal).

Depois vai meu gelzinho da Clinique de sempre no rosto e o All about eyes rich na região dos olhos.

Bom, acho que a rotina até ficou mais simples, né? Bom que eu invisto mais tempo para passar o fio dental. haha Estou no momento sem nenhum tônico – é algo que não acho que faz diferença, mas acho gostoso de usar quando tem.

Beijos!

12
maio
2014

A surpresa do Eurovision

Postado por Ana em Alemanha

Sábado à noite eu separei a pipoca e fui ver a final do famoso Eurovision, que é uma competição de música entre os países europeus, que ocorre todo ano. É bem tradicional e já lançou mundialmente sucessos como “Volare, ôo! Cantare, ôooo“. Já conhecia a fama e nunca tinha estado aqui no dia da “grande final”, portanto quis “participar” desse importante evento cultural haha A Alemanha só ganhou duas vezes, na última com a Lena, uma cantora que depois disso virou celeb por aqui – a música é bem legal, mas não lembro de ter chegado ao Brasil.

Eu não tinha lido nada sobre os participantes, então na hora que estavam anunciando os concorrentes, país por país, e aparece a pessoa abaixo, sorrindo e dando tchauzinho para a câmera, super achei que fosse zoação no meio do programa. Ainda pensei “haha, que engraçado, colocaram uma mulher barbada para zoar”.

wurst1

Óbvio que não foi preconceito nem nada, mas sei lá, a gente tá acostumada com gay, com travesti, mas uma drag com corpitcho de mulher, cabelo de diva, maquiagem perfeita, e uma BARBA DENSA eu confesso que nunca tinha visto. Daí o grande impacto que causou não só em mim, mas em todo mundo. Passada a estranheza inicial, até que achei a música bonitinha, mas não foi a minha preferida. Mas, pelo conjunto das coisas, boa voz, carisma, novidade, a austríaca Conchita Wurst saiu campeã! Fora que a música “Rise like a Phoenix” fala de transformação e tem tudo a ver, né?

wurst2

Muito fofa no final da apresentação ela agradecendo – acho que nem dá para imaginar o preconceito que uma pessoa com essa aparência sofre ao longo da vida, né? Se nós matamos um leão por dia, ela teve que matar um zoológico inteiro – daí a satisfação de várias pessoas em vê-la campeã e o sucesso imediato na mídia! Para poder representar a Áustria neste concurso, teve que aguentar a pressão de vários haters, que até página contra ela criaram. Por isso, não foi pouco merecido…

E não é que tô com a música grudada na cabeça agora? hahaha
Europa tem uma nova superstar! E o melhor é que, por ela ter ganho, a final do ano que vem vai ser na Áustria, quem sabe não animo!? ;)

Beijos!

11
maio
2014

Meus 5 blushs favoritos

Postado por Ana em Maquiagem

Eu tenho evitado ao máximo desperdiçar maquiagens (e coisas em geral). As coisas líquidas e cremosas (bases, máscaras, sombras cremosas), estas tenho evitado comprar demais, porque rapidinho se perdem. Já as em pó … que maravilha! Tenho conjunto de sombras de 2002 que estão em perfeito estado. Eu sei que existe o “politicamente correto” da maquiagem que te mandar jogar sombras fora após 6 meses, lavar pincéis uma vez por semana e bla bla bla! Maaaas… por aqui o dinheiro não cresce em árvore, o tempo também não – e, como pessoa alérgica e “entendida” da saúde ocular, eu diria que basta bom senso. Nunca tive problema com sombra vencida, blush vencido e por aí vai. Se existem um trilhão de ácaros na sua maquiagem velha e isso irritar seus olhos, só não usar mais, não é isso que vai te cegar. Pronto.

Dito isso, estava vendo que tenho muitos blushs- são das makes que mais gosto de comprar por causa do dito acima. Lá vão meus favoritos, não necessariamente nesta ordem. Sujinhos, velhinhos, gastos e comprados com meu dinheiro. :)

Blush Baby, MAC

blushbaby

É o #1, uso há DEZ ANOS, e ele eu escolheria para levar para uma ilha deserta na minha entrevista imaginária para a revista GLAMOUR (sim, aquela revista que só fala de blogueira.. kkk) Curingão! Deixa (em mim) uma cor saudável, sem carregar muito, sem brilhos. Dura bem quando coloco em cima da base – se uso em cima da pele sem nada não dura muito não (assim como os demais blushs em pó). Nunca comprem coisa que vocês lerem aqui sem experimentar antes, ok? Já tive uma amiga que não gostou do blush baby! ;)

Dream Touch Blush da Maybelline (cor 04)

maybeblush

O único cremoso da lista! Esse eu postei aqui. Comprei duas cores, mas no fim das contas me entendi mais com a 04. Não uso muuuuuito, mas tenho escolhido mais para momentos em que estou com preguiça de usar base mas em que quero que o blush dure mais. Ele é perolado, mas ainda discreto se você espalhar bem. Também uso no dia-a-dia e uma vantagem é que, apesar de não ser em pó, está há 2 anos em perfeito estado.

Orgasm, da Nars

blushorg

Quando os beauty blogs surgiram (ai que nostalgia), ele era o blush mais indicado e lá foi a Maria-vai-com-as-outras aqui comprar. Valeu a pena! Eu adoro, ele tem brilhinhos, é chique e tal! Mas só uso à noite, acho que pesa muito pro dia-a-dia!

Duo Diorblush (cor: 829 Rose Dragée)

blushdior

Esse seria um “backup” rico do Blush Baby! É um pouquinho mais forte, e tem essas duas partes: uma mais opaca e uma mais cintilante. Eu passo o pincel pegando as duas camadas. Bem versátil, uso de dia e à noite.

Blush “Les Tissages”da Chanel

blushmac

Ele é um rosa muito fofo, mas que puxa mais pro pêssego. Já postei sobre ele aqui. É um blush discreto mas que já fala um pouco mais “oi, eu estou de blush“. Uso quando quero uma maquiagem um pouco mais viva, mesmo de dia. E à noite também dá um bom toque de glamour.

Dica extra: para a noite, eu gosto de usar o Météorites por cima do blush, ajuda a espalhar para não ficar carregado e ainda dá uns mini-brilhos! Eu não considero o Météorites um blush, tampouco um “pó facial”. Foi neste tipo de uso que encontrei nele uma função, para não dizer que é de todo inútil. O pincel que uso para blushs em pó quando estou em casa é o MAC 129! Quando levo na bolsa, vai junto aquele kabuki da Sigma. Já tem quase 4 anos e ainda está ótimo! :)

meteorites

É isso! Quais são seus blushs favoritos?

Beijos!

07
maio
2014

Diário de uma expatriada – recomeços

Postado por Ana em Diário de uma expatriada newbie

Eu vim fazer um post estilo “diarinho” mais pra não deixar o blog muito às moscas! :)) Mas acabei de fato criando uma categoria nova, onde de tempos em tempos vou contar um pouco da minha rotina de “expatriada newbie“, até para meus amigos e famílias poderem acompanhar! Vou usar fotos de celular que acabo tirando no dia-a-dia para ilustrar. Me digam se gostam do formato, ok?

Muitas burocracias por aqui, vocês podem imaginar. O tempo não tem estado bom APESAR de ser maio e eu já começo a sentir “o peso” da mudança de país.

anafreibDizem que é a cidade mais ensolarada da Alemanha, estou começando a duvidar. hehe

Enfim! Comecei as atividades no hospital, estou com algumas provas já marcadas – nem sei o que estudar primeiro de tantas categorias de “coisas a estudar” que são. Não há como explicar o nível da diferença de um hospital universitário daqui para um do Brasil. Não era tão novidade para mim, pois já estive aqui antes, mas ainda me surpreende. Há muitas coisas melhores, especialmente no que tange tecnologia, estrutura, organização e educação científica. Há muitas coisas piores, principalmente no que diz respeito ao raciocínio clínico, exame clínico e bom – as condutas, acho muitas questionáveis. Mas quem sou eu para meter o bedelho por aqui, não é?

anaoft

Eu sou paciente com algumas coisas, mas extremamente impaciente com outras – mal vejo a hora de não ter mais qualquer dificuldade com essa língua. Meu alemão é sim, muito bom, mas está ainda a anos-luz do alemão de um médico alemão. Ou de qualquer ser humano alemão. Não que eu bóie no que estão dizendo ou no que estou lendo – mas eu abro a boca no improviso e, claro, saem vários erros. Sabem como é? E isso para mim é algo extremamente sofrível – mas bem, eu já esperava por isso. Espero que, com muito esforço, em alguns anos eu consiga reverter ao máximo essa situação. Para mim a adaptação ao país é 90% relacionada ao domínio da língua, por isso todos meus esforços estão indo nesta direção. A parte feliz é que sei que no fim do dia tenho minha casinha confortável e o melhor marido do mundo me esperando. E que, a duras penas, tenho sim aprendido e crescido bastante.

Estou fazendo um esforço para deixar a casa sempre arrumadinha, e parte deste cuidado é sempre ter flores. A época está ótima para tulipas – elas custam em média 3,50 euros o “maço” com umas 10 e duram quase 7 dias. Vamos ver por quanto tempo esse meu lado *caprichoso* vai durar, né? kkkk

anatulpen

Tenho, pela primeira vez por aqui, sentido falta de comida brasileira. Meio psicológico também, né? Mais especificamente do arroz com feijão – que era algo que comia todo dia e simplesmente amo. Até comprei e consegui fazer tudo direitinho, congelei feijão até! Mas a saudade é mais de achar um self-service com arroz e feijão prontinho na esquina! hehe

anafood

Até pão-de-queijo, que eu nem como tanto em BH, me deu vontade de comer. Graças aos inúmeros blogs de expatriados, consegui fazer uma receita que ficou bem razoável. Levou farinha de tapioca em vez de polvinho – o visual e a textura eram de pão-de-queijo. O gosto ficou bom, mas não 100%, preciso testar combinações de queijo até achar a que gosto mais. Também congelei vários saquinhos e tivemos pandiqueij alguns dias! O café - que era motivo de sofrimento para mim por aqui – finalmente consegui “acertar” e agora tenho meu café brasileiro todos os dias. O café europeu é horrível para o meu paladar – é tipo “chafé”, coisa horrorosa.

Nos meus esforços para não engordar, o que tenho feito é correr por aí. Estou usando aquele app Nike+ para acompanhar o progresso – comprei uma braçadeira pro iphone e corro com ele no braço mesmo! Academia, espero começar semana que vem. Eu quase me matriculei em uma mas era tão tosca que desisti. Tem uma aqui perto que é muito boa e incrivelmente high-tech mas também bem cara (90 euros o mês) e você tem que fazer o plano anual. Então estou decidindo ainda! Infelizmente, não terei mais o grande LUXO que é ter um personal, snif!! Neste final de semana quero comprar uma bicicleta. Já tive duas bicicletas por aqui, mas elas sempre acabavam sendo vendidas quando eu ia embora, mas agora quero uma para ficar. Vou usar para passear e para coisas tipo ir à academia, porque pra ir trabalhar eu prefiro pegar o bonde mesmo, pra não chegar toda descabelada (e às vezes molhada e gelada). No mais, amanhã finalmente é o horário para pedir o visto de permanência – espero que dê tudo certo.

anamix

Nem tudo são flores – mas é isso aí, vamos vivendo e lutando dia após dia!

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...