29
junho
2013

Meu tratamento de baixa dose com “Roacutan”

Postado por Ana em Pele, Saúde

Tive muita dificuldade de encontrar informações sobre tratamento de baixa dose de Isotretinoína (aka Roacutan) no Google, enquanto procurava. Então resolvi descrever o que fiz nos últimos meses. Esse é daqueles posts: ou leia tudo, ou não leia nada. Combinado? Queria só encarecidamente pedir para que jamais façam um tratamento assim por conta própria, pode ser perigoso para a sua saúde. Vá ao médico dermatalogista para ver o que ele recomenda para você.

A história da minha pele é interessante. Eu nunca tive aquelas espinhas horrorosas, mas também nunca tive pele boa. Sempre muito oleosa, sempre com erupções aqui e acolá, vira e mexe (e nos piores momentos) aparecia uma espinha isolada. E pingando, pingando óleo. Apesar de todos os cuidados e inúmeros tratamentos, inclusive tretinoína tópica (“creme”). Abaixo, um exemplo de “momento ruim”, tinha +/- 20 anos nesta foto:

20anos

A isotretinoína tem como indicações formais: “formas graves de acne e quadros de acne resistentes a terapêuticas anteriores (antibióticos sistêmicos e agentes tópicos)”.

iso

Mas todos sabemos que na prática a prescrição varia de um dermatologista para o outro. Você vai em um que fala que “de forma alguma” (geralmente homens) e vai em outro (geralmente mulher) que te passa.

O importante é fazer controle rígido com exames laboratoriais e visitas ao médico, antes e durante o tratamento. E saber as contraindicações e principalmente não engravidar de forma alguma. No Brasil o remédio só pode ser prescrito por médicos dermatologistas. Só para lembrar, todo e qualquer medicamento tem risco. Eu já vi gente morrer por causa de remédio simples para hipertensão. Já vi aplasia de medula por dipirona. E, o mais assustador, já vi gente cega para sempre por causa de aspirina (Stevens Johnson). O grande “diferencial” negativo da Isotretinoína é sua alta teratogenicidade. Outros efeitos relativamente comuns são elevação de enzimas hepáticas e colesterol.

Eu pesquisei muito sobre o tratamento e estava interessada em fazer um com dosagem baixa (ex: 10mg 3x por semana) ou ultra-baixa (tão pouco como 2,5mg 3x por semana). Claro que o cálculo envolve o peso corporal de cada pessoa. Eu gostei muito dessa corrente, que está em voga principalmente lá na Alemanha, graças a um Professor da Universidade de Munique, o Gerd Plewig. Ele num é pouca bosta não, viu? Diretor da clínica de lá. Não sei vocês, mas confio muito nos alemães. :laugh: São profissionais dedicados e exímios pesquisadores. Pois então, ele defende (baseado em ensaios clínicos) que vários casos – selecionados – tratados em dose “full” seriam igualmente tratados com dose baixa ou ultra-baixa. A menor custo e menos efeitos colaterais.

Citando uma de suas entrevistas:

Os melhores candidatos para doses baixas e ultra-baixa tratamento com isotretinoína incluem pacientes com acne grave que foram controlados com doses mais altas e exigem uma terapia de manutenção de baixa dose, indivíduos cuja acne facial tem persistido desde a adolescência até a idade adulta, e pessoas com hiperplasia das glândulas sebáceas. Alguns pacientes vêm apenas por causa de sua oleosidade. … Para esses pacientes, acho que a dose baixa ou ultra-low é muito bom, e é barato também

Ele recomenda ultra-baixa dose para casos selecionados, inclusive para tratar “apenas” seborréia. Lembrando que com a baixa dose os efeitos colaterais costumam ser menores e é também mais barato. Mas AINDA ASSIM os riscos para uma possível gestação são igualmente cabulosos. Conheço um dermato lá de Freiburg que foi pupilo desse tio. Eu o “aluguei” e ele pôde me informar bastante também.

Devo confessar uma coisa: meu dermato nem cogitou me passar. Até porque os dias de consulta são os que minha pele fica melhor, com vocês também é assim? :laugh: Para minha irmã, que tem a pele igual a minha (mas mancha mais e ela é mais insistente que eu kkkk) ele passou. Não foi ultra-baixa dose, mas foi baixa: 20mg 3x por semana. E eu fiquei aqui chupando o dedo.

Aí tomei uma decisão: eu sou médica, vivo cercada de médicos (inclusive dermatos), sei avaliar meus exames laboratoriais e sei pesquisar de forma crítica. Fiz o tratamento por minha conta e risco. Aproveitei que fui na Alemanha em abril e comprei o genérico na Farmácia (lá é só apresentar cartão de médico) e comecei desde então o mesmo tratamento, 20mg 3x por semana. Isso em mim dá pouco menos de 0,5mg/kg 3x por semana. Fiz exame antes e a cada mês depois; não tive qualquer problema.

Eu seria mentirosa de falar que não amei minha decisão. Estou usando há mais de 2 meses e minha pele nunca esteve tão boa. Vou usar mais 2 meses e só. Algumas micro-erupções entre as sobrancelhas sumiram, a oleosidade caiu muito, a pele ficou toda mais bonita e não tive nenhuma espinha. Não sei se vai voltar, inclusive é um “risco” considerável na idade adulta. Mas fico feliz de ter tentado.

Já para minha irmã, que tratou assim por 3 meses, não deu certo. Não melhorou nadinha. Então, como todo tratamento, é completamente individual.

É isso, espero que tenham achado meu relato útil. Lembrem-se: consultem sempre médicos.

EDIT 1: Fiz 4 meses de tratamento e hoje, após 18 meses, falo com segurança que a minha pele do rosto melhorou bastante. Ainda tomo meus cuidados de limpeza, etc, mas para mim valeu a pena, sequer tenho erupções mais. Alguma espinha isolada talvez tenha tido 2 vezes. Reitero que o resultado é individual!

EDIT2: É muito complicado para mim responder a algumas perguntas que estão sendo deixadas nos comentários, a internet não deve substituir uma consulta médica, além do que dermatologia não é minha especialidade, como expus no post. Estou relatando minha experiência de usuária. :) Mas deixo o espaço aberto para trocarem experiência entre vocês também.

Beijos!

27
junho
2013

Última moda: meia anti-tarado

Postado por Ana em Dicas

Os carinhas não te deixam em paz naquela balada bombante? Você nunca pode usar sua minissaia em paz sem ser azucrinada? Seus pobrema se acabaram-se! Diz-se que lançaram lá na China uma novidade de fazer os maníacos correrem. É a meia anti-tarado, que simula uma perna masculina de fazer inveja ao Romário.

meiaantitarado

Sério que não ria assim desde o vídeo da Ruth Lemos. Acho que é porque já imaginei de imediato a quantidade de piadinhas que dá pra fazer com uma meia dessa. Tipo dar um susto no bophy, desfilar com ela no calçadão do Leblon mês que vem, e por aí vai. :laugh:

Apesar que em alguns países do mundo isso deve é atrair marmanjos, então cuidado ao usar!! (A Alemanha não é um desses, acho que não… hahaha)

Beijos!

25
junho
2013

Blephagel, fique mais barato?

Postado por Ana em Olhos

Lembram quando eu falei aqui sobre a higiene da região dos olhos com xampu de bebê? A dica ainda vale super, mas é que existe um produto simplesmente (mais) perfeito para o mesmo fim, e não posso deixar de comentar. Serve pra quem sofre de blefarite, hordéolos, ou simplesmente para tirar o que restou da maquiagem sem agredir os olhos. Ele se chama Blephagel, é da Thea e é realmente fenomenal. Só tem um defeito: é caro.

blea

Aqui em BH o preço médio é 100 reais (na Araújo por exemplo), até porque só costumo ver a versão Duo, que vem com lencinhos inúteis. E isso só pra 40g de produto, o que é uma mixaria. Por isso, eu NUNCA tive coragem de comprá-lo. Tá que eu pago isso num hidratante, por exemplo. Mas ele é muito caro para a categoria (“limpador de pálpebras“) à qual pertence. E sempre teremos o xampuzinho de bebê.

É uma das coisas mais difíceis de prescrever – por que eu vou prescrever algo de cem dilmas pra alguém se existe o xampu de bebê diluído que cumpre a mesma missão com maestria? Tendo isso em conta, ele é caro pra pobre, classe média, classe alta. A gente fala que existe, mas formalmente vai o xampu mesmo. :laugh:

Mas ele tem um diferencial? Tem! Não precisar diluir é um deles. Eu faço higiene das minhas pálpebras religiosamente com Xampu Johnson mesmo (contei aqui como), mas vira e mexe consigo um sachezinho de amostra do Blephagel. Aí quando uso vou às nuvens. Ele é tão leve, mas tão leve, que parece que seus olhos não estão entrando em contato com produto algum. E eu sou a melhor pessoa pra falar isso, porque meus olhos são os mais sensíveis do mundo. Aí o sachet acaba e eu volto pro Johnson, que cumpre o papel. Mas sempre continuo mendigando umas amostrinhas por aí. Se você tiver, me dá uma? :laugh:

P.s:
Apesar de ter ação demaquilante descrita na embalagem, não acho que ele deve ser usado como demaquilante “de cara” (nem o xampu). Tire a make com seu demaquilante de sempre, respeitando os limites dos olhos de acordo com sua sensibildiade, lave o rosto com sabonete próprio e só então use esses produtos de higiente palpebral. Na linha d’água e cílios, igual mostrei naquele post.

P.s do P.s A Allergan lançou um concorrente “Frex Clean“, que é mais barato e vem o dobro. Espero que seja tão bom quanto…

Beijos de quem acabou de esvaziar outro sachezinho do Blephagel, ficou triste e escreveu o post!

23
junho
2013

Os fofíssimos Funko Pop

Postado por Ana em Fofo

Dia desses estava procurando alguns artigos de decoração de Beatles pra “preencher” pelo menos um nicho do móvel da sala. Nessa minha “procurança” achei simplesmente os bonequinhos mais fofos do universo!! São de uma linha chamada Funko Pop, e no site da Funko tem todos os modelos, inclusive de materiais diferentes (estes são de vinyl, um tipo de plástico). São pequenos também, esses abaixo medem aproximadamente 10 cm. Vocês já conheciam?

fofo

Os dos Beatles vêm até num kit dos 4 com um blue meanie. Um bonequinho é uns 10 dólares, então a qualidade não deve ser láaaa essas coisas. Mas pelo menos fofinho é ! Escolhi este kit mesmo, mas só vou comprar daqui a uns meses (é pra casinha nova).

bit

Achei na Amazon.com, Amazon.co.uk, Amazon.de, Ebay ! Aqui no Brasil tem alguns (mais caro) nesta loja.

Beatle-beijo!

20
junho
2013

Ana, the bride

Postado por Ana em Coisas da Ana

Quem diria! Eu, “noivinha“. :laugh:

anathebride

Já é meio old news, mas acho legal compartilhar com vocês, leitoras queridas (e curiosas), que não sabiam ainda. Fui pedida em casamento no início do ano, foi muito fofo.

day

Mas na época, de cara, já descartei qualquer festa e já estava planejando um civilzão pra dezembro mesmo. Tipo “Pá-pum amoreco, bora viver nossa vida“. Não estava animada porque sou um verdadeiro homenzinho com essas coisas, sabe? Não se esqueçam que minha criação foi masculina. Me sinto um peixe fora d’água em meio às bridezillas. Eu não gosto de detalhes, de escolher, escolher, escolher. Pesquisar, organizar, decorar, DIY, nada disso. E só de imaginar a trabalheira e a dinheirama, aiaiai!

Mas aí, por causa de um pequeno comentário do respectivo, toda “essa frieza” mudou. Senti que ficaríamos felizes em celebrar esse acontecimento importante. Ter boas lembranças, fotografias… Se podemos, graças a Deus, ter uma festa, let’s go! A partir do momento em que decidi fazer a festa, já procuro aproveitar pelo menos um pouco essa fase. Mas por mim eu a pulava e já caía de paraquedas no dia do casamento. Mentira, uma pequena escala no dia da degustação não seria nada mal. :laugh: Mas aí sim meus XX são ativados já começo a chorar só de pensar na entrada, todas as pessoas queridas que estarão lá, que nos querem bem. Nossa história é meio de livro, não tem como não morrer de chorar. E a festa vai praticamente ser minha despedida. Já prevejo meu futuro:

anacrying

Borrada e com cara de sapo tentando inutilmente segurar o choro, né? Vamos de Virtuôse à prova d’água e vejamos o que acontece.

Se alguém aí pensa igual a mim, segue minha melhor dica: não economize com cerimonial. Eu contratei um cerimonial bom, do tipo “me deixa ser homenzinho e resolva o máximo de coisas por mim“. Não me decepcionei, são praticamente minhas babás. :laugh: Bom, será no início do ano que vem e depois que passar conto tudo aqui para vocês!! Wish me luck!

E me dêem dicas de como manter o saco não estourado durante os preparativos?

Beijos da noiva enxaqueca

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 1 de 3123