27
outubro
2012

Em Porto de Galinhas

Postado por Ana em Viagens da Ana

Quem me segue no twitter deve ter notado que semana passada não estava em BH, mas em sim na maravilhosa vila de Porto de Galinhas. Que lugar maravilhoso, viu? O tempo estava ótimo, uns 28 graus. A praia, com certeza, é a melhor que já fui: linda, água deliciosa …

É uma região cheia de resorts all inclusive, mas estes requerem um táxi para chegar na Vila. Eu pessoalmente prefiro pousada, então ficamos em uma ótima bem na vila, perto da praia e piscinas naturais.

Onde fiquei: A pousada chama Porto&Mar, é muito boa, mas só senti falta de um dono ou gerente, alguma pessoa para receber, dar dicas de passeios (igual foi em Paraty, por exemplo). Mas enfim, acomodações ótimas, café da manhã delicioso, tá super aprovada. Só não foi legal sobreviver a última madrugada sem ar-condicionado graças ao apagão que pegou o nordeste.

Para comer: muita gente me indicou o tal de Beijupira - é o restaurante campeão do lugar. Mas como li muitas resenhas na internet falando que o custo-benefício é péssimo (muito caro pro que oferece), acabei não indo. O que fiquei apaixonada mesmo foi com o escondidinho de um restaurante chamado Barcaxeira. hummmm Tem uma pastelaria na vila que também me enlouqueceu, porque adoro pastéis. :laugh:

Barracas: A praia tem barracas que você pode usar ou pagando 5 reais pela cadeira ou então simplesmente consumindo. A comida nas barracas é bem cara – um camarão alho e óleo com batatata sai uns 70 reais, mas de vez em quando pode né?

O ponto alto: a própria praia de Porto de Galinhas !! Como péssima turista que sou, quando viajo gosto mesmo de ficar em um só lugar. Quando quebro essa regra pessoal me arrependo em 99% das vezes… E sinceramente? A praia de Porto de Galinhas é tão perfeita, que já me bastaria completamente.

Os passeios: existem mil opções de passeios, alguns até para Maragogi-AL. Este último nem considerei, pra mim Maragogi é objeto de outra viagem, se estou num lugar tão lindo, pra que procurar outro? Achei os famosos buggys muito inseguros (você vai solto na garupa; é 20km/h, mas se freia você voa 8 metros) então não animei. Acabei fazendo o passeio pra praia de Carneiros mas não gostei – gastei um dia todo em algo que claramente só tem a intenção de pegar dinheiro dos turistas. Um século pra chegar lá (a van pega todo mundo por uma hora antes de ir), depois um passeio de catamarã que parecia evento de terceira idade, farofão. Ficava mega-rápido em cada locação, parecia atividade de ratinho de laboratório. E por fim, “dão um horário de almoço” pra você gastar dinheiro no único restaurante do lugar. E lá se foi um dia que eu poderia ter me divertido mais em Porto… Carneiros é sim maravilhoso (mas mesmo nível de Porto), mas acho que seria melhor ir por conta própria e alugar uma lancha, aí sim valeria a pena.

O que enche: como toda cidade turística, os vendedores ambulantes se proliferam igual praga. Fora o pessoal oferecendo os passeios o tempo TODO. Como eu já tenho um pouco de experiência, nem dou corda pra eles. “Posso mostrar uma arte sem compromisso?” – “Não, obrigada”. Começam a cantar, já interrompo dizendo “não, obrigada”. Algum homem quer me dar uma flor, já taco um “Não”. Confesso que em alguns lugares isso cansa, mas como disse, é uma praga mundial.

Esportes: desde que me engajei em um relacionamento com um esporte-freak, toda viagem temos que arrumar algum esporte pra fazer (aiai… :laugh:). O dessa vez foi o Surf. Eu sempre tive muito medo de ondas, mas confesso que foi bom perder esse medo na marra. Fizemos aula na escola “Pé de Surf” e gostei muito!! O instrutor era muito bacana e ficava me ajudando a pegar as ondas. Engraçado que tem uma técnica que eu nem imaginava – achava que era só subir na prancha. :laugh: Alguns litros de água engolidos, tomei vários caldos, mas me diverti!!! Só que tive que parar no terceiro dia porque deu mau jeito no meu tornozelo (velha).

Não caia nessa furada: reservar transfer de Recife pra Porto pela internet foi a maior besteira que eu fiz. Empresa super mal organizada, carros desalinhados, e sai mais caro que pegar o táxi que a pousada chama. Não vou entrar em detalhes mas acabei levando prejuízo – a “empresa” é a mesma com posição de destaque no site “Destino Porto de Galinhas“. Ninguém na vila nem conhecia essa joça, então cuidado.

Às vezes eu me empolgo mais nas dicas do que é negativo, pra não caírem em furada, mas eu simplesmente amei o lugar!! Voltaria mil vezes…

Beijos

24
outubro
2012

Delineador em gel Maybelline – black gold

Postado por Ana em Coisas da Ana, Maquiagem

De princípio eu detestei desse delineador Eyestudio Lasting Drama, porque comprei achando que ia ser um substituto pro Fluidline Blacktrack da MAC.

Só que me distraí e comprei a cor “black gold“, em vez da “intense black“, óbvio que o efeito ia ser diferente, né? No caso desta cor, não substitui de forma alguma o outro, já que é pouco intensa, requer muitas passadas para ficar mais forte.

Enquanto o da MAC você passa o pincel uma vez e já fica pretão, com este você precisa voltar várias vezes ao potinho e reaplicar, reaplicar, reaplicar… Esse ainda veio com uns brilhinhos que nem imaginei que ia ter.

Dá pra quebrar o galho, pra quando você quer uma maquiagem delineada mas menos dramática. A durabilidade é boa, gostei bastante do pincel que veio junto também. Devo ter gasto o equivalente a uns 30 reais nele, mas não compraria de novo porque não achei essa cor “quase preta” muito útil pra mim. Na dúvida, compre o intense black, que é bem elogiado. Cãobinado?

Alguém tem e gosta?

Beijos

22
outubro
2012

Batom-pegadinha

Postado por Ana em Maquiagem

Quem nunca caiu na cilada do batom-pegadinha? Seja porque pareceu bonito por fora e você não teve tempo de experimentar, ou então porque caiu na lábia da vendedora… :laugh:

Estava eu no free-shop de Guarulhos nas últimas férias e, claro, fui na MAC pra levar algumas coisas. Estava querendo um batom rosinha, aí …

Vendedora: “Essa cor rosinha You’re Perfect Already vai virar febre igual ao Snob”.
Ana: “Mas igual o Snob eu não quero não”.
Vendedora: “Mas é diferente, não tem o componente azulado do Snob”.
Ana: Ok. Pra dentro da cestinha.

Estava sem tempo pra testar a cor, mandei pra cestinha, afinal, se fosse se tornar a cor bambambam eu ia me matar por ter perdido a oportunidade de comprar mais barato. Vocês lembram que em 2010 o SNOB se esgotou das prateleiras? Eu uso o meu até hoje, mas ele fica irreconhecível, porque passo pouquinho com os dedos, associo gloss, etc.

Vocês podem me chamar de fashion-victim, preconceituosa, o que for. Mas tem coisa mais orkutizada do que aquela cor do SNOB? Fazer o quê, a moda é cruel mesmo uai. Aí eu chego em casa e a cor You’re Perfect Already realmente não tem o fundo azulado do SNOB, mas é uma cor horrorosa Snob-Like…. É muito forte, marca todas as ranhuras da boca, faz um contraste horrível com o background dos meus lábios. Ou seja: batom pegadinha, argh! E, ao contrário do Snob, esse não dá pra salvar.

Se você não acredita na minha foto, vou colocar uma da rainha dos swatches Temptalia:

Igualmente Creuza…

Beijos!

18
outubro
2012

O óbvio ululante para remover rímel

Postado por Ana em Maquiagem

Removedores Bioderma, Nivea, Toleriane, Bifacil ou Avon – qual é a melhor coisa para remover um rímel solúvel em água? A resposta é fácil – nenhum dos anteriores, mas sim a própria água. Isso é a coisa mais óbvia do mundo, mas lá em 2010 eu ainda me via insistindo nos demaquilantes na hora de tirar qualquer rímel. Demorava horrores, gastava muito produto e algodão e ainda não saía tudo. Fiz as pazes com o Bioderma (tô devendo retratação) justamente quando parei de depender dele pra isso.

Eu evito o máximo os rímeis à prova d’água, os acho muito pouco saudáveis pra saúde ocular – os cílios caem, entopem mais as glândulas, mais difíceis de remover… Fora que não faz falta, porque meu solúvel (Maybelline Cat Eyes) não mancha de jeito nenhum. Se você me vir com um borrão na pálpebra inferior, das duas uma: ou veio do delineador/lápis que transferiu, ou é outro rímel.

Faço assim:

ulululuu

Molho os dedos indicador-polegar e pressiono os cílios, sem puxar. Você sente o rímel dissolvendo entre os dedos. Aí repete algumas poucas vezes, pressionando os lugares onde você sente que ainda tem rímel. Pode fazer um movimento leve de “enrolar” entre os dedos, mas sem puxar. Quando saiu tudinho dos cílios, você usa o removedor pra tirar o que escorreu pelo rosto. Se você tiver água morna na pia (eu não tenho) é mais rápido ainda. Eu ainda gosto de conferir os fórnices inferiores, pra ver se não tem nenhum resto de maquiagem lá dentro, mas isso é neurose de quem vê blefarite e alergia graves diariamente. :laugh:

Essa é uma forma muito saudável para os cílios, até porque evita o contato dos removedores com os olhos. Até mesmo quando o rímel é à prova d’água, eu inicio assim, porque o componente solúvel já vai embora.

Eu nunca dividi essa “dica” aqui no blog porque é muito óbvia, mas se até a gravidade era óbvia… kkk

Beijos!

17
outubro
2012

5 vezes Kim

Postado por Ana em Celebs

Apesar da forma um tanto duvidosa como ficou famosa (tipo Paris Hilton), a Kim Kardashian é uma das minhas celebs-vazias favoritas. :laugh: Eu a acho bem bonita, e é uma das poucas voluptuosas que restam no mundo que cada vez privilegia mais o tipo skinny. Só que está meio alarmante o tanto que ela tem “errado” nos looks – digo isso, porque pelo que eu sempre percebi, ela quer ser um ícone de estilo tipo Olivia Palermo, e não tipo mulher-fruta. Mas ela só tem se enquadrado nesta última categoria.

Se Herve Leger já é um crime pra quem tem essas formas, o que dizer de um peplum branco? Sei não… não tô gostando dessa fase! E vocês?

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 1 de 212