29
abril
2012

O fantástico mundo do blush cremoso

Postado por Ana em Maquiagem

Acho que essa foi a compra mais protelada do século. Eu sabia que precisava muito de um blush cremoso, mas mesmo assim só comprava em pó. Sério, no dia-a-dia os blushs secos mal duram uma hora no meu rosto, mesmo usando fixador. Só consigo ter efeito duradouro quando me emplasto de primer e base, o que só faço à noite.

O blush cremoso é muito mais duradouro, pois se fixa muito mais à pele. Por outro lado, é mais chato de aplicar – muito já foi dito sobre tipos de pincéis pra usar e formas de aplicação, mas eu acho que tem que ser com a mão mesmo. Além disso, os cremosos exigem maior atenção à quantidade para não sair por aí parecendo que levou uma chinelada no rosto. :laugh:

Eu comprei na última viagem esses dois “Dream Touch Blush” da Maybelline (cor 07 e 04) – que são ótimos por sinal – e todo um mundo de possibilidades blushísticas se abriu em minha frente. Uma pena que esses dois são mais peroladinhos, senão os usaria no dia-a-dia (frescura minha, porque dá pra usar de dia). Ao contrário do Dream Matte Blush (ainda é fabricado?) da mesma marca, esses não tem brilhinhos chatos que ficam caindo no rosto.

Já estou sonhando com novos blushs cremosos… e já que desejar não é proibido…

… quero todos!! :laugh: Acho que só essa musiquinha do Aladdin mesmo para resumir o sentimento. kkkkk


Beijos!

25
abril
2012

Alessandro, estou decepcionada!

Postado por Ana em Unha

Vocês já ouviram falar nessa marca alemã chamada Alessandro? Ela é extremamente idolatrada salve-salve por várias pessoas entendidas no assunto. Desta vez eu fui com sede ao pote e resolvi experimentar 3 produtos de uma vez. Um óleo para cutícula, uma caneta hidratante para cutículas e uma caneta fortalecedora de unha.

Decepção total. Os produtos são caros, cerca de 10 euros cada um, e as canetas já são um lixo porque quase não liberam produto. Como pode? Sou mil vezes mais a caneta hidratante de cutículas do Unha Bonita. Lembro que li que essa caneta brazuca foi inspirada na ponteira alemã. Pois é, a ponteira é parecida mas funciona muuuuito melhor.

Já o outro produto é esquisito, mais parece um gloss de boca, mas que você passa nas unhas. Nada demais…
Se eu dei azar com os exemplares que eu comprei e todos os outros são ótimos? Pode ser, mas isso não costuma acontecer com marcas boas. Nossa, tinha tanto tempo que nao fazia compras tão ruins. Alguém já usou e gostou?

Beijos da inimiga do Alessandro!

22
abril
2012

Minha experiência com o Clarisonic

Postado por Ana em Geral

Comprei e usei, agora vou falar para vocês o que eu achei. Para quem não conhece, o Clarisonic é um aparelhinho para limpeza de pele que usa tecnologia de vibração sônica. Ele fez o maior sucesso em seu lançamento ano passado. O aparelho vibra várias vezes por segundo, igual escova de dente elétrica. Existem vários modelos, mas eu escolhi o mais simples e portátil (Mia), que só tem uma opção de velocidade. Mesmo ele foi bem salgado, paguei 140 euros (comprei na Amazon.de).

Tem que ter? Eu não via um produto assim como algo indispensável, e continuo não vendo. A minha rotina de remover maquiagem, limpar o rosto com sabonete próprio e esponja Calypso e hidratar já me deixava muito satisfeita. Mas sabe aquela coisa de mulher, de gostar de se sentir completamente CUIDADA antes de ir deitar? hahaha Da mesma forma que uso tônico sem acreditar que ele cumpra uma função específica, ah, what the hell, por que não incluir mais um bebê? :laugh: #coraçãodemãe Fiquei um ano titubeando ($$$) e decidi adquirir o Clarisonic para complementar essa rotina.

Em relação à limpeza, com certeza ela fica mais profunda. Isso pode ter ou não implicações na sua pele, depende como você cuidava antes. Como eu já limpava bem, a minha pele já estava razoável e nao vi grandes mudanças.

Um problema que tive é que o Clarisonic deixa minha pele vermelha, mesmo respeitando o tempo uso (um minuto), e sem pressionar muito contra a pele. Nada demais, porque sempre vou dormir depois. O produto é feito também para uso diário, mas, em mim, achei melhor reduzir então o seu uso a no máximo 3x por semana. Digo isso porque minha pele não é sensível nem costuma ficar vermelha com produto algum. Ele veio com um sabonete próprio, mas não gostei, então pretendo usar com algum da Nivea mesmo. Só é importante lembrar que o sabonete usado com o Clarisonic não pode ter esfoliante, senão agride muito a pele.

Em relação aos produtos similares, eu já li muitos sobre eles, desde o Neutrogena Wave (que é bom mas te deixa refém do refil) até um vagabundaaaaço da Sigma que nem sônico é (desculpe, gente, mas eu acho), e acho que o Clarisonic é de longe o melhor sim. Eu tenho uma filosofia – se é pra comprar, compra direito. O Clarisonic é muito bem feito – pra começar, é completamente à prova d´água e voce pode levar ao banho, à pia, sem medo. Segundo, você nao depende de pilhas, ele carrega na tomada. Aliás, achei o carregador de ímã super high tech ! Não sei com as outras pessoas, mas o meu veio com o tipo de tomada que não era nem o modelo brasileiro nem o alemão, tive que comprar um adaptorzinho.

Lembro que quem tem alguma condição dermatológica deve consultar seu dermato antes, porque pode não ser bom para todo mundo!


Beijos!

20
abril
2012

O anel da Angelina

Postado por Ana em Celebs

Enquanto o Brasil é a terra das bridezillas, os EUA são a terra dos groomzillas. :laugh: É impressionante como lá a maioria dos homens se sentem na responsabilidade de fazer o pedido (proposal) mais perfeito, mais romântico e mais legal de todos. Sério, acho que isso está no imaginário deles desde novos. Daí entra outra mania: a do anel de noivado (“engagement ring“). Enquanto é da nossa cultura apenas trocar alianças douradas (exceções existem), lá a mulher ganha um anel de noivado. E é o maior tabu o tal tamanho do diamante. Geralmente só a mulher usa o anel durante o noivado e, ao contrário da gente, na mão esquerda. Por isso os fofoqueiros americanos sempre vão à loucura quando uma celebridade vai casar, ficam comparando os quilates, preços, etc. :laugh:

Aí você imagina a responsabilidade do Brad Pitt ao dar um anel desses pra Angelina? Não poderia ser diferente, né? E ele ajudou o designer de jóias Robert Procop a conseguir o modelo perfeito para a amada, o que durou um ano. O Brad Pitt manja muito dessas coisas artísticas, gosta muito de arquitetura, decoração (A_LOUCA_DAS_FOFOCAS).

O anel é avaliado em aproximadamente um milhão de dólares (mas cada lugar fala uma coisa) e possui diamantes das mais alta qualidade. Olhando por fora, o formato não me agradou muito, me lembrou esses anéis de profissão, sabe? Mas, bom, eu não desdenharia um chuchu brilhante desses. :laugh:

O anel mais legal de todos

Falando em anel de noivado, acho que a celebridade com o anel mais cool que já vi é a Natalie Portman. Assim, todos eles têm um milhãozinho pra gastar na peça, então eu acho mais bacana quanto tem uma certa ideologia por trás. O anel dela é totalmente ecológico e é feito de platina reciclada e o diamante central é de uma mina de zona livre de conflito. Achei bacana, porque por trás de belos diamantes costuma existir bastante sangue, vocês sabem né?

O anel mais lindo de todos

Já o anel mais lindo de todos, para mim, é o da Kate Middleton, que pertenceu antes à Lady Di. Acho que tenho uma quedinha por safira. Só é uma pena que réplicas dele começaram a aparecer em tudo quanto é barraquinha de camelô, ou seja: orkutizou!

E voces? Têm alguma história/fofoca bacana de Engagement Rings para contar?

Beijos!

19
abril
2012

Freiburg, a cidade mais fofa da Alemanha

Postado por Ana em Alemanha, Viagens da Ana

Imperdível: Leia também meu roteiro/guia para Freiburg clicando aqui!

Não vou me prolongar muito neste post, apenas queria dar uma dica de turismo para quem planeja vir por essas bandas. Freiburg im Breisgau (Friburgo em Brisgóvia) é uma cidade de pouco mais de 200 mil habitantes, localizada no sudoeste da Alemanha. Está a um pulo da Suíça e outro da França, e fica cercada por lindas montanhas, além de ser no coração da Floresta Negra. Por isso, é uma cidade bastante turística, está sempre cheia. Tem muitas lojas no centro, então o pessoal da região aparece aqui para fazer comprinhas.

Freiburg é a cidade mais quente e ensolarada da Alemanha (isso é muito vantajoso por aqui, acreditem). :laugh: É muito famosa por seus cuidados com o meio-ambiente. Aqui, mais que nas outras cidades alemãs, o lixo é separado neuroticamente e os cuidados com a qualidade do ar são intensos. O relógio ecológico está lá no centro provando isso para quem quiser ver. A qualidade de vida é excelente, a cidade é toda feita para andar de bicicleta e o sistema de trens e bondes urbanos é de babar.

O centro é todo cruzado por esses riachinhos (Bächle), se você se distrair pode acabar pisando em um e…

Antes que me perguntem: eu nunca pisei ! :laugh:

A cidade tem um número grande de estudantes, e a Universidade de Freiburg é muito reconhecida. Eu tive sorte de fazer intercambio lá e recomendo muito para quem tiver a oportunidade. :)

Futebol: A coisa que eu mais gosto de fazer por aqui é ir ao estádio de futebol (Linha 1 – Littenweiler). O time daqui é o SC Freiburg e está se mantendo firme na primeira divisão da Bundesliga faz dois anos. :laugh: O ambiente é animado, mas também familiar, com muita organização, comida e cerveja gostosa, banheiros limpos, acesso super fácil.

Comilança: eu sou uma apaixonada pela comida do sul da Alemanha. Anotem os nomes das comidas: Spätzle, Maultaschen, Flammkuchen. O vinho da região é o Spätburgunder (ou Pinot Noir), são deliciosos e baratos.

Como chegar: vindo do Brasil, o mais fácil é pegar um avião para Frankfurt e, no próprio aeroporto, você pega um trem (tem direto ou baldeando) para Freiburg, dura cerca de duas horas. O aeroporto que serve Freiburg é o Aeroporto Basel-Mulhouse-Freiburg, para quem quiser vir a partir de outro ponto da Europa.

Não sei explicar muito, mas é uma cidade muito fofa. Só vindo aqui para entender…espero que alguém aproveite a dica!


Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 1 de 3123