20
fevereiro
2017

Máscara The Falsies Push Up Angel da Maybelline

Postado por Ana em Maquiagem

Estou usando a Máscara “The Falsies Push Up Angel” da Maybelline há 3 semanas. Nossa, tinha tempo que não testava uma máscara nova! Mais ainda, como tinha tempo que não gostava de uma máscara nova! Uso o Cat Eyes da Maybelline há anos, ele tem uma vantagem enorme: é o único solúvel em água que não mancha em mim. Desde o Virtuose da Lancôme (era viciada) não comprei mais máscaras a prova d’água. Não acho muito saudável, sabe? Mas é incrível como todas sempre mancham em mim. Olhei essa e me deu vontade de experimentar, não sei o porquê mas me pareceu promissora. :)

mascaramain

mascarapincel

Eu gostei de cara do efeito. Reparem como o aplicador é diferente. Me lembrou um pouco o da finada Eyeko Big Lashes, mas deposita bem menos produto. Ela não deixa os cílios densos, mas sim bem espetadinhos, separadinhos e compridos.

mascaraantesdepoisA máscara não diminui o olho , acho que arregalei na primeira foto, sei lá kkkkkk #blogueirademeiatigela

Esse é meu efeito favorito, talvez você prefiram mais “cheio”, mas eu não gosto quando a máscara agrupa os cílios. Até a Cat Eyes (que gosto por não manchar nunca) os agrupa um pouco mais do que gosto. O legal é que essa também sai fácil com água mas até agora não manchou! Sabe aquele “carimbo” embaixo que te faz parecer uma doida? Odeio! Não uso muito no trabalho, mas se tinha uma coisa que me matava de raiva é ficar 4 horas sem olhar no espelho no trabalho para depois descobrir que estava borrada. Nossa, detestava!

Enfim, gostei muitíssimo dessa. Será o fim do Cat Eyes?!

O único viés da minha resenha é que aqui está frio. Vou levá-la pro Brasil e depois dou um update aqui de como ela se comporta no verão, tá?

lcrate5

Beijos!

16
fevereiro
2017

Como o Kindle entrou na minha vida

Postado por Ana em Livros

Não é novidade para ninguém que sou a maior pagadora de línguas da história da humanidade!

kindlepagalinguaComprei um Kindle poucas semanas depois HAHAHAHA

Eu sou daquelas cheiradoras de livro, sabe? Lembro que em 2005 comprei em junho um livro para começar a usar em Agosto. Eu abria o livro DIARIAMENTE e dava uma cheirada. É grave, muito grave, doutor!

Por isso que sempre disse que sou #TeamLivrodDePapel e continuo sendo. Nunca considerei comprar um Kindle. Até novembro do ano passado. Eu voltei a ler bastante na cama à noite. Isso só foi possível porque praticamente bani meu celular na cama. O problema é que, apesar de eu ter um abajurzinho e meu marido não reclamar que eu o acenda, eu acabava parando de ler antes do que queria para não incomodar, já que o abajurzinho acabava iluminando o quarto como um todo. Ou pior, se eu acordava no meio da madrugada e queria ler, nunca que eu ia ligar meu abajur. Outro motivo é que estou muito numa vibe de literatura clássica brasileira. Trouxe alguns da casa de BH, alguns até para reler, mas como a mala tem limite eles “acabaram” e eu fiquei sem. E é muito mais fácil comprar online do que achar impresso por aqui ou encomendar de livraria do Brasil. Daí comprei um Kindle na Amazon, mais especificamente o Kindle Paperwhite, bem confortável de ler e a bateria dura muito.

kindlemain

Em qual loja registrar?

O Kindle é o e-reader da Amazon, então lá é que se compra (tem Amazon em muitos países, inclusive Brasil). Assim que comprei na Amazon alemã, levei um susto – registrei meu Kindle na minha conta alemã (que é super bem servida de livros em inglês e alemães mas tem poucos em português) e daí descobri que a disponibilidade de livros muda de um país para o outro. Achei que não ia conseguir ficar pegando meus livros do Machado de Assis, hehehehe Mas durou pouco o susto, porque percebi que tem como ficar migrando de contas quando você quiser um livro de outra loja. Aqui ensina. Espera-se que você tenha um endereço no país onde você quer comprar. Eu geralmente deixo na alemã mesmo, mas se quero um livro brazuca, mudo pra brasileira. Já testei e quando você muda de loja todos os seus livros continuam normais na biblioteca, não somem não! Sei que alguns livros podem ter eventualmente uma proteção extra (por exemplo para comprar um livro X na Amazon americana você teria que usar um cartão de crédito americano). Ainda não tive problema com isso.

É confortável de ler?

Eu achei muito confortável . Sabe quando o livro é grosso e você quer ler deitada de lado , mas fica virando toda hora dependendo da página para melhorar a posição? Isso não existe com o Kindle, já que toda página é a página “boa”. A luz não é como um iPad, é bem mais confortável. Eu nunca consegui ler muito em computador e tenho zero problema com Kindle. Além disso é anti-reflexo, já viu como é difícil ler um iphone na praia? O Kindle você lê em qualquer lugar. Como o meu é iluminado o contraste é muitas vezes melhor que o de um livro normal. E nem precisa ficar ajustando a iluminação, ele faz automaticamente. Além disso, posso aumentar as letras – ainda não sou présbita mas tenho uma astenopia terrível por causa de uma hipermetropia latente. É mais leve que a maioria dos livros e só preciso de uma mão para ler.

E a capinha?

kindleopen

Ele não vem com capinha e daí é como celular: o céu é o limite. Existem capinhas de todos os estilos. Comprei essa aqui de couro, roxinha. Existem muitas artesanais, umas maravilhosas no Elo7, por exemplo. Eu acho capinha mais do que um fru-fru. A tela não é como de celular, sabe? Tenho impressão que uns grãos grudam nela de vez em quando e não saem com tanta facilidade. E ele fica muito na bolsa, a última coisa que quero é ler em tela suja/arranhada.

E o modelo?

Isso eu pesquisei bastante e me decidi pelo Kindle Paperwhite, pois achei que tinha o melhor custo/benefício. Todos, claro, têm wifi, pois é assim que você acessa os livros que comprou. Apenas o modelo mais simples “Kindle” não tem a opção de comprar com 3g, mas não vi vantagem em ter 3g. Todos os modelos são leves e têm espaço para muitos livros. Muitos mesmo, milhares! Todos atualmente têm função touchscreen. Todos os modelos têm uma bateria que dura muito, no mínimo semanas usando. O modelo mais básico não tem iluminação – isso para mim tira das maiores vantagens, que é ler à noite no escuro sem incomodar ninguém. Para isso, já basta o Paperwhite.
Caso queira ainda mais leve, ou uma bateria que dura meses, ou mais níveis ainda de iluminação (não sei pra quê, a do Paperwhite já é ótima), existem Kindles mais deluxe. Como o Kindle Voyage (a partir de 189,99 euros) ou o Kindle Oasis (288,99 euros). Não custa lembrar que o Kindle não é o único e-reader do mercado, ele é o e-reader da Amazon. Eu tendo a sempre ficar com as marcas gigantes, que têm menos chance de falir um dia e te deixar na mão. Aqui na Alemanha o Tolino é bem popular. E tem zilhões de outros, até a Saraiva no Brasil tem o dela (mas já ouvi falar que é lento).

Como comprar livros?

Você pode comprar diretamenete do seu Kindle acessando a loja. Ou você pode logar na sua conta da Amazon e comprar lá. Ele é sincronizado assim que você entra numa zona wifi.

E o preço? Compro subsidiado ou não!?

Quando eu comprei ano passado, paguei 89 euros no Kindle Paperwhite. Infelizmente os preços subiram uma semana depois. Na hora nem reparei que tinha a opção de comprar subsidiado ou não, ou seja: comprei o mais barato subsidiado sem saber. Como ele foi mais barato, apareciam propagandas – não dentro dos livros, mas quando entra a tela de descanso. Achei que não me incomodaria, mas depois me incomodou sim. Eram sempre as mesmas propagandas, de coisas que eu já tinha até (tipo minha capinha), muitas vezes meio dinâmicas e o pior é que, ao contrário da tela estática normal, para sair da tela com propaganda você tem que deslizar o dedo na tela. Da milésima vez isso cansa, porque o touch screen não é bem perfeito como o de um iphone. Li na internet que era possível pedir para retirarem os anúncios através do formulario de contato na página do Kindle dentro da sua conta da Amazon. Eventualmente, pode ser que te cobrem pra isso, tipo uns 20 euros (seria justo, pois você comprou subsidiado). Mas mandei a mensagem e já removeram meus anúncios quase na hora, recebi uma mensagem que seria “excepcionalmente sem custos”. Mas enfim, funcionou!

ofertasespeciaisPedi e removeram as propagandas na hora

Caso disponível no seu país, melhor então comprar o subsidiado mesmo e pedir para tirar as propagandas , já que tem uma boa chance de você nem pagar por isso. Atualmente o Kindle Paperwhite com Wifi sem 3g custa 119,99 (subsidiado) e 139,99 (preço normal). No Brasil custa atualmente 479 reais o Paperwhite só com Wifi e pelo que vi parece que não existe a opção subsidiada. Me corrijam se eu estiver errada.

Com 3g ou sem?

O Kindle Paperwhite é um dos que dá a opção de escolher com 3g ou não. Sinceramente, eu nunca senti falta de 3g. Ao contrário, eu já acumulo muito mais livros do que dou conta de ler e os pego em casa. A chance de eu precisar imediatamente na rua de um livro novo é muito pequena e não valeria os 60 euros de diferença.

Como tudo na vida, tem vantagens e desvantagens, mas para mim o saldo foi bem positivo.

Vantagens

1) Ninguém vê o que você está lendo – nada pior que curió olhando pro seu livro hahaha
2) Você pode ter vários livros consigo ao mesmo tempo
3) Dá para apoiar o Kindle em vários lugares em que livros normais não se apóiam, no elíptico por exemplo.
4) Dá para selecionar vários tamanhos de letra, espaçamento, margens, fontes
5) O preço costuma ser bem menor que do livro de papel. Muitas vezes bem menor, tipo preço simbólico.
6) Muitos, infindáveis livros são de graça (principalmente os grandes clássicos da literatura)
7) Você pode ler no escuro sem incomodar ninguém (no caso, a partir do kindle paperwhite – eu não compraria sem luz jamais)
8) Muito leve e fácil de carregar pra lá e pra cá. Tenho sempre na minha bolsa e com livro não era assim (só carregava livro se tinha certeza que ia conseguir ler)
9) Dá pra ler em quase qualquer lugar e posição (sem parecer ser bizarro) – fiquei outro dia três horas esperando em pé (a.k.a setor de imigração pós onda de refugiados) e li o tempo todo, se fosse livro normal ia ser pior e acho que ia parecer meio excêntrica.
10) Você compra livros na hora que sentir vontade e já começa a ler imediatamente. Nada de passar vontade.
11) Você pode achar uma palavra/expressão usando a busca.
12) Tem dicionários embutidos: você coloca o dedo em cima da palavra e já aparece o significado. Isso é maravilhoso.
13) Você pode fazer “grifos/hachuras” dos trechos que mais gostar e depois até mesmo obter um resumo de todos, exportar, imprimir!
14) Se você se interessar, pode ver “grifos” populares ao longo de um livro ou mesmo grifos de seus amigos
15) Existe também uma “nuvem” pro Kindle, então você pode acessar sua biblioteca de qualquer computador.

kindletraduzirExemplo do dicionário embutido

Desvantagens

1) Investimento inicial relativamente alto – o Kindle Paperwhite custa quase 500 dilmas-temer no Brasil e 119 euros aqui.
2) A contagem de páginas obviamente não é fixa porque depende do tamanho da letra, entre outros. Vários livros permitem mudar a configuração para você ver em que página você está, mas outros só mostram a porcentagem, tempo estimado ou a tal da “posição” (até agora não entendi bem essa posição).
3) Até por isso a noção de onde você está no livro se perde um pouco, e voltar de uma vez para um capítulo X é mais chato (eu pelo menos sou muito visual com livro e sei exatamente onde encontrar algo que li e gostei).
4) Não se folheia rápido como um livro (mas você pode ir à página X ou pular várias de uma vez)
5) Não tem papel pra cheirar hahahhaa
6) O touch screen é suficiente mas é bem inferior ao de um smartphone – na maior parte do tempo você não nota, mas na hora de hachurar coisas, por exemplo, já é mais chatinho
7) Funciona com bateria, claro, então eventualmente tem que carregar! Mas dura muito.
8) Alguns serviços como o Scribd (que já pago mensalmente para pegar audiolivros) não são compatíveis com o Kindle
9) O carregador que vem é só o cabo USB para carregar no computador. Se quiser carregador de tomada, tem que comprar separado.
10) É mais difícil emprestar livros – no caso, você poderia dar a senha da sua conta Amazon para até 6 amigos acessarem, mas eu não daria a minha! hahaha
11) Apesar de não ser perecível, é eletrônico, né? São produtos que eventualmente ficam ultrapassados, são deixados de lado, dão lugar a outros, etc. Então, apesar de os livros serem teoricamente “para sempre seus”, tenho impressão que de alguma forma serão todos perdidos um dia (tipo foto digital que a gente nunca revela, sabe?). Nada como uma estante de livros coloridos que passarão por gerações…

E vocês, já aderiram? Nunca digam nunca, aprendam com meu erro! :)

Beijos da eterna fã de papel, mas não menos fã do Kindle

15
fevereiro
2017

Finalmente um hidratante para mãos que gosto (EOS)

Postado por Ana em Beleza, Geral

Essa dica rápida do dia é porque comprei esse hidratante no outono, quando não estava postando. Na verdade, comprei porque amo o hidratante labial da EOS (que aliás só citei rapidamente nesse post). E daí achei que esse hidratante era tipo igual só que para mãos. Achei que ia abrir e encontrar uma cerinha. Foi uma decepção-mor ver que era um hidratante normal! Mas pelo menos é um hidratante muito bom! Coloco só uma gotinha e tá ótimo. Hidrata bem e tem um cheiro suave de vó rica. Continuo procurando um hidratante sem cheiro nenhum – mas achei esse bem suportável e não deixa a mão melequenta.

eoshidratante1

eoshidratante2 tudo que eu tenho é sujo com meu lápis de sobrancelha, hahaha

Tem várias cores/cheiros – o meu CLARO é o rosa Berry Blossom. :) Comprei enquanto passeava na Douglas, custou uns 6 euros- isso foi na época em que ainda ia lá. Acho o atendimento aqui em Freiburg HORRÍVEL, terrível mesmo. Vendedoras esnobes! E até quando comprei online tive dor de cabeça! Só volto à Douglas em caso de extrema necessidade. Para nossa sorte, tem na DM também e custa 1 euro a menos! :) #teamDM

Vale lembrar que tem outro produto para mãos que gosto – um Peeling da P2 .

Beijos

13
fevereiro
2017

Três dicas de papelaria e uma de produtividade

Postado por Ana em Coisas da Ana, Fofo

Eu tenho uma forma talvez diferente de usar o instagram – tem o meu “de verdade” onde posto fotos e sigo contas de parentes, amigos, colegas, ou perfis com os quais me identifico muito. Nesse entro quase todo dia. E tenho outras contas que divido por categorias onde não posto nem comento nada, fake mesmo. Tipo um para seguir celebridades e blogueiras – entro tipo uma vez por semana para ver as “boas novas”. E recentemente criei um para seguir perfis de coisas fofinhas – gosto pouco, né? Nesse eu entro quanto tá sobrando muuuuuito tempo, kkkkk! Mas foi assim que mega por acaso conheci o mundo dos “studygrams”. Vocês acreditam que até isso existe, gente? São perfis dedicados a estudos e papelaria. Sei lá como comecei seguindo um monte de conta de língua espanhola, as “opositoras” (que depois finalmente entendi que isso quer dizer “concurseiras”). Era opo-isso, opo-aquilo. Comecei a partir daí a achar uns perfis interessantes, apesar de serem um tanto monótonos (postam sempre as mesmas coisas, fotos de canetinhas e resumos).

emmastudiesPor exemplo, @emmastudiess – se você seguir esse é só ir seguindo as sugestões do instragram e logo se afogará no mundo dos studygrams

Acho que 90% são uns 15 anos mais jovens que eu, mas dizem por aí (no caso, EU DIGO por aí hihihi) que gosto por papelaria não tem idade. Isso tudo foi para explicar como achei meus “novos” artigos de papelaria. Eu também estou tendo que estudar muito para uns objetivos esse ano – e como não sobra muito tempo, estou fazendo o esquema Pomodoro de novo. Não é fácil, gente, “pomodorizar” às vezes minhas únicas 2 horas livres do dia. Mas se tem uma coisa que me ajuda muito e me ENCHE de ânimo são coisas de papelaria. Por exemplo:

Canetinhas Zebra Mildliners

mildlinerszebra1

Essas canetinhas marcadoras japonesas são a sensação dos concurseiros e estudiosos. Tanto que comprei na Amazon para ver “what all the fuss is about“. Elas tem dois lados, um com marcador grosso e do outro tem um marcador fino. Isso não é novidade, eu mesma já tinha umas canetinhas japonesas que comprei em Milão que também têm dois lado. Bom, mas são realmente uma gracinha, cores pastel e tal. Mas confesso que a Stabilo não fica muito atrás não. Até porque agora também existem Stabilos pastel.

mildlinerssample

mildlinerszebra2

Caderninhos da Staples

O que eu realmente AMEI alucinadamente foram os caderninhos da Staples. Também comprei na Amazon.

staples2

staples3 O mais legal é que você compra e pode montar como quiser. Parece um fichário, mas a diferença é que o “espiral” do meio não abre! As próprias folhas é que têm um esquema de encaixar nele, é muito legal!

staples1

Já vem com 60 folhas, mas comprei refis também, bem como divisórias separadas. Por enquanto os dois que tenho são tamanho A5, mas também tem A4 para vender. Um uso pro italiano e outro para estudos de oftalmo. As folhas são um pouco mais grossas que folha de caderno normal, de forma que a canetinha não marca atrás. Virei muito fã desses cadernos!

Planner

plannner1

Em 2015/2016 considerei diversas vezes fazer um bullet journal. Mas daí pensei que seria mais uma coisa para gastar tempo e me torturar no background porque não consigo fazer direito. Mas ao menos ter um planner seria legal. Acabei comprando esse da Mossery por influência dos studygrams. Gostei muito da divisão.

planner2

Mas olha, por mais que esteja adorando ter um planner novamente (principalmente um com a capa personalizada), tem duas coisas que não gostei nele: a capa não é plastificada e já está meio suja. E o pior: veio faltando uma semana de março. Vê se pode!??? Ano que vem vou me organizar e comprar a Brastemp dos Planners: o Filofax. Então a minha dica não é o Planner da Mossery, mas sim um da Filofax, hahaha! Dizer que Filofax é só um planner é sacanagem – dá pra usar de mil formas, como caderno, planner, bullet journal … Já tem um tempo que namoro, já peguei vários na mão, amo, mas sempre pão-durei então ficou pra 2018.

Dica extra sobre produtividade: Recebo mensagens de pessoas me perguntando como consigo fazer “tanta coisa” (eu sinceramente acho que eu poderia melhorar muito ainda). Mas se tem uma coisa que me ajuda muito é sempre planejar a semana seguinte uma semana antes. Óbvio que não planejo tudo, mas planejo sim as coisas que considero como obrigação (nem todas as obrigações são ruins, diga-se de passagem). Deixar nossas decisões pro “acaso” não costuma dar muito certo. Eu começo a semana já sabendo que dias eu irei à academia, o que irei comer, o que irei estudar e quando, e por aí vai … Imagina a Ana recém-saída do trabalho decidindo se vai pra academia ou não? Ou a Ana faminta no supermercado decidindo o que vai comer? Entendem? Talvez vocês gostem de viver mais espontaneamente que eu – e não julgo – mas isso terá o seu preço para a sua produtividade, sabe? Não precisa ter planner pra fazer isso, apenas um pedaço de papel (ou boa memória hehe). Fica a dica!


Beijos!

09
fevereiro
2017

Dica de restaurante maravilhoso na Floresta Negra

Postado por Ana em Alemanha, Dicas

Adoro quando crio tradições sem nem perceber! :) Pois foi o terceiro ano seguido que fomos ao hotel Sonne Post para encher a barriga na semana gourmet “Schlemmerwoche“. O hotel é da família de uma conhecida e, curiosos, foi por isso que fomos da primeira vez. Mas não tem como não querer voltar.

sonnepostentrada

Uma a duas vezes por ano tem esse evento especial em que você pede o Menu “Schlemmermenu” e daí inclui vários pratos. São sete partes para falar a verdade. As porções são pequenas, após cada uma você sempre pensa “QUE DELÍCIA, poderia comer mais”. Mas no prato principal você já tem que lutar um bocado para terminar. Daí, como boa mineira, no final não resisto ao prato de queijo e castanhas (no caso, você pega num buffet). E a sobremesa, sempre deliciosa. Tudo é de produção caseira. Acho o menu de lá sempre uma boa amostra de comida alemã. Ela vai além do chucrute e pão com salsicha. :)

sonnepostmenu1

sonnepostmenu2

O hotel é de propriedade da família desde 1870 e uma das coisas que mais AMO é o quanto é aconchegante. As paredes do restaurante são de madeirinha, desenhos antigos. Cheirinho bom em todos os ambientes. As garçonetes vestidas em traje típico e todas muito educadas. A comida é slow food. Você come um, espera um pouquinho, daí chega o próximo. Antes de tudo começar chega um “aperitivo” – uma bebida alcóolica, geralmente champagne misturado a alguma coisa. VEM COMIGO nessa comilança:

entradasorbet“Cumprimentos da cozinha” era uma coisa maravilhosa e que tinha bacon dentro. O sorbet era de maçã verde e batizado com alguma bebida alcóolica.

sonnepostcogumelosopa A outra entrada era uma espécie de panqueca com molho de cogumelos divino e uma salada. Além disso, uma espécie de caldo de carne com bolinhas “Klößchhen”.

sonnepoststeakPrato principal: filé de costeleta (?) bovino que estava DIVINO e olha que nem gosto dessas coisas. Junto com aspargos ao molho hollandaise e aquelas batatinhas no fundo, até elas estavam acima da média.

sonnepostqueijosobremesaÉ uma mineira com certeza! Enchi o prato de queijo e depois repeti hihihi. A sobremesa era uma torta de cereja floresta negra mas com sorvete dentro.

sonnepostvinhocasaSempre escolho a sugestão de vinho do dia

É daqueles restaurantes com guardanapo de pano, vários talheres à mesa. Coisa que não pertence muito ao meu dia-a-dia gastronômico aqui na Alemanha. Está localizado em Waldau – bem no meio da Floresta Negra. É um ótimo lugar para se hospedar em um final de semana romântico também, as paisagens ali são maravilhosas. Você sobe as montanhas – então lá é sempre bem mais frio que aqui, sempre tem mais neve também.

Acho o preço bem ok para o que oferece. O nosso jantar para 2 pessoas com vinho para mim (250mL), duas cervejas sem álcool pro marido e água com gás deu 88 euros dessa última vez. Daí, claro, você deixa uma gostejinha e dá uns 100. Um restaurante desse nível em área turística de cidade grande pode ter certeza que ficaria o dobro. A título de comparação, no rodízio japonês que gostamos aqui na cidade, deixamos 70 euros geralmente pra nós dois (com bebida e gorjeta). Já em um restaurante normalzão você desembolsa entre 8-20 euros por prato (se não for filé e tals). Não é coisa para toda hora, mas muito gostoso separar um dia de fevereiro para ir lá! O resto dos dias do ano tem um menu a la carte, que só pode ser muito sensacional porque nunca comi nenhum prato que não fosse além da média, sensacional mesmo. Fica a uns 25 minutos de Freiburg, caso alguém more/esteja por essa região.

Endereço para colocar no GPS: Landstraße 13, 79822 Titisee-Neustadt Ah, recomendo reservar antes, principalmente na semana gourmet! Reservas no telefone Tel.: +49 (0) 7669 91020 ou email info@sonne-post.de. Duas vezes por ano o hotel fica fechado em férias coletivas!

Ps: não é jabá, até porque não faço jabá! E a conhecida provavelmente nunca nem vai saber da existência desse post. Quis só compartilhar a dica mesmo! Coisa boa precisa ser compartilhada :)

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Página 1 de 15912345678910